/

Presidente da Ucrânia admite uma guerra de “grande escala” com a Rússia

usembassykyiv / Flickr

Volodymyr Zelensky, o Presidente da Ucrânia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse esta sexta-feira que o conflito com Rússia pode levar a uma guerra de “grande escala” entre os países.

Questionado sobre as tensões com Moscovo, durante o Forúm Yes Brainstorming 2021, que decorre em Kiev, Zelensky indicou que essa “seria a pior coisa que pode vir a acontecer”, sublinhou, porém, que “por desgraça é uma possibilidade”. “Creio que seria o maior erro da Rússia”, acrescentou, citado pelo Jornal de Notícias.

Zelensky referiu que gostaria de se encontrar com o Presidente russo, Vladimir Putin, durante o novo encontro do Quarteto da Normandia, para encontrar soluções sobre a situação no leste da Ucrânia. O Quarteto da Normandia é formando pela Rússia, Ucrânia, França e Alemanha.

O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, lamentou as palavras de Zelensky, recusando-se a comentar sobre “cenários apocalípticos”.

As declarações de Zelensky ocorrem no mesmo dia em que foi anunciada a conclusão do gasoduto franco-alemão Nord Stream 2. Pouco tempo antes das declarações de Zelensky, o porta-voz do chefe de Estado da Ucrânia frisou à agência France-Presse que o país se vai “bater” contra a exploração do gasoduto.

O novo gasoduto, com uma capacidade de transporte de 55 mil milhões de metros cúbicos de gás anualmente, tem uma extensão 1.230 quilómetros sob o Mar Báltico, estabelecendo a mesma rota que o Nord Stream 1, a operar desde 2012.

Para a Ucrânia, o gasoduto poderá privar Kiev de, pelo menos, 1,5 mil milhões de dólares anuais que recebe pelo trânsito de gás russo através de território ucraniano e que se destina ao bloco europeu.

O conflito no leste da Ucrânia entre o Exército da Ucrânia e as milícias pró russas eclodiu na primavera de 2014 e provocou até hoje a morte de 14 mil pessoas.

  ZAP //

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE