Real Madrid agradece a quem vale mais do que 50 milhões: Militão, ex-FC Porto

Jaime Reina / AFP

Éder Militão, defesa-central do Real Madrid.

Campeão espanhol empatou contra o Chelsea e jornal destaca o defesa central brasileiro. O compatriota Marcelo pode ficar fora da segunda “mão” por causa de… eleições.

Terminou com um empate (1-1) o primeiro jogo das meias-finais da Liga dos Campeões: Real Madrid e Chelsea deixaram tudo em aberto, na noite desta terça-feira.

Em Espanha foi a equipa inglesa que comandou o jogo. O Chelsea jogava fora de casa mas foi superior em praticamente todos os aspetos e inferiorizou o campeão espanhol. Chegou naturalmente à vantagem quando Pulišić marcou ainda dentro do primeiro quarto de hora, mas Benzema empatou perto da meia hora – um dos grandes golos desta época, contra a corrente do jogo.

O jornal Marca não tem dúvidas: Militão foi o homem em destaque no Real Madrid. O ex-FC Porto jogou ao lado de Varane e de Nacho, num esquema de três centrais, opção de Zidane que não é inédita nos últimos tempos.

Militão já merece a confiança de toda a gente, escreve o diário desportivo espanhol. Não só esteve muito forte a defender, nas antecipações aos adversários, como também foi aparecendo no ataque, pelo corredor direito.

Foi o melhor jogador do Real Madrid, que deve agradecer a um defesa que “hoje, sim, vale 50 milhões de euros. Ou mais“, acrescenta o jornal – há dois anos o Real pagou precisamente 50 milhões ao FC Porto, pelo passe do brasileiro.

Sergio Ramos está fora das opções de Zidane mas, quando voltar, e depois desta ascensão recente de Militão (que agora é titular indiscutível) e depois desta sua grande exibição contra o Chelsea, vai ser complicado recuperar imediatamente o seu lugar no 11 inicial.

Na análise individual aos homens de Madrid, o guarda-redes Courtois surge também em destaque, tendo protagonizado novas grandes e importantes defesas neste encontro. Casemiro, também ex-FC Porto, foi considerado o melhor dos médios do Real.

Marcelo: mal num jogo, fora do seguinte?

Quem voltou a merecer críticas foi Marcelo. O lateral, segundo o Marca, permitiu que o corredor esquerdo fosse uma zona de acesso fácil, para os adversários.

O internacional brasileiro passou por dificuldades neste jogo e pode passar por dificuldades para estar presente no próximo duelo com o Chelsea. Não por causa de um castigo ou de uma lesão, mas sim por causa de eleições.

O jogo em Londres está marcado para a próxima quarta-feira, dia 5 de maio, mas Marcelo foi convocado para estar presente numa mesa de voto, na Assembleia de Madrid, precisamente no dia 5.

O Real Madrid tem tentado resolver a situação mas continua sem autorização para utilizar o brasileiro.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE