Portugal vai ultrapassar todos os anos as máximas de calor

Tiago Petinga / Lusa

Os Verões em Portugal vão ser cada vez mais quentes. O alerta é do presidente do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), Jorge Miranda, que frisa que o país vai “ultrapassar todos os anos os máximos” de temperatura de anos anteriores.
05
“Nós vamos todos os anos ultrapassar os máximos de anos anteriores e às vezes também os mínimos”. A previsão é do presidente do IPMA em entrevista à Rádio Antena 1, onde