As nossas primeiras memórias são fictícias

Se a sua primeira memória aconteceu antes de ter dois anos de idade, existe uma forte probabilidade de não ser verdadeira.

Numa investigação recente, quase 40% das pessoas dizem lembrar-se de eventos anteriores aos dois anos de idade. No entanto, a maioria dos investigadores argumenta que é impossível lembrarmo-nos de algo que aconteceu antes dessa idade.

Um estudo, publicado esta semana no Psychological Science, procurou entender quando é que a maioria das pessoas tem as suas primeiras memórias e sobre o que são. Assim, a investigação levada a cabo pela City, Universidade de Londres, a Universidade de Bradford e a Nottingham Trent, concluiu que 38,6% dos 6641 indivíduos inquiridos têm memórias da fase anterior aos dois anos de idade.

Por seu turno, 893 participantes diziam lembrar-se de episódios que aconteceram antes de completarem um ano de idade. Mas aqui entra a ciência, que nos diz que os seres humanos não conseguem lembrar-se do que aconteceu antes dos dois anos.

Pode parecer desdenhoso presumir que estas memórias são falsas, mas os investigadores têm boas razões para concluir que as pessoas não se lembrar de serem um bebé. Investigações sobre amnésia infantil mostraram que é quase impossível manter memórias declarativas nesta idade.

Segundo o Popular Science, é possível lembrarmo-nos de memórias não-declarativas, porque nesta idade aprendemos a andar e a falar, mas as memórias declarativas acontecem numa parte separada do cérebro: o hipocampo.

Durante a infância, o hipocampo é o lugar onde acontece um grande número de novos crescimentos neuronais, cruciais para o desenvolvimento do cérebro. No entanto, no processo de gerar novos neurónios, os antigos são “empurrados para o lado”. Muitas vezes, o conjunto de células em que uma memória específica foi armazenada é cortado ou separado, destruindo-a.

Devido a este amadurecimento do hipocampo, os humanos não conseguem mesmo reter uma memória antes dos dois anos de idade. Aliás, há muitos estudos que vão ao encontro deste mais recente, afirmando que a idade média de uma primeira memória é de pouco mais de três anos (apesar disso, as mulheres tendem a ter memórias mais antigas do que os homens).

Desta forma, os investigadores explicam que as memórias antes dos dois anos de idade são memórias fictícias que armazenamos como resultado de histórias que as outras pessoas nos contam de nós mesmos.

Estas memórias falsas resultam de “fragmentos de experiências” – lugares, coisas ou sentimentos – que são combinados com histórias que ouvimos durante toda a vida, ou até mesmo de informação recolhida em fotografias.

Ainda assim, o facto de serem falsas não lhe tira importância. Estas memórias têm um enorme impacto sobre nós mesmos e fazem parte da nossa história, podendo desempenhar um papel central e positivo na definição de certos momentos da nossa vida.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Uma anã branca "ressuscitou" para devorar a sua companheira mais fraca

Os astrónomos detetaram uma explosão de uma "estrela vampira" em dados colhidos acidentalmente pelo telescópio espacial Kepler. Este fenómeno é um dos eventos mais raros de novas - explosões nuclear cataclísmica numa estrela. As novas ocorrem …

Sporting CP 1-0 Marítimo | Borja dispara rumo ao pódio

O Sporting sofreu, mas levou a “água ao seu moinho”. Na recepção ao um Marítimo consistente, mas pouco perigoso, o “leão” venceu por 1-0, numa partida com poucas ocasiões de golo, mas com domínio claro …

Reino Unido vai tornar públicos registos de avistamentos de OVNIs

A Força Aérea britânica vai disponibilizar todos os documentos sobre os avistamentos de OVNIs online. Até então, os registos eram mantido sob segredo. A Força Aérea Real do Reino Unido decidiu tornar públicos os registos de …

Sobreviventes a um cancro na infância têm maior probabilidade de vir a ter outro

Sobreviventes a um cancro têm uma maior probabilidade cinco vezes maior de vir a ter outro em comparação com a população em geral. O risco vai diminuindo ao longo do tempo desde o primeiro diagnóstico. Pessoas …

Lineker: "Se pusessem a minha equipa de 1990 a jogar contra uma moderna, seríamos assassinados"

"Se pusessem a minha equipa de 1990 a jogar contra uma moderna, seríamos assassinados", disse Gary Lineker, antigo internacional inglês, que agora é comentador da BBC. Em entrevista ao The Guardian, o antigo avançado da seleção …

Bater com um cutelo e espezinhar. A massagem que promete livrar de todas as dores

Santiago Terrases oferece uma massagem única, na qual calca as pessoas com os pés e bate-lhes com um cutelo. O norte-americano garante que consegue tirar todas as dores. No estado de Nevada, nos Estados Unidos, está …

"Choveram" propostas de empréstimo por Marega

O emblema portista recebeu vários proposta de empréstimo por Moussa Marega, mas acabou por as rejeitar. O FC Porto apenas abre mão do jogador caso seja paga a cláusula de rescisão. A imprensa francesa avança esta …

Crise de saúde mental nos jovens. Há um sexo mais em risco do que o outro

O uso regular de redes sociais pode afetar a saúde mental dos jovens. No entanto, os seus efeitos podem-se manifestar mais drasticamente em raparigas do que em rapazes. Desde 2010, as taxas de depressão, automutilação e …

PS quer limitar "vistos Gold" aos municípios do interior e às regiões autónomas

O PS entregou hoje uma proposta de alteração ao Orçamento em que limita a concessão dos "vistos Gold" a investimentos feitos por estrangeiros em municípios do interior ou nas regiões autónomas dos Açores e da …

Mais acidentes, afogamentos e suicídios num mundo mais quente

As temperaturas mais elevadas vão provocar mais acidentes rodoviários, afogamentos, agressões e suicídios, revelou uma nova investigação. Até ao momento, a grande parte das pesquisas em torno das alterações climáticas centrou-se nas mortes por doenças transmitidas …