Presidente da TAP fala em “fake news” sobre os enjoos nos aviões A330neo

Apesar de ter admitido os relatos de enjoos, o presidente da TAP, Antonoaldo Neves, disse que ainda não foi comprovada a correlação com os cheiros estranhos detetados.

O presidente executivo da TAP falou esta quinta-feira por várias vezes em “fake news” a propósito de notícias sobre os novos aviões A330neo, em audição no Parlamento, e disse que a empresa nunca colocaria a segurança em risco.

As ‘fake news’ sobre esse avião começaram há muito tempo e felizmente não têm afetado a venda de passagens, porque na media mundial não saem”, afirmou Antonoaldo Neves, em resposta aos deputados da Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas da Assembleia da República.

O gestor considerou que tem havido notícias “irresponsáveis sobre a segurança de voos” e sobre os enjoos reportados pela tripulação, realçando que há outras empresas que já usam o mesmo avião da Airbus e que “não reportaram nenhum problema de enjoos”.

“A TAP nunca colocaria os seus passageiros e trabalhadores em situação de risco. A TAP tem uma competência histórica de segurança”, vincou.

Antonoaldo Neves admitiu os relatos de enjoos, mas disse que ainda não foi comprovada a correlação com os cheiros estranhos detetados. “É um fenómeno interessantíssimo, precisamos de estudar. Estamos muito dedicados a entender o que está a acontecer.”

Sobre os cheiros relatados no interior do avião, Antonoaldo Neves deu uma explicação detalhada e técnica, referindo que tem que ver com a pintura de proteção que o aparelho de ar condicionado tem e referiu que vai desaparecendo à medida que o avião tem mais horas de voo.

É meramente odoral, não é nocivo para a saúde de ninguém e não representa risco operacional”, afirmou, acrescentando que “não é de hoje que tem sacos nos aviões” por causa de enjoos e vómitos.

O responsável disse que a empresa está “muito satisfeita com os resultados” dos novos A330neo, e convidou os deputados a visitarem a TAP e passarem lá duas ou três horas a lerem os documentos técnicos que a Airbus enviou.

A fabricante de aviões Airbus garantiu numa carta enviada à TAP que não existe qualquer correlação entre os cheiros estranhos que têm sido detetados nos novos aviões A330neo e os sintomas de desconforto na tripulação.

Numa carta datada de 11 de julho, a que a Lusa teve acesso, a Airbus diz que após uma análise a situações de desconforto identificadas por alguns clientes dos A330neo, foi possível identificar dois efeitos diferentes “cheiros estranhos” na cabine e sintomas de desconforto, não havendo “nenhuma correlação entre estes dois efeitos”.

No documento, a Airbus diz ter em curso “inquéritos técnicos” para apurar as causas do cheiro estranho, nomeadamente ao nível do sistema de ar condicionado, para as quais “já tomou medidas corretivas”.

ANAC garante segurança dos A330neo da TA

O regulador da aviação civil diz que não existem, pelo menos para já, motivos que levem à suspensão dos voos nestas aeronaves. Fonte da ANAC adianatou à TSF que tem “acompanhado o processo” com a TAP e a Airbus, tendo igualmente transmitido à Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) as queixas dos tripulantes.

“Acompanhamos as medições da qualidade do ar das diferentes aeronaves que entraram ao serviço da companhia”, acrescenta a ANAC, “não havendo até ao momento qualquer resultado que aponte para a necessidade de suspender a aeronavegabilidade dessas mesmas aeronaves”, esclarece a fonte oficial.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Itália tem até terça-feira para formar novo Governo

O Presidente de Itália disse esta quinta-feira, após consultas com os partidos, que há uma maioria parlamentar disposta a formar um novo Governo, pelo que vai permitir estas negociações e convocará novamente os partidos na …

Câmara de Cascais paga multa de 200 mil euros por construção ilegal na praia

A Câmara Municipal de Cascais foi condenada a pagar 200 mil euros pela construção ilegal de um acesso em betão à praia do Abano. A construção que data a 17 de junho de 2009 foi conduzida …

Ocean Viking vai desembarcar em Malta. Reservas de mantimentos estão a chegar ao fim

As reservas de mantimentos para os 356 ocupantes do navio Ocean Viking só são suficientes para quatro dias, alertou esta sexta-feira a organização Médicos Sem Fronteiras frisando que o navio está há 19 dias no …

"Não se cumpre a lei". Veterinários acusam autoridades de não recolherem animais abandonados

O bastonário da Ordem dos Médicos Veterinários, Jorge Cid, acusou ontem as autoridades de não estarem a cumprir a lei que obriga a recolher os animais abandonados. Em setembro de 2018, passou a ser aplicada no …

"A Leonor é transexual. Ela existe. É a minha filha." Pais ao lado do Governo e contra a direita

A polémica em torno da Lei de Identidade de Género continua, com as críticas da Direita e com uma petição contra a legislação que já vai em mais de 27 mil assinaturas. Associações de pais …

Médicos de fertilidade usaram o seu próprio esperma em centenas de pacientes

Uma longa reportagem do The New York Times dá conta de vários casos de mulheres que recorreram a médicos especialistas em fertilidade à procura de esperma anónimo e acabaram por receber o esperma do próprio …

Nenhum rohingya se apresentou para sair do Bangladesh e regressar a Myanmar

O Comissário para os Refugiados, Assistência e Repatriamento do Bangladesh, Abul Kalam, disse na quinta-feira que nenhum rohingya se apresentou para regressar a Myanmar (antiga Birmânia) numa segunda tentativa de repatriamento da etnia muçulmana. Numa conferência …

No ano letivo passado, houve nove denúncias de praxes abusivas

A linha de denúncias de praxes abusivas e violentas recebeu no passado ano letivo nove queixas relativas a agressões entre alunos que aconteceram, na sua maioria, em instituições de Ensino Superior do norte do país. A …

Motorista de autocarro apanhado a ver filme enquanto conduz 30 passageiros para Lisboa

As imagens de um motorista de autocarro que foi gravado a ver um filme, enquanto estará a conduzir o veículo com 30 passageiros, de Coimbra até Lisboa, estão a gerar burburinho e preocupações de segurança …

Alexei Navalny libertado da prisão

O principal opositor do Kremlin foi libertado da prisão, esta sexta-feira, depois de cumprir uma pena de 30 dias por apelos à participação num grande movimento de protestos que tem agitado Moscovo. Alexei Navalny saiu da …