A preguiça gigante era a presa preferida dos humanos pré-históricos

(dr) Alex McClelland / Bournemouth University

Cientistas descobriram pegadas nos Estados Unidos que mostram que, há 11 mil anos, o ser humano caçava regularmente preguiças com quase 2,50 metros.

Uma equipa de cientistas do Reino Unido descobriu pegadas que provam que humanos antigos estiveram envolvidos num confronto mortal com uma preguiça gigante, com mais de dois metros de altura.

Foram as pegadas fossilizadas nas salinas do Monumento Nacional de White Sands, nos Estados Unidos, que revelaram que os humanos perseguiram uma preguiça gigante, tendo-a confrontado depois, com recurso a lanças que atiraram sobre o animal.



“A história que podemos ler das pegadas é que os humanos estavam a seguir as pegadas, precisamente no encalce da preguiça”, disse Matthew Bennett, um dos cientistas que participou na descoberta, publicada na edição desta semana da Science Advances.

Este estudo prova a perseguição qu ser humano pré-histórico fazia a estes gigantescos adversários. As preguiças gigantes viveram até há cerca de 11 mil anos, sendo que a maioria dos cientistas acredita que foi a caça excessiva que acabou por levar à sua extinção, sendo um dos alvos prediletos de caça da espécie humana.

Bennett, professor de ciências ambientais e geográficas da Universidade de Bournemouth, no Sul de Inglaterra, explicou, citado pelo Público, que “enquanto alguém se ocupava por distrair a presa com algumas manobras, outra pessoa enfrentava o animal e tentava dar o golpe fatal”. “É uma história interessante e está tudo escrito nas pegadas“, comentou.

Os investigadores identificaram, no Monumento Nacional de White Sands, aquilo que é conhecido como “círculos de agitação” que mostram que a preguiça se terá levantando e apoiado apenas nas suas patas traseiras, equilibrando-se com o balanço das patas dianteiras, numa atitude defensiva.

Mas além de rastos humanos, há mais pistas encontradas em lugares mais distantes que permitiram aos cientistas concluir que os humanos trabalharam sempre em grupo, com uma equipa que distraía e desorientava o animal.

Os círculos de agitação estão associados à presença de pegadas humanas. Aliás, onde há pegadas humanas, as pistas de preguiça mostram evasão, com súbitas mudanças de direção.

(dr) Matthew Bennett / Universidade Bournemouth

Pegada humana dentro do trilho de uma preguiça gigante

As pegadas foram preservadas graças às novas técnicas de modelação tridimensional. O processo, desenvolvido por Bennett, consiste em recorrer a uma câmara digital para fotografar a pegada de 22 ângulos diferentes, permitindo depois que um algoritmo construa uma renderização 3D ultraprecisa da pegada.

“Esta prova mostra-nos, pela primeira vez, como os seres humanos podem ter lidado com uma destas grandes feras e o facto de isto estar a ser feito de forma rotineira é importante”, disse Bennett, acrescentando que “obter dois conjuntos de pegadas fósseis que interagem e que, assim, mostram a ecologia comportamental é muito, muito raro”.

No entanto, a questão que se põe quando se associa um ser humano a uma preguiça gigante relaciona-se com o perigo. Citado pela Sábado, o investigador admite que a luta com um animal destes vem, claramente, associada a “doses de risco“.

No entanto, “com isto poderemos começar a perceber o porquê dos ataques e como os faziam”. “Isso dá-nos uma melhor perceção se nós, humanos, temos o papel de culpados ou não na questão de extinção de espécies.”

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Benfica 3-1 Boavista | Águia evolui com Darwin para a vitória

Desde 1982/83 que o Benfica não vencia os primeiros seis jogos no Campeonato. Pois bem, na noite desta segunda-feira, os encarnados venceram o duelo ante o Boavista e fizeram xeque-mate graças ao bis de Darwin …

Milhões de pessoas em risco de tráfico e escravidão devido à crise climática, revela relatório

Milhões de pessoas forçadas a deixar as suas casas por causa da seca severa e ciclones correm o risco da escravidão moderna e de tráfico humano nas próximas décadas, alertou um novo relatório publicado esta …

Mercado teme corrida ao imobiliário com o fim dos vistos gold

A partir de janeiro, segundo as novas regras aplicáveis aos vistos gold, vão deixar de estar abrangidos os investimentos em imobiliário com destino a habitação em Lisboa, no Porto e no litoral. O regime que visa …

Desempregados inscritos no IEFP caem 10% em agosto

O número de desempregados inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) voltou a cair, pelo quinto mês consecutivo. Agosto fechou com 368.404 desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego De acordo com os dados …

Agora que a catedral de Notre-Dame está estabilizada, pode dar-se início à reconstrução

Dois anos e meio após o incêndio que devastou a catedral de Notre-Dame, o edifício encontra-se seguro para iniciar o processo de reconstrução, que se espera estar concluído em 2024. Os trabalhos de segurança e consolidação …

Agente de viagens burlou Cristiano Ronaldo em 200 mil euros

Cristiano Ronaldo foi burlado, ao longo de mais de três anos, pela funcionária de uma agência de viagens a quem confiou os seus cartões de crédito e códigos. Jorge Mendes, Gestifute, Nani e Manuel Fernandes …

França diz-se "enganada" pela Austrália após suspensão de contrato de submarinos

Na semana passada, Estados Unidos, Austrália e Reino Unido anunciaram um acordo de defesa que inclui o desenvolvimento de submarinos nucleares na Austrália. O embaixador francês na Austrália, Jean-Pierre Thebault, disse esta segunda-feira que a França …

Sete mortos e 306 infetados nas últimas 24 horas

Portugal registou, esta segunda-feira, 306 novos casos e sete mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Rússia Unida anuncia vitória nas legislativas

O partido do Kremlin, Rússia Unida, reivindicou no domingo a vitória nas eleições legislativas russas, mas a sua maioria constitucional na Duma, a câmara baixa do parlamento, está ainda por apurar, após a contagem de …

Cientistas estão a dar vida ao holodeck, um holograma que você pode tocar

Os cientistas estão cada vez mais perto de tornar o holodeck uma realidade. Investigadores estão a criar um holograma que você pode tocar. A série Star Trek: The Next Generation apresentou a milhões de pessoas a …