Proteína BolA torna bactéria salmonela mais resistente

microbeworld / Flickr

Bactéria salmonela

Uma equipa de cientistas portugueses está a estudar a proteína BolA, de forma a tentar combater o facto de a salmonela ser um dos grandes problemas existentes na atualidade, já que esta bactéria pode contaminar a água e os alimentos e ser uma das principais causas de gastroenterites no mundo.

Ao estudarem larvas, a equipa – liderada por Cecília Arraiano, do Instituto de Tecnologia Química e Biológica da Universidade Nova de Lisboa – percebeu que a proteína BolA é necessária para que a salmonela viva dentro do hospedeiro e consiga multiplicar-se. Em suma, esta proteína deixa a bactéria salmonela mais resistente.

De acordo com o Público, antes de 2015, os cientistas notaram que quando tiravam a BolA da bactéria Escherichia coli, esta ficava mais sensível ao calor ou o pH, por exemplo.

Concluíram também, já em 2015, que a proteína ligava e desligava certos genes na Escherichia coli. “E, quando fizemos uma análise global, vimos que afetava os genes dos flagelos – apêndices que conferem mobilidade à bactéria”, explica a investigadora.

“Fazia também com que as bactérias não se movimentassem tanto e se agarrassem às superfícies por onde passavam, formando biofilmes – películas aderentes de uma comunidade bacteriana”, fazendo com que, assim, as bactérias se tornem mais resistentes.

No ano passado, a mesma equipa publicou um artigo científico na mBio no qual explicam que uma pequena molécula, que tem relação com a BolA, é importante para a formação do biofilme. Observaram que quando havia menos BolA, essa molécula existia em menor quantidade. No entanto, mesmo que essa molécula estivesse mais presente, o biofilme não se formava da mesma maneira sem BolA.

Agora, avança o Público, a equipa quis ver como esta proteína afeta a virulência da salmonela, fazendo um estudo em larvas (Galleria mellonella). O estudo, publicado na Applied and Environmental Microbiology, contou com a colaboração de Arsénio Fialho, do Instituto Superior Técnico de Lisboa.

Foi injetada nas larvas uma pequena concentração de salmonela e verificou-se que estas morriam em 24 horas e, injetando novamente mas sem salmonela, nada acontecia.

Deu-se então às larvas uma concentração com salmonela e sem BolA e estas ou não morriam ou sobreviviam mais. Por último, voltou a injetar-se o líquido com salmonela e sem BolA e, depois, com um método genético, conseguiu-se introduzir a BolA. Chegaram assim à conclusão que matava como a concentração com salmonelas.

“Concluímos que a presença de BolA é necessária para que a salmonela consiga sobreviver dentro do hospedeiro, multiplicar-se e matar as lagartas. A salmonela precisa dessa proteína para ficar resistente”, explica a cientista Cecília Arraiano.

Está provado que muitos genes deste modelo animal têm os mesmos efeitos em humanos. “A larva Galleria possui um sistema imunitário que simula o sistema imunitário inato dos humanos”, acrescenta Arsénio Fialho. “O modelo tem-se mostrado muito promissor para estudar respostas terapêuticas de fármacos às infeções microbianas”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Hong Kong acusa EUA de "dois pesos e duas medidas" na resposta a tumultos

A chefe do Governo de Hong Kong acusou os EUA, esta terça-feira, de terem "dois pesos e duas medidas" na resposta aos tumultos no país e alertou que eventuais restrições a Hong Kong só vão …

PS corrige IRS a pensões atribuídas com atraso em 2017 e 2018

O PS entregou um projeto de lei que visa permitir que as reformas pagas em atraso em 2017 e 2018 contem para os rendimentos dos anos a que se referem, e não para os rendimentos …

Com os cofres vazios, CP precisa de ajudas públicas ou aumento da dívida

O Governo quer aumentar o endividamento da CP, mas a operadora ferroviária prefere ajudas estatais. Em falência técnica, a empresa não tem como pagar salários. A CP perdeu 20 milhões de euros devido à pandemia de …

Da cereja da Beira à maçã de Armamar. Mau tempo arrasa culturas e deixa prejuízos de milhões

Pomares, olivais, vinhas e hortas. O mau tempo que se fez sentir a norte do país neste fim-de-semana arrasou várias culturas culturas agrícolas, deixando prejuízos estimados na ordem dos milhões de euros. Depois da tempestade …

Situação de Grande Lisboa "não justifica" cerca sanitária, garante Marta Temido

A ministra da Saúde, Marta Temido, garantiu esta terça-feira que não existem na Área Metropolitana de Lisboa (AML) situações epidemiológicas de covid-19 que justifiquem a adoção de medidas como cercas sanitárias. “Naturalmente que, se houver alguma …

Bloco quer subsídio de desemprego extraordinário (e duplicar o valor do apoio para recibos verdes)

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, defendeu esta terça-feira a criação de um subsídio de desemprego extraordinário de 439 euros para os contribuintes que perderam rendimentos durante a pandemia e que não tenham …

Sem a pandemia, Benfica teria dois jogadores "praticamente vendidos por 200 milhões"

Luís Filipe Vieira disse que recebeu uma proposta de 60 milhões de euros por Vinícius, em janeiro. Caso não fosse a pandemia, o presidente benfiquista afiança que o clube teria encaixado 200 milhões de euros …

Israel pede ao exército para se preparar para anexar Cisjordânia

O ministro da Defesa de Israel pediu esta segunda-feira ao exército para se preparar para a anexação de partes da Cisjordânia ocupada, medida que é vista como uma aparente antecipação ao que poderão ser as …

"Colocou inúmeras pessoas em risco". Treinador do Atalanta viajou para Valência infetado

O Valência lamentou que o treinador do Atalanta, que admitiu ter tido sintomas compatíveis com covid-19 no jogo entre ambos os clubes, no dia 10 de março, não tenha tomado medidas preventivas. O treinador do Atalanta, …

Covid-19. Tribunal de Contas pede "transparência" nos ajustes diretos

O Tribunal de Contas (TdC) alertou para os riscos de má utilização dos recursos públicos canalizados para enfrentar a pandemia, defendendo que o seu forte impacto nas finanças públicas exige cuidados acrescidos de "transparência" e …