Publicidade a iogurtes, cereais e chocolates vai ser (quase) extinta

A guerra ao açúcar em Portugal vai provocar uma grande redução na publicidade dirigida a menores de muitos iogurtes, cereais de pequeno almoço e chocolate.

Entre os produtos que vão deixar de ser publicitados junto a escolas, parques infantis, redes sociais, e em programas de televisão e de rádio encontram-se sumos com mais do que 2,5 gramas de açúcar por 100 gramas de produto, incluindo néctares, concentrados ou sumos a 100%; bolos, bolachas e pães doces com mais de 5 gramas; produtos de confeitaria, barras energéticas, cremes para barrar e sobremesas doces; gelados; refrigerantes; fiambre; queijo; ou refeições pré-preparadas.

A lei que altera o código da publicidade para alimentos e bebidas com alto teor de sal, açúcar e ácidos gordos saturados foi aprovada a 15 de março, publicada em Diário da República a 23 de abril e devia arrancar em junho, mas, de acordo com o jornal Público, que avança a notícia esta terça-feira, a Direção-Geral de Saúde (DGS) ainda precisa de publicar o despacho com o perfil nutricional destes alimentos.

Graça Freitas, diretora-geral da Saúde, alega que ainda está a consultar “parceiros, como peritos e a indústria agro-alimentar, considerando que 60 dias é um “período manifestamente curto”.

Esta lista deve ter em conta, não só o modelo da Organização Mundial de Saúde, mas também a legislação da União Europeia. A tarefa é difícil, de acordo com a DGS, tendo em conta que as recomendações são diferentes.

Um especialista consultado pelo Público, que pediu o anonimato, disse que “não haverá um chocolate à venda no país que consiga escapar à proibição de publicidade”.

Esta legislação tem como objetivo reduzir o consumo dos produtos listados e, assim, contribuir para reduzir a taxa de crianças obesas ou com excesso de peso.

Um estudo de 2016 do European Childhood Obesity Surveillance Initiative (COSI) revelava que 20,7% das crianças, entre os seis e os oito anos, consumiam biscoitos e bolos quatro ou mais vezes por semana e que três quartos das crianças nestas idades os consumiam até três vezes por semana. 86,8% das crianças, entre os seis e os oito anos, consumiam rebuçados, gomas ou chocolates três vezes por semana. Dois terços das crianças bebiam refrigerantes açucarados.

Os últimos dados do COSI revelaram que, em Portugal, 29,6% das crianças dos seis aos oito anos tem excesso de peso e 12% é obesa. A evolução é positiva quando comparados com o estudo de 2008. Na altura, 37,9% tinham excesso de peso e 15,3% eram obesas.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. acho piada a estas medidas
    publicidade dos chocolates na tv deixa de passar
    ha uns anos deixaram de passar publicidade ao tabaco por ele fazia mal e ate começaram a colocar fotos nos maços.
    agora querem acabar com a publicidade de todos os produtos que têm alusao ao açucar, mas vao continuar a serem vendido porque está na pessoa o uso ou nao
    mas acho piada que ainda se continue a fazer publicidade às bebidas alcoolicas, e todos sabemos que uma grande parte dos acidentes rodoviarios sao provocados pelo excesso de consumo de alcool. mas aimda nao vi os rotulos das garrafas com fotos de mortos nem de acidentes de automoveis
    combate à obesidade nas escolas, mas depois nos intervalos vêm à rua comprar gomas, doces, etc
    os pais reclamam melhor comida, mas depois para o carro à pota das lojas de doces para os filhos irem comprar doces

    • Ó Zé… tu devias comer menos açúcar para ver se não deterioras mais a tua vista! Assim sempre podias tentar ler a prosa que aqui deixaste.

      • e tu devias comer mais broa para ver aprenderes a ler
        acho que nao percebes nada do que escrevi. entao tens que uir de novo para a escola

RESPONDER

Slava Semeniuta transforma chuva em atmosfera néon

O artista e fotógrafo russo Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, mistura elementos naturais e faz mágica com eles. Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, retoca fotografias de poças de água para criar composições …

Empresa quer vender dispositivos que extraiem água potável do ar

A empresa israelita Watergen está a planear começar a vender uma versão para o consumidor do seu aparelho que extrai água potável do ar ainda este ano. A tecnologia do gerador atmosférico da empresa está em …

"Sem padrinhos, nem donos". Líder da JP levanta congresso centrista

O candidato à liderança do CDS Francisco Rodrigues dos Santos arrancou este sábado no congresso centrista, que está a decorrer em Aveiro, a maior ovação dos delegados, com um discurso inflamado, em defesa de um …

Quando chegaram à Europa pela primeira vez, as batatas eram "hereges"

Os espanhóis foram os primeiros europeus a encontrar batatas na América do Sul nos anos 1530. Porém, quando foram trazidas para o Velho Continente, não foram bem recebidas por todos. Depois de terem sido encontradas pelos …

Ano vai ser "inevitavelmente" de contestação social, avisa CGTP

O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, disse esta sexta-feira que este ano vai ser “inevitavelmente” de contestação social se o Governo e as empresas continuarem a insistir num modelo de baixos salários. O líder da intersindical …

Maior ameaça ao crescimento português vem de Espanha

Diz o ditado popular que de Espanha nem bom vento, nem bom casamento. Mas, na verdade, o crescimento económico do país vizinho tem contribuído para puxar pela economia portuguesa. Agora, quando se prevê um abrandamento …

Cabo Verde esteve sem Internet durante 24 horas

O arquipélago de Cabo Verde voltou a ter acesso à Internet na tarde desta sexta-feira, cerca de 24 horas depois de uma instabilidade provocada por falhas no fornecedor internacional do serviço. O país tinha ficado sem …

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …