Estudo alerta para níveis preocupantes de produtos químicos tóxicos no leite materno

Um novo estudo, que analisou o leite materno de mulheres americanas quanto à contaminação por PFAS, detetou o produto químico tóxico em todas as 50 amostras testadas, e em níveis quase 2.000 vezes mais altos do que o que é recomendado por alguns especialistas.

As descobertas “são motivo de preocupação” e destacam uma ameaça potencial à saúde dos recém-nascidos, afirmam os autores do estudo.

“O estudo mostra que a contaminação do leite materno por PFAS é provavelmente universal nos Estados Unidos e que esses produtos químicos prejudiciais estão a contaminar o que deveria ser o alimento perfeito da natureza”, refere Erika Schreder, co-autora do estudo.

As substâncias de polifluoroalquilo, são uma classe de cerca de 9.000 compostos que são usados para fazer produtos como embalagens de alimentos, roupas e carpetes resistentes à água e manchas. São também conhecidos por serem “substâncias químicas eternas”, porque não se decompõem naturalmente.

Os PFAS estão ligados a doenças como cancro, defeitos congénitos, doenças do fígado, doenças da tiroide, espermatozóides em queda e uma série de outros problemas de saúde graves, recorda o The Guardian.

O estudo revisado por pares, publicado no jornal Environmental Science and Technology, encontrou PFAS no leite em níveis bastante altos.

Atualmente, não há padrões para PFAS no leite materno, mas a organização de defesa da saúde pública Environmental Working Group coloca a sua meta na mesma que é estabelecida para a água potável.

Embora os investigadores estejam preocupados com as descobertas, os recém-nascidos são seres bastante difíceis de estudar, como tal não houve uma análise completa de como o PFAS os pode afetar, explicou Sheela Sathyanarayana, co-autora do estudo e pediatra da Universidade de Washington.

No entanto, a especialista acrescentou que estudos com adultos e crianças mais velhas mostraram uma ligação entre os produtos químicos e os distúrbios hormonais, sugerindo que os PFAS prejudicam o sistema imunológico, o que pode ser especialmente problemático para os bebés.

Apesar de o estudo ter verificado um tamanho de amostra relativamente pequena, percebeu-se que a contaminação afetou agrupamentos socioeconómicos e geográficos, o que é “o que torna a questão tão difícil num nível individual”, referiu Sathyanarayana.

A pesquisa também vai contra a alegação da indústria química de que a sua nova geração de PFAS, que ainda está em uso, não se acumula em humanos.

As evidências sugerem ainda que o problema só tem tendência a piorar.

Assim, os autores aconselham algumas medidas a mulheres grávidas de modo a que se possam proteger, tal como aos seus bebés.

Evitar embalagens de alimentos à prova de gordura, protetores de manchas, roupas impermeáveis, produtos de cozinha com Teflon ou propriedades antiaderentes semelhantes, são algumas das recomendações, embora os fabricantes muitas das vezes não divulguem o uso de produtos químicos.

Ana Isabel Moura, ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

As abelhas-operárias reproduzem-se fazendo clones (quase perfeitos) de si mesmas

Uma equipa de investigadores da Universidade de Sydney descobriu que as abelhas-operárias, uma espécie encontrada na África do Sul, se reproduzem fazendo clones quase perfeitos de si mesmas. Algumas pesquisas anteriores indicavam que algumas abelhas-operárias se …

"Quero entender o que aconteceu comigo": Eriksen já reagiu ao colapso em campo

O internacional dinamarquês Christian Eriksen já reagiu à sua queda inanimada dentro do relvado, dizendo que está melhor e que quer entender o que aconteceu. O encontro entre Dinamarca e Finlândia, da primeira jornada do Grupo …

Segunda tentativa. Ricardo Salgado começa hoje a ser julgado no âmbito da Operação Marquês

O ex-banqueiro Ricardo Salgado, de 76 anos, deverá começar a ser hoje julgado por três crimes de abuso de confiança, devido a transferências de mais de 10 milhões de euros, no âmbito do processo Operação …

Partilha de publicação sobre recandidatura de Rui Moreira foi “erro de funcionária”

Autarquia portuense diz que publicação sobre recandidatura de Rui Moreira no site da Feira do Livro foi um erro já assumido por uma funcionária. Este domingo, o PSD-Porto acusou o independente Rui Moreira de “utilização de …

Teletrabalho deixa de ser obrigatório a partir de hoje. Exceto em quatro concelhos

O teletrabalho deixa de ser obrigatório a partir de hoje, passando a ser recomendado na generalidade do território de Portugal continental, exceto nos quatro concelhos que apresentam taxas de incidência de covid-19 superiores aos limites …

Variantes do coronavírus podem escapar dos anticorpos espalhando-se através de supercélulas

Variantes do coronavírus, como a britânica e a sul-africana, podem escapar dos anticorpos espalhando-se através de supercélulas, revela um novo estudo. Os anticorpos que criamos depois de sermos infetados com um vírus ou vacinados contra ele …

Estudo apresenta nova visão sobre a forma como os continentes se formaram

Um estudo liderado por geólogos da Monash University apresenta uma nova visão sobre a forma como os primeiros continentes da Terra se formaram. Apesar da Terra se ter formado há mais de 4,5 mil milhões de …

Cientistas descobrem novo exoplaneta semelhante a Neptuno

Uma equipa internacional de colaboradores, incluindo cientistas do JPL da NASA e da Universidade do Novo México, descobriram um novo exoplaneta temperado, do tamanho de Neptuno, com um período orbital de 24 dias orbitando uma …

Feira do Livro do Porto partilha recandidatura de Moreira. "Foi erro de funcionária"

A câmara do Porto explicou que a partilha do ‘post’ sobre a recandidatura de Rui Moreira feita este domingo na página de Facebook da “Feira do Livro do Porto” se deveu a “erro de uma …

Emma, uma pequena rinoceronte, viajou para o Japão para encontrar o amor

Uma pequena rinoceronte branca de cinco anos viajou de Taiwan para o Japão. Tudo para encontrar o amor. Tal como muitos humanos, os planos de viagem de Emma acabaram por ter de ser adiados devido ao …