Portugueses entre os europeus que mais conduzem com ansiolíticos e álcool

SXC

-

Os condutores portugueses estão entre os europeus que mais conduzem sob a influência de medicamentos ansiolíticos e de álcool, revelou esta quarta-feira um relatório do Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência (EMCDDA).

Segundo o relatório “Consumo de drogas, diminuição das capacidades do condutor e acidentes rodoviários”, os portugueses são os que mais conduzem sob a influência de medicamentos ansiolíticos, entre os 13 países europeus estudados.

O documento, divulgado pelo EMCDDA por ocasião do dia internacional contra o abuso e o tráfico ilícito de drogas, que se assinala na quinta-feira, adianta também que Portugal é o terceiro país onde os automobilistas apresentam maior excesso de álcool, depois da Itália e da Bélgica.

O relatório do EMCDDA incluiu os resultados do projeto DRUID (Driving under the Influence of Drugs, Alcohol and Medicines), financiado pela Comissão Europeia e desenvolvido em 13 países, entre 2006 e 2011.

Depois das benzodiazepinas (fármacos ansiolíticos utilizados no tratamento de situações de ansiedade e insónias), as drogas mais comuns detetadas nos condutores portugueses são a canábis e os opiáceos, prevalecendo ainda o consumo combinado de droga e álcool.

O relatório do Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência refere que muitos dos acidentes e mortes na Europa “são causados por condutores cujas capacidades estão diminuídas pelo consumo de uma substância psicoativa”.

“O álcool, especialmente em altas concentrações, deve continuar a ser o principal foco das medidas de prevenção”, diz o EMCDDA, apelando a que o consumo combinado de droga e álcool pelos condutores seja abordado “mais intensivamente”.

O EMCDDA considera que a associação de droga e álcool representa um “risco muito elevado de acidente rodoviário”.

O relatório indica que ”o consumo de anfetaminas, canábis, benzodiazepinas, heroína e cocaína está associado a um risco crescente de estar envolvido ou ser responsável por um acidente, e, em muitos casos, este risco aumenta quando a droga é combinada com outra substância psicoativa, como o álcool”.

O relatório refere que a canábis é a droga ilícita mais frequentemente detetada em condutores, seguida da cocaína e anfetaminas, além das benzodiazepinas, que são os medicamentos mais encontrados.

Segundo o EMCDDA, há “grandes diferenças entre os países analisados, sendo que o álcool e as drogas ilícitas predominam no sul da Europa, e as drogas para uso terapêutico predominam no norte da Europa”.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. e nao acham normal ! com os ordenados que temos e os impostos que pagamos ! as possibilidades de nem termos uma reforma aceitavel etc ,nao estamos no mesmo barco que paises como a alemanha ou frança !

RESPONDER

Milhares de aves encontradas mortas junto a lago na Índia. Desconhecem-se ainda as razões

No passado domingo, 2.400 pássaros - incluindo 20 espécies migratórias - foram encontrados mortos perto do Sambhar Salt Lake, na Índia. Os locais alertaram as autoridades florestais, que esperam os resultados das análises para determinar …

João Félix deve regressar aos relvados na próxima semana

O internacional português João Félix deve regressar aos relvados na próxima semana e pode mesmo vir a ser opção do Atlético de Madrid para o jogo frente ao Granada, marcado para o próximo dia 23 …

Vítimas do franquismo pedem investigação à origem das jóias que a família Franco vai leiloar

A Associação para a Recuperação da Memória Histórica (ARMH), que inclui familiares das vítimas do franquismo, pediu ao Governo espanhol que investigue a origem das jóias que a família Franco vai leiloar. De acordo com …

"Sem dúvida". Montenegro diz que era capaz de derrotar Costa

O antigo líder parlamentar do PSD Luís Montenegro, que é agora candidato à liderança do partido, afirmou, em entrevista ao jornal Público e à Rádio Renascença, que era capaz de derrotar António Costa.  "Acho que era …

Rússia quer legalizar comércio de 'diamantes de sangue' africanos

Os diamantes exportados da República Centro-Africana estão associados à corrupção, à violência, à guerra civil, a violações e assassinatos. Agora, Moscovo anunciou que quer o fim do embargo internacional, buscando legalizar na totalidade a sua …

Economia abrandou, mas ainda é possível cumprir meta de crescimento

O Produto Interno Bruto cresceu 0,3% no terceiro trimestre, face aos três meses anteriores, metade do registado no segundo trimestre, mantendo o ritmo de crescimento, de 1,9%, na comparação com o mesmo período de 2018. Segundo …

Sporting vai avançar com ação de despejo das claques

A SAD leonina vai avançar com uma ação de despejo para que as claques Juventude Leonina e Directivo Ultras XXI deixem os espaços que ocupam no Estádio José Alvalade, avança A Bola esta quarta-feira. De …

"Ninguém quer trabalhar" na Casa Pia. Pais em protesto devido à falta de pessoal

Os pais e encarregados de educação do Centro Educativo e Desenvolvimento D. Maria Pia, em Lisboa, vão entregar na segunda-feira um abaixo-assinado à tutela para pedir a abertura de concursos externos para reforço de pessoal …

Trump elogiou Erdogan, depois de uma reunião que descreveu como "maravilhosa e produtiva"

O Presidente norte-americano, Donald Trump, elogiou na quarta-feira o seu relacionamento com o homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan. Os dois líderes encontraram-se para tentar superar várias diferenças, incluindo a situação na Síria e a compra …

MH17. Novas provas revelam contactos frequentes entre a Rússia e separatistas ucranianos

A equipa internacional que conduziu a investigação sobre a queda do voo MH17 em 2014 no leste da Ucrânia divulgou novas provas que apontam para contactos muito frequentes entre a Rússia e os rebeldes separatistas …