PP espanhol apresenta “lei da concórdia” para suprimir Lei da Memória

Sigils / Wikimedia

El Valle de los Caídos, Espanha

O Partido Popular (PP) vai apresentar uma “lei da concórdia” com a qual pretende evitar a “reescrita sectária da história”, que segundo o líder dos populares em Espanha, Pablo Casado, se está a fazer com a lei da memória histórica.

Falando na abertura de um evento político em Ávila, Casado advertiu que não tenciona permitir que “se morda o anzol ao debater sobre o passado a desenterrar”, anunciando uma proposta de reforma que, segundo fontes da direção nacional do PP, substituirá uma boa parte da memória histórica.

Uma “lei da concórdia”, como o líder do PP quer, passa por “reivindicar a transição” e impedir que se reescreva a história de forma sectária, através de palavras de rancor sobre a sociedade espanhola.

O líder do PP, que considerou “irresponsável e desnecessária” a lei da memória histórica, lamentou que se esteja a falar “novamente da guerra civil”, uma “ridícula cartada da esquerda radical para justificar o sectarismo e dissimular a incompetência“.

Pablo Casado insistiu que com a “transição” os espanhóis “derrotarão definitivamente o confronto civil” e terão “grandeza moral, sentido da história, reconciliação e concórdia”, algo que a muitos continua a faltar.

Concórdia será, na opinião de Casado, a “palavra chave” desta nova etapa política, em que o seu partido continuará a reivindicar a vigência da Constituição contra aqueles que buscam a divisão e a rotura social.

Em toda a Espanha estima-se que existam mais de 2000 valas comuns com mais de 100 mil vítimas que estão, ainda hoje, dadas como “desaparecidas”, depois daquele que é descrito com o genocídio franquista.

Entretanto, o executivo espanhol iniciou formalmente a 24 de agosto, ao aprovar um decreto-lei para o procedimento legal para a exumação de Francisco Franco, vencedor da guerra civil espanhola (1936-1939) e que dirigiu o país com mão de ferro até à morte.

Os restos mortais do ditador encontram-se num túmulo no Vale dos Caídos, um monumental complexo a cerca de 40 quilómetros de Madrid encimado por uma cruz com 150 metros de altura.

Os cadáveres de cerca de 27.000 combatentes franquistas e cerca de 10.000 opositores republicanos estão também ali sepultados, dento de uma cripta.

O diploma aprovado na semana passada altera a Lei de Memória Histórica para estabelecer o Vale dos Caídos como um “local de evocação, recordação e homenagem às vítimas” da Guerra Civil (1936-1939), onde “apenas poderão jazer os restos mortais” das vítimas do conflito.

Assim, o texto declara “de urgente e excecional interesse público, assim como de utilidade pública e interesse social, a imediata exumação e trasladação dos restos mortais” do ditador.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Disney+ alerta para estereótipos racistas. Filmes clássicos com avisos sobre "maus tratos"

Embora já exibisse mensagens padrão desde o ano passado, a nova plataforma de vídeo Disney+ mostra agora um aviso, que não pode ser passado à frente, no início de vários filmes clássicos - como Dumbo …

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …