Preços dos combustíveis podem disparar (e a culpa é de Trump)

Doug Mills / EPA

O presidente dos EUA prepara-se para anunciar o fim da isenção das sanções aos países importadores de petróleo do Irão. Uma má notícia para os condutores portugueses que poderão ver os preços dos combustíveis disparar devido à guerra de Donald Trump contra o regime iraniano.

Parece quase certo que a tendência de aumento dos preços dos combustíveis está aí para ficar. E as novas sanções que Donald Trump pretende implementar, com foco nos países que importam petróleo do Irão, é uma das causas para esse cenário.

O presidente norte-americano deverá anunciar o fim da isenção de sanções a estes países importadores na próxima semana, reforçando a política de bloqueio ao Irão, como constata o Diário de Notícias.

O previsível anúncio deverá despoletar uma subida de preços, com o gasóleo a atingir o pico de preço de 1,50 euros por litro, segundo apontam os especialistas económicos.

Em causa estão países como Turquia, China, Índia, Japão e Coreia do Sul que continuam a comprar combustível ao Irão.

“Um dos principais fornecedores de gasóleo de Portugal é Espanha, que vai buscá-lo à Turquia”, constata Tomás Cunha, da corretora XTB, ao DN.

“De Espanha, anualmente, importamos mais ou menos três mil milhões de euros em combustível e da Arábia Saudita importamos cerca de mil milhões”, refere Tomás Cunha. As prováveis sanções a anunciar por Trump podem vir a “mudar esta tabela de uma maneira incrível”, destaca o analista, realçando que poderá passar a haver “um monopólio” da Arábia Saudita.

Já João Queiroz, do Banco Carregosa, não acredita que isso aconteça. “A economia doméstica e as estruturas estão muito integradas com Espanha e seria necessário um fenómeno extraordinário para favorecer a Arábia Saudita, cujo peso é quase irrelevante na nossa economia”, considera também no DN.

Certo é que nesta semana, só perante o rumor, as exportações do Irão “caíram de 1,2 milhões de barris por dia para 900 mil”, como revela Tomás Cunha, evidenciando uma queda de “quase um quarto” e assumindo que “uma jogada destas teria um impacto pesado na economia global e, principalmente, na economia portuguesa”.

A subida de preços terá, por outro lado, repercussões positivas para as petrolíferas que já vão revelando elevados ganhos.

Nos mercados internacionais, o preço do barril de petróleo Brent para entrega em Junho terminou, nesta terça-feira, em alta de 0,73%, subindo para os 74,54 dólares.

O crude do mar do Norte, de referência na Europa, concluiu a sessão no International Exchange Futures a cotar 54 cêntimos acima dos 74,00 dólares com que fechou as transacções na segunda-feira.

O preço do petróleo continua em baixa, mas adivinha-se que poderá disparar para máximos de Outubro passado quando o valor por barril passou dos 86 dólares.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

19 COMENTÁRIOS

  1. Tem piada. Acusam o Trump de ter acordos com a Arabia Saudita para manter o preço do petroleo baixo para levar à falencia a Venezuela, mas além do Trump ser culpado do preço do petroleo ser baixo vai ser também culpado do preço do petroleo ser alto :((

    • OPEP, o cartel do petróleo; já ouviste falar?
      O Irão é o 2º maior produtor de petróleo da OPEP, a seguir à Arábia Saudita.
      E agora? Achas que chegas lá?
      .
      “Um dos principais fornecedores de gasóleo de Portugal é Espanha”
      É?!
      Será que este “consultor” sabe que Portugal é auto-suficiente na produção de gasóleo há uns bons anos e exporta até para os EUA?
      Duvido…

        • O quê?!
          Não digas asneiras!…
          A Repsol Sines (polímeros) nem sequer produz gasóleo ou gasolina!!
          Portugal é auto-suficiente em gasóleo e gasolina e, NADA tem a ver com a Repsol – é mesmo a Petrogal, que é o 2° exportador nacional!

    • Que se retirem as sanções à Rússia (outro dos grandes exportadores de gás e petróleo) que o preço do barril já desce. Mas se calhar isso já não convém a muita gente, nomeadamente aos monopolistas e inflaccionadores do preço do crude.

    • OPEP, o cartel do petróleo; já ouviste falar?
      O Irão é o 2º maior produtor de petróleo da OPEP, a seguir à Arábia Saudita.
      E agora? Achas que chegas lá?

  2. Eu a pensar que os combustíveis estavam caros por causas dos impostos sobre os combustíveis (que não deixam sentir as baixas do preço do barril de petróleo), mas afinal pagamos os combustíveis caros por causa do Trump!

