PSD quer nove anos para os professores, mas não define prazos

João Relvas / Lusa

O PSD defende a contabilização do tempo total da carreira congelada dos professores, mas não assume qualquer calendário e remete para negociações a serem conduzidas pelo Governo.

O proposta dos sociais-democratas, que requereram a apreciação parlamentar do decreto do Executivo que “devolveu” aos professores dois anos, nove meses e 18 dias, implica que esta recuperação parcial seja aplicada desde já – com efeitos a partir de janeiro de 2019 -, mas quanto ao restante tempo de serviço não define calendários para a devolução.

“Com efeitos em 2020 e anos seguintes, os termos e o modo como se dará a concretização da consideração do tempo remanescente para recuperação integral do tempo não contabilizado para efeitos de progressão na carreira ou outros, são estabelecidos pelo Governo, em processo negocial”, refere a proposta do PSD.

A proposta foi apresentada esta sexta-feira, em conferência de imprensa no Parlamento, por Margarida Mano, vice-presidente do grupo parlamentar do PSD.

De acordo com a deputada, a contabilização do tempo restante, até perfazer os nove anos, quatro meses e dois dias, deve levar em consideração questões como o crescimento da economia e o respeito pelas regras da despesa inscritas no Pacto de Estabilidade e Crescimento, assim como a sustentabilidade do sistema de Educação.

Além disso, adianta o Diário de Notícias, Margarida Mano defende que a imposição de um calendário ao Governo, por parte da Assembleia da República, correria o risco de ser “inconstitucional“, razão pela qual o PSD remete esta definição para futuras negociações (sem prazos definidos) entre o Executivo e os representantes dos professores.

Na próxima terça-feira, o Parlamento irá discutir os pedidos de apreciação parlamentar ao decreto do Governo sobre a recuperação do tempo de serviço dos professores, para efeitos de progressão na carreira, da autoria do PSD, Bloco de Esquerda e PCP.

Bloquistas e comunistas defendem a devolução faseada de todo o tempo de serviço dos professores, impondo ao Governo um calendário para a devolução. Na proposta comunista o prazo para a devolução é de seis anos, até 2025.

Segundo a deputada social-democrata, as três propostas deverão descer a debate na especialidade. Os três partidos concordam no princípio de que o tempo de serviço deve ser contado integralmente, mas não é certo que cheguem a um entendimento.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O primeiro drone acrobático tripulado de sempre é testado a fazer piruetas

Um novo vídeo mostra que o "Big Drone", da Drone Champions AG, é capaz de fazer acrobacias alucinantes com um passageiro dentro. A tecnologia dos drones melhora de vento em popa com o passar dos anos …

Fenómeno extremo ameaça corais na Grande Barreira na Austrália. E já matou quase metade

A Grande Barreira de Coral da Austrália pode estar a enfrentar a terceira "descoloração" no espaço de cinco anos, fenómeno provocado por um aumento da temperatura das águas do mar. Como avançou o Expresso, este fenómeno …

Trump critica cerimónia dos Óscares, "Parasitas" e Brad Pitt

O Presidente norte-americano criticou a cerimónia dos Óscares, esta quinta-feira, nomeadamente a atribuição do prémio de Melhor Filme para o sul-coreano "Parasitas" e ainda o ator Brad Pitt. Na noite desta quinta-feira, num comício em Colorado …

Paris lança número de emergência para fazer frente à crise de percevejos

O Governo francês lançou uma campanha, esta quinta-feira, para fazer frente à crise de percevejos que se instalou em Paris. Segundo a agência France-Press, citada pelo The Guardian, casas e hotéis da capital francesa estão a …

"Radical chique" e "ressentido". Filho de Paulo Branco pode ter sido o pivot do escândalo sexual em França

Juan Branco, o filho do produtor de cinema Paulo Branco, é o homem do momento em França. O advogado de 30 anos saltou para as luzes dos média no âmbito da divulgação do vídeo sexual …

Alcochete. "Se Mustafá estivesse lá aquilo não tinha acontecido"

O arguido Emanuel Calças disse, esta sexta-feira, em tribunal que, se Mustafá estivesse com o grupo que invadiu a academia do Sporting, "aquilo não tinha acontecido". "Tenho a certeza de que se o Mustafá estivesse presente …

Coronavírus ameaça o têxtil português (mas também é uma "oportunidade")

O sector têxtil nacional está ameaçado e pode parar a produção já em Março. Tudo devido à falta de matéria-prima que vem da China e que se deve à epidemia do novo coronavírus. A "situação …

Governo diz que prejuízo da TAP "não foi um desvio qualquer" e que já devia ter tido lucro em 2018 e 2019

O ministro das Infraestruturas disse, esta sexta-feira, que o orçamento que a comissão executiva da TAP apresentou ao Conselho de Administração para 2018 e 2019 previa lucro e que o prejuízo de 105,6 milhões "não …

João Lourenço duplica valor de subsídio de antigos Presidentes de Angola

O Presidente angolano, João Lourenço, duplicou o valor do subsídio de fim de mandato pago a antigos chefes de Estado, mas cortou outras regalias, nomeadamente a nível da segurança e quadro de pessoal. O decreto-presidencial 32/20, …

FC Porto castigado com um jogo à porta fechada

O FC Porto foi punido com um jogo à porta fechada, esta sexta-feira, devido a "um ato de ofensa corporal a agente desportivo" na final da Taça de Portugal. A punição aplicada pelo Conselho de Disciplina …