Recuperados seis dos oito corpos das vítimas de erupção de vulcão na Nova Zelândia

Michael Schade / Twitter

Erupção do vulcão Whakaari, na Nova Zelândia, filmada por turistas

Uma equipa militar neozelandesa recuperou esta sexta-feira seis dos oito corpos dos turistas que permaneciam desaparecidos após a erupção, na segunda-feira, do vulcão Whakaari, numa ilha desabitada da Nova Zelândia.

A operação, que envolveu oito membros das forças especiais do país, foi levada a cabo como planeado, “mas ainda não terminou”, sublinhou o comissário da polícia da Nova Zelândia, Mike Bush, referindo-se às duas pessoas que ainda não foram localizadas.

“Acreditamos que pelo menos uma delas está na água e a outra talvez na ilha ou também na água”, disse o chefe da polícia, frisando as condições adversas, face à possibilidade de uma nova erupção.

Bush também esclareceu que os seis corpos recuperados, que se acredita serem todos australianos, serão transferidos para a cidade de Auckland para serem identificados formalmente, após uma cerimónia simbólica com as famílias que se reuniram em Whakatane. A erupção do vulcão saldou-se em pelo menos 16 mortos.

Um total de 17 feridos estão internados nas unidades de queimados de hospitais neozelandeses, 13 em estado crítico, depois das autoridades australianas terem repatriado 11 dos seus cidadãos feridos. Muitas destas pessoas têm queimaduras em mais de 80% do corpo e lesões internas devido à inalação de gases. Os cirurgiões estimam que, nos próximos dias, terão de fazer cerca de 500 horas de cirurgias.

Do número total de 30 feridos – onde se inserem 29 com queimaduras graves -, 22 ainda estão ligados a sistemas de ventilação artificial dada a forma agressiva como as queimaduras lhes afetaram os pulmões. Os médicos não descartam que haja feridos que possam morrer na sequência das queimaduras.

A Nova Zelândia encomendou 120 metros quadrados de pele humana aos Estados Unidos para tratar os 30 feridos.

O Whakaari entrou em erupção na segunda-feira à tarde quando 47 pessoas – entre eles australianos, britânicos, neozelandeses, norte-americanos, malaios e chineses – visitavam a ilha privada.

A Ilha Branca é localizada a cerca de 48 quilómetros da Ilha do Norte, na baía neozelandesa de Plenty. Não é habitada, mas é frequentemente visitada por turistas – mais de 10 mil por ano. O governo tinha instalado, em 2016, um abrigo na ilha vulcânica para o caso de haver uma erupção inesperada como a desta segunda-feira, mas não se sabe ainda se foi utilizada.

A última erupção mortal deste vulcão aconteceu em 1914, quando morreram 12 mineiros. Houve outra erupção de curta duração em abril de 2016, sem vítimas a registar. Segundo o instituto neozelandês de geociência GNS Science, não se prevê que haja agora um agravamento do estado do vulcão.

ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

Eduardo Cabrita diz que polícias compram equipamento "porque querem"

O ministro da Administração Interna afirmou que os agentes policiais que compram equipamento de proteção do seu próprio bolso fazem-no porque o querem. Numa entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, divulgada este fim-de-semana, o …

Chuva deixa Austrália entre incêndios e cheias. Número de mortos sobe para 29

A chuva trouxe algum alívio aos bombeiros e habitantes do leste da Austrália, mas também causou cheias e novos problemas. As equipas ainda combatem cerca 100 focos de incêndio na região e o número de …

Sem Joacine, nova direção do Livre foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos

Este domingo, no segundo dia do IX congresso do Livre, a nova direção do partido foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos (e não conta com a deputada Joacine Katar Moreira). No final …

Juiz pede escusa do caso dos emails por ser adepto do Benfica

O juiz desembargador apresenta vários motivos para pedir escusa do processo, nomeadamente por ser "sócio do Benfica desde 1968". De acordo com o jornal Público, Eduardo Pires, juiz desembargador do Tribunal da Relação do Porto (TRP), …

Afinal, Irão já não vai pedir ajuda para analisar caixas negras do avião

O Irão recuou na intenção de enviar para análise as gravações da caixa negra do avião ucraniano, que abateu acidentalmente na semana passada, para que sejam sujeitas a análises adicionais, revelou a agência noticiosa iraniana. Citado …

Bruno Fialho sucede a Marinho e Pinto na liderança do PDR

Bruno Fialho é o novo presidente do Partido Democrático Republicano (PDR), ao obter 75% dos votos na eleição deste sábado para escolher o sucessor de António Marinho e Pinto, que anunciou o abandono do cargo …

Legislador russo culpa "arma climática" dos EUA pelo inverno quente de Moscovo

Alexei Zhuravlyov, membro da câmara baixa do Parlamento da Rússia (Duma), culpou uma alegada "arma climática" secreta dos Estados Unidos pelas anómalas temperaturas que se fizeram sentir este inverno em Moscovo.  Em declarações à estação de …

Nova espécie de louva-a-deus empala as suas presas como se fossem fondue

O Carrikerella simpira, uma nova espécie de louva-a-deus, caça as suas presas perfurando-as de um lado ao outro com as suas patas em forma de tridente. Cientistas descobriram uma nova espécie de louva-a-deus com uma característica …

Astrónomos descobrem que o fósforo foi gerado na formação de estrelas

Astrónomos descobriram que o fósforo, elemento químico essencial à vida, se constituiu durante a formação de estrelas e sugerem que chegou à Terra através de cometas. Uma equipa de astrónomos detetou monóxido de fósforo na região …

Nova máquina repara e mantém fígados vivos fora do corpo humano durante uma semana

Um novo sistema consegue manter um fígado humano vivo fora do corpo durante sete dias, período no qual o órgão danificado pode ser reparado e preparado para o transplante. As tecnologias convencionais conseguem sustentar um fígado …