Como funcionava a mente de Einstein? Raro manuscrito leiloado por valor recorde

(dr) Christie's / Aguttes

Manuscrito de Albert Einstein vai ser leiloado

Um raro manuscrito de Albert Einstein com notas sobre a Teoria da Relatividade foi leiloado em Paris, esta terça-feira, por um valor recorde de 11,6 milhões de euros.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

De acordo com a agência France-Presse, o manuscrito tinha sido avaliado em cerca de dois a três milhões de euros, por isso, ter sido vendido por 11,6 milhões faz deste o valor mais alto alguma vez pago por um manuscrito do cientista alemão.

O documento contém trabalho preparatório sobre a Teoria da Relatividade, que foi publicada por Albert Einstein em 1915 e, segundo a Christie’s, que administrou a venda em nome da casa de leilões Aguttes, é “sem dúvida o manuscrito de Einstein mais valioso que já foi leiloado”.

O documento de 54 páginas foi escrito entre 1913 e 1914 em Zurique, na Suíça, pelas mãos do próprio Einstein, mas também pelas do seu amigo e engenheiro suíço Michele Besso.

A Christie’s revelou que foi graças a Besso que o manuscrito conseguiu ser preservado para a posteridade. Foi “quase um milagre”, já que Einstein dificilmente teria guardado o que considerava ser um simples documento de trabalho, acrescentou.

“Documentos científicos de Einstein deste período, e antes de 1919 no geral, são muito raros. Sendo um dos dois únicos manuscritos que documentam a génese da Teoria da Relatividade que conhecemos, é um testemunho extraordinário do trabalho de Einstein” e “permite-nos mergulhar na mente do maior cientista do século XX”, disse ainda a leiloeira.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.