Empregada de bar processada por servir álcool a homem que matou oito pessoas

Uma funcionária de um bar foi processada por negligência, no estado do Texas, nos EUA, por ter servido bebidas alcoólicas a um homem na mesma noite em que ele matou a ex-mulher e outras sete pessoas em 2017.

Lindsey Glass foi presa no mês passado na cidade de Plano, acusada de violar uma lei estatal que impede a venda de álcool a “uma pessoa embriagada ou insana”. As autoridades alegam que Glass devia ter parado de servir Spencer Hight, uma vez que ele parecia estar bêbado e armado.

Caso seja condenada, a bartender pode apanhar até um ano de prisão, pagar multa de 500 dólares ou ambas as penas.

Hight disparou contra a ex-mulher, Meredith, e sete amigos que estavam na sua antiga casa em Plano, no dia 10 de setembro de 2017, enquanto o grupo assistia a um jogo de futebol americano. De seguida, Hight foi morto durante uma troca de tiros com a polícia.

Lindsey Glass

As outras vítimas foram identificadas como: Myah Sade Bass, de 28 anos; Antony Michael Cross, de 33 anos; Olivia Nicole Deffner, de 24 anos; James Richard Dunlop, de 29 anos; Caleb Seth Edwards, de 25 anos; Darryl William Hawkins, de 22 anos, e Rion Christopher Morgan, de 31 anos.

Uma autópsia mostrou que o nível de álcool no sangue de Hight estava quatro vezes acima do limite legal. Segundo a polícia, ele estava a beber no Local Public House — o bar onde Glass trabalhava — antes de cometer o crime.

Por isso, vários familiares das vítimas moveram uma ação contra Glass e contra o bar por suposta negligência. Scott Palmer, advogado de Glass, contou que sua cliente ligou para o número de emergência quando Hight foi embora do bar e, inicialmente, a sua atitude foi elogiada pela polícia.

“Ela não apenas conhecia Spencer, como também era amiga de Meredith e deveria estar na festa naquela noite”, informou o advogado em comunicado. “É uma vergonha para o Departamento de Polícia de Plano ir atrás da pessoa que foi vital na tentativa de impedir os terríveis acontecimentos daquela noite”, acrescentou.

O que diz a lei?

O Código de Bebidas Alcoólicas do Texas afirma que uma pessoa é negligente criminalmente se vender “bebidas alcoólicas a um bêbado habitual ou a uma pessoa intoxicada ou insana“.

Um relatório formal da Comissão de Bebidas Alcoólicas do Texas (TABC) afirma que as imagens das câmaras de segurança mostram Hight extremamente embriagado, “a cambalear” e “a esbarrar nas mesas e a andar torto”, segundo a CBS News.

Glass teria enviado uma mensagem para um colega que trabalhava no bar, Timothy Banks, enquanto servia Hight, dizendo: “O Spencer está com uma faca grande no bar, acabou de pedir a conta e disse que precisava fazer um trabalho sujo. Loucooooooo”.

Spencer Hight

A funcionária — que foi treinada para identificar sinais de embriaguez — também contou a Banks que Hight estava “bêbado e a agir de forma estranha” e que, além disso, tinha “tirado uma pistola do bolso da frente e colocado em cima da mesa”. É contra a lei texana levar uma arma de fogo para um bar.

O relatório concluiu que Glass violou o código estatal de venda de bebidas alcoólicas. De acordo com a rede NBC DFW, o bar também perdeu a licença para vender álcool em julho do ano passado devido ao relatório.

Segundo a Conferência Nacional de Legislaturas Estatais, pelo menos 30 estados americanos têm algum tipo de lei de responsabilidade para estabelecimentos que servem álcool.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Fundação Champalimaud anuncia prémio de um milhão de euros para erradicar o cancro

A Fundação Champalimaud anunciou, esta segunda-feira, um prémio de um milhão de euros a atribuir anualmente, e sem limite temporal, vocacionado para a "erradicação do cancro". O prémio é atribuído em parceria com o casal de …

A maior lixeira da China ficou cheia 25 anos antes do previsto

O maior depósito de lixo da China, Jiangcungou, na cidade de Xi'an, já está cheio, 25 anos antes da altura prevista. O aterro tinha sido preparado para receber 2500 toneladas de resíduos por dia. Porém, de …

Cigarros eletrónicos podem prejudicar o coração mais do que os cigarros comuns

Há muito que está provado que fumar é uma das principais causas de mortes por doenças cardíacas. Agora, há evidências crescentes de que os cigarros eletrónicos podem causar danos ao coração. Em dois estudos que serão …

Sindicato dos Magistrados acusa Conselho Superior de fazer escolhas pessoais

O Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP) acusou, esta segunda-feira, o Conselho Superior do Ministério Público de escolher os procuradores para os departamentos mais importantes da investigação criminal por preferências pessoais. Em comunicado, o Sindicato …

Esta empresa está a produzir "carne" feita de ar

Enquanto várias startups estão a vender "carne" feita de plantas, a Air Protein, uma empresa sediada na Califórnia, nos Estados Unidos, está a criar carne feita de ar. A ideia não é nova, uma vez que …

Autoridade da Concorrência faz buscas em cinco empresas de vigilância privada

A Autoridade da Concorrência (AdC) anunciou, esta segunda-feira, que realizou diligências de busca e apreensão em cinco empresas do setor da vigilância privada, no distrito de Lisboa, "por suspeitas de práticas anticoncorrenciais lesivas do normal …

"Breaking Bad" da vida real. Dois professores de Química acusados de produzir metanfetamina

Dois professores universitários de Química do estado do Arkansas, nos Estados Unidos, foram detidos no domingo por suspeitas de produzirem metanfetaminas. O caso tem atraído atenção mediática por se parecer inspirar no enredo da série …

TAP regista prejuízos de 111 milhões de euros até setembro

A TAP registou, nos primeiros nove meses deste ano, prejuízos acumulados de 111 milhões de euros que atribui a "variações cambiais sem impacto na tesouraria". "A TAP S.A. apurou um prejuízo acumulado, nos primeiros nove meses …

Coreia do Norte não está interessada em mais cimeiras com os EUA

A Coreia do Norte advertiu, esta segunda-feira, que "não está interessada" em mais cimeiras com os Estados Unidos, se Washington persistir na recusa em fazer concessões. A Coreia do Norte deu a Washington até ao final …

Refugiado detido que escreveu um livro pelo Whatsapp conquista a liberdade

O jornalista e escritor curdo-iraniano Behrouz Boochani, que estava detido há seis anos num centro de imigrantes na Austrália, conquistou a liberdade. Boochani escreveu, através de mensagens da rede social Whatsapp, o livro “No Friend But …