Famosa rajada rápida de rádio bateu recorde (e revelou magnetosfera “dançante” em estrela de neutrões)

Daniëlle Futselaar / ASTRON / HST

Duas equipas internacionais de astrónomos publicaram dois artigos científicos com novas informações sobre a famosa rajada rápida de rádio FRB20180916B.

No estudo publicado na Astrophysical Journal Letters, os cientistas mediram a radiação das explosões nas frequências mais baixas possíveis. Já no estudo publicado na Nature Astronomy, os investigadores analisaram as explosões detalhadamente.

De acordo com o Phys, os dois artigos científicos fornecem novas informações, mas também levantam questões.

A primeira rajada rápida de rádio (FRB) foi descoberta em 2017, mas, na altura, os cientistas não sabiam o que causava as explosões. Desde 2020, suspeitam de uma conexão com as estrelas de neutrões fortemente magnéticas, conhecidas como magnetares.

A FRB20180916B, uma das mais famosas rajadas rápidas de rádio, foi descoberta em 2018 e está a apenas 500 milhões de anos-luz da Terra. Além de ser a mais próxima a ser estudada, tem um padrão que se repete a cada 16 dias: quatro dias de rajadas, 12 dias de relativo silêncio.

Esta previsibilidade torna-a um objeto ideal para os cientistas estudarem.

Uma equipa liderada por Ziggy Pleunis analisou a rajada com a rede europeia de radiotelescópios LOFAR. Os cientistas sintonizaram as antenas entre 110 e 188 MHz, as frequências mais baixas possíveis do equipamento, e detetaram 18 rajadas.

Esta captura foi inesperada, uma vez que as rajadas rápidas de rádio transmitem em altas frequências. FRB20180916B bate, assim, o recorde de baixa frequência e há ainda a suspeita de que a explosão emita radiação em frequências ainda mais baixas.

Além destes registos, os cientistas concluíram que a emissão foi bastante limpa e chegou mais tarde do que as rajadas com maior emissão de rádio.

“Em momentos distintos, vemos rajadas de rádio com frequências diferentes. Possivelmente, a FRB é parte de uma estrela binária, visão diferente em momentos diferentes de onde essas explosões enormemente poderosas são criadas”, disse Jason Hessels, do Instituto Holandês de Radioastronomia ASTRON e da Universidade de Amesterdão, ao Phys.

No outro estudo, a equipa liderada por Kenzie Nimmo usou a rede europeia de radiotelescópios VLBI, que inclui um dos 12 telescópios Westerbork da ASTRON, em Drenthe, e o telescópio Effelsberg, na Alemanha.

Com estes instrumentos, os investigadores conseguiram observar os melhores detalhes da chamada microestrutura polarizada das erupções.

Os astrónomos viram que o padrão de explosão da FRB20180916B variou de microssegundo a microssegundo. A explicação mais lógica para a variação parece ser a magnetosfera “dançante” que envolve uma estrela de neutrões.

Liliana Malainho Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Coreia do Norte alega que a covid-19 poderia flutuar em balões vindos do Sul

A Coreia do Norte pediu aos seus cidadãos que não leiam panfletos de propaganda enviados através de balões do Sul, alegando que a covid-19 poderia entrar no país através das gotículas. De acordo com a agência …

Autoagendamento a partir dos 60 anos deve arrancar no final da próxima semana

O autoagendamento para a vacinação contra a covid-19 deverá passar a contemplar as pessoas a partir dos 60 anos, em vez dos atuais 65, já no final da próxima semana, adiantou hoje à Lusa fonte …

Emprego, formação e pobreza. Cimeira Social arranca com apelos a mudança para recuperar da crise

A Cimeira Social arrancou, nesta sexta-feira, no Porto, com a presença de 24 dos 27 chefes de Estado e de Governo da UE, num evento que pretende definir a agenda social da Europa para a …

Comandos. MP pede condenação de cinco arguidos a penas entre dois e 10 anos de prisão

O Ministério Público (MP) pediu hoje a condenação de cinco dos 19 arguidos no processo relativo à morte de dois recrutas dos Comandos, em 2016, a penas de prisão entre dois e 10 anos. Nas alegações …

Juventus quer Zidane para o lugar de Pirlo

O insucesso desportivo da Juventus esta temporada deve fazer com que Pirlo saia do clube. Zidane, que também estará de saída do Real Madrid, é o favorito da vecchia signora. Zinédine Zidane estará a pensar seriamente …

“Incompetência e arrogância”. Cabrita está (novamente) debaixo de fogo. Partidos pedem a sua demissão

Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, está mais uma vez no centro da polémica. Depois de ter avançado com uma requisição civil para que mais de 20 imigrantes fossem transportados para o Zmar, durante a …

Fernando José é o candidato do PS a Setúbal. Ana Catarina Mendes concorre à Assembleia Municipal

O deputado e vereador socialista Fernando José é o cabeça de lista do PS às próximas eleições autárquicas para a Câmara de Setúbal e Ana Catarina Mendes à Assembleia Municipal, revelou fonte oficial do Partido …

Portugal na zona de queda dos restos do foguetão chinês

O foguete de Longa Marcha chinês que foi lançado a 29 de abril, e agora está a preocupar o mundo. As previsões é que a reentrada na atmosfera se dê até ao próximo dia 9 …

CIP propõe "almofada" pública de 8.000 milhões para resolver moratórias

A Confederação Empresarial de Portugal (CIP) propôs ao Governo criar uma "almofada" de garantias públicas no valor de oito mil milhões de euros para dar poder às empresas e levar a banca a renegociar os …

Reino Unido. Variante indiana é “preocupante“ e já infetou idosos vacinados

No Reino Unido, já foram encontradas 48 cadeias de transmissão da variante indiana e sabe-se que há transmissão comunitária. A Public Health England classifica esta variante como “preocupante”. A direção geral de saúde de Inglaterra (PHE …