  3. Noticia enganosa…
    Os combustíveis estão caros pelos motivos que todos conhecemos… malvada geringonça com o Costa a Cabeça.

  4. Mas que demagogia se faz por aqui. O Presidente Trump, igualmente é culpado pelo mau tempo que por aqui se faz, em boa verdade esta chuva é bem vinda ). Mas se o não é, seguramente é culpado de todos os males, conhecidos e desconhecidos, que afligem a humanidade.

  5. Esta é mais uma dos detratores de Trump. Muita coisa eu tenho ouvido que são todas culpa do Trump. E ainda vou continuar a ouvir por muito mais tempo porque ele em 2020 vai ganhar as eleições. Bem feito!!

  6. Porque razão teremos nós de ser dependentes de Espanha em relação ao gasóleo, ainda não aprendemos a andar pelo nosso próprio pé?

    • Ah?!
      E tu não ainda não aprendes-te a pesquisar antes de comentar?
      Portugal é auto-suficiente em gasóleo há uns bons anos (produz entre 110 e 120% do mercado nacional) e exporta principalmente para o continente americano (EUA, etc), mas também para Espanha!!
      A Petrogal SÓ tem sido o MAIOR exportador português para Espanha!

  7. Ah?!
    E tu não ainda não aprendes-te a pesquisar antes de comentar?
    Portugal é auto-suficiente em gasóleo há uns bons anos (produz entre 110 e 120% do mercado nacional) e exporta principalmente para o continente americano (EUA, etc), mas também para Espanha!!
    A Petrogal tem sido o MAIOR exportador português para Espanha!

RESPONDER

Imposto Mortágua foi aplicado a 75 mil contribuintes

O novo escalão do Adicional ao IMI, que prevê a aplicação de uma taxa de 1,5% sobre o valor patrimonial dos imóveis que ultrapasse os dois milhões, chegou a 331 contribuintes. Ao todo, o imposto …

Preço da luz vai descer 18 cêntimos no mercado regulado

Os preços da eletricidade no mercado regulado vão voltar a descer em 2020, segundo a proposta avançada esta terça-feira pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE). Esta terça-feira, a ERSE propôs uma atualização em baixa de …

Portugal teve perdas fiscais de 900 milhões de euros por menor tributação do gasóleo

A tributação ao gasóleo é mais baixa do que os impostos à gasolina. A diferença entre os dois combustíveis leva a perdas de 900 milhões de euros ao Estado. Quem abastece um carro a gasóleo na …

Dulce Neto é a primeira mulher a presidir a um Supremo Tribunal português

A juíza conselheira toma posse, esta quarta-feira, como presidente do Supremo Tribunal Administrativo (STA), tornando-se na primeira mulher a ocupar o lugar cimeiro de um supremo tribunal em Portugal. Dulce Neto, de 58 anos, foi eleita …

Défice zero e mais crescimento. Previsões de Centeno para o OE2020 são de "elevado risco"

O Governo faz uma revisão das metas para 2020 no esboço do Orçamento de Estado para o próximo ano que enviou à Comissão Europeia, prevendo um aumento do crescimento económico e um saldo orçamental equilibrado, …

Conselho nacional do PSD pode ser atirado para novembro. Apoios a Rio e Montenegro equilibrados

Rui Rio mantém o silêncio sobre uma recandidatura a líder do PSD, o que está a ser visto como um condicionamento do partido, tendo também nas suas mãos o calendário interno. O conselho nacional para …

Varandas quer vender já em janeiro (e há três nomes em cima da mesa)

O Sporting deverá vender um jogador já no próximo mercado de transferências em janeiro. O dinheiro será destinado a renovações e a trazer um novo reforço para o ataque. Frederico Varandas continua a sua saga para …

Médicos, enfermeiros e professores lamentam recondução de ministros

Médicos, enfermeiros e professores lamentaram a recondução de ministros na pasta da Saúde, Educação e das Finanças, reagindo assim à constituição do novo Governo entregue em Belém pelo primeiro-ministro indigitado, António Costa. O secretário-geral do …

"Batalha campal" na Catalunha: 40 mil pessoas nas ruas, 50 detidos e mais de 100 feridos

Pelo menos 51 pessoas foram detidas e 70 polícias ficaram feridos desde o início dos atos de violência que começaram na segunda-feira na região espanhola da Catalunha após a sentença que condenou políticos separatistas catalães …

Kristalina Georgieva exige maior inclusão de mulheres nos mercados de trabalho

A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional exigiu esta terça-feira, nos Encontros Anuais, uma maior inclusão de mulheres nos mercados de trabalho, dizendo que quando um país ignora "parte das suas capacidades" enfraquece o desempenho económico. Kristalina …