O princípio do fim para o bebé Charlie que sofre de doença rara

Charlie Gard sofre de uma doença rara e sem cura. Os pais perderam a batalha contra o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos para conseguirem levar o seu filho para um tratamento experimental nos EUA. Estava previsto que as máquinas que o mantêm vivo fossem desligadas esta sexta-feira mas os pais conseguiram mais uns dias para se despedirem do filho.

Connie Yates e Chris Gard têm sido notícia por todo o mundo, pela luta incansável que têm travado pela vida do filho. Esta sexta-feira seria o dia que marca o fim da luta, que os pais perderam.

O bebé de 10 meses está internado num hospital, em Londres, e depois de terem tentado levar o filho aos Estados Unidos para um tratamento experimental, os pais viram o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos recusar-lhes o pedido e ordenar que se desligassem as máquinas que o mantêm vivo, dando-lhe apenas cuidados paliativos.

O casal angariou mais de 1,4 milhões de libras – cerca de 1,5 milhões de euros – através de donativos que viriam a financiar a viagem.

Consumado o desfecho do processo, os pais decidiram usar o dinheiro para criar uma associação com o nome de Charlie que ajude crianças que sofram da mesma condição rara – Síndrome de Depleção Mitocondrial, uma doença rara que provoca danos cerebrais irreversíveis.

O hospital alega que quer desligar as máquinas para que a criança tenha uma morte com dignidade, uma vez que acreditam que nada mais pode ser feito pela criança. Segundo o Daily Mail, os pais queriam ainda levar a criança para casa depois de desligadas as máquinas, o que não foi permitido pelos médicos.

No Facebook, o casal partilhou um texto no qual se lia que tinham prometido “ao pequeno rapaz que o levariam para casa”. “Queríamos dar-lhe um banho, em casa, colocá-lo no berço onde ele nunca dormiu e vimos isso ser negado. Sabemos em que dia o nosso filho vai morrer e não temos uma palavra a dizer sobre o assunto”.

Os pais confessam estar “de coração partido” e a passar “as últimas preciosas horas” com o filho. “Não nos permitem escolher se o nosso filho vive, nem escolher quando e onde vai morrer”, lamentam os pais do pequeno Charlie.

Atualização (01/07, 13:20):
Entretanto, o Daily Mail avançou que os médicos responsáveis pelo caso acederam ao pedido dos pais e deram mais alguns dias para que estes se pudessem despedir do seu bebé. “Conversámos hoje com o Great Ormond Street e concordaram em dar-nos um pouco mais de tempo com o Charlie”, afirmou a progenitora ao jornal britânico.

“Estamos gratos por todo o apoio que temos recebido do público nesta altura difícil. Estamos a criar memórias que guardaremos para sempre no nosso coração. Por favor respeitem a nossa privacidade enquanto preparamos o último adeus ao nosso filho”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Covid-19: Infarmed diz que nenhum medicamento provou eficácia no tratamento

O Infarmed assegurou, na terça-feira, estar a acompanhar todos os esforços nacionais e internacionais para o desenvolvimento de potenciais tratamentos e vacinas para a covid-19, mas insistiu que nenhum fármaco provou ainda a sua eficácia …

Adolescente de 13 anos morre no Reino Unido devido a Covid-19

Um adolescente britânico de 13 anos morreu na segunda-feira depois de testar positivo para o novo coronavírus, informou na terça-feira o hospital. Segundo a família, o jovem não sofria de nenhuma outra doença. Segundo noticiou a …

"Por favor, não venham". Autarca de Vila Real apela a emigrantes que não regressem a Portugal

O presidente da Câmara de Vila Real, Rui Santos, apela aos emigrantes para que, "por favor", não regressem agora ao país e nesta Páscoa "fiquem nas terras" que os "acolheram em segurança". "Este vírus infernal que …

84 pessoas detidas por desobediência ao estado de emergência

A PSP e a GNR detiveram, até esta terça-feira, 84 pessoas pelo crime de desobediência e encerraram 1600 estabelecimentos, no âmbito do estado de emergência. Em comunicado, o Ministério da Administração Interna (MAI) refere que, entre as …

Há creches, ATL e colégios privados a cobrar valores indevidos na quarentena

Há creches, ATL e colégios privados a cobrarem valores indevidos referentes a alimentação, transporte e atividades extracurriculares. O alerta foi dado pela Associação de Defesa do Consumidor (Deco). De acordo com a jurista da Deco, Carolina …

Pedro Proença acredita que "vai ser possível jogar na presente temporada"

O Presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) admitiu, esta terça-feira, a possibilidade de realizar jogos à porta fechada e ainda esta temporada. Em entrevista à rádio TSF, Pedro Proença disse acreditar que ainda "vai …

Centeno deixa aviso à Zona Euro. Futuro da UE depende da resposta que der à pandemia

Mário Centeno escreveu aos ministros das Finanças da Zona Euro para os alertar que o futuro da União Europeia depende da forma como conseguir lidar com a crise económica devida à pandemia de Covid-19. Uma …

Governo quer desempregados e trabalhadores em lay-off a reforçar lares e hospitais

O Governo criou uma medida de Apoio ao Reforço de Emergência de Equipamentos Sociais e de Saúde com o objetivo de apoiar as entidades do setor social e solidário. De acordo com o ECO, o Governo …

Recibos verdes podem pedir apoio a partir desta quarta-feira. Será pago ainda este mês

O apoio por quebra de atividade destina-se a trabalhadores independentes que nos últimos 12 meses tenham tido obrigação contributiva em pelo menos 3 meses consecutivos. O formulário para os trabalhadores independentes pedirem apoio por redução de …

"Este mês é perigosíssimo!" Costa avisa que "não podem ir à terra e ao Algarve" na Páscoa

"As pessoas não podem ir à terra!" O alerta é de António Costa que avisa que este mês de Abril "é perigosíssimo" por causa da Páscoa, admitindo "apertar mais um bocadinho" as medidas. O primeiro-ministro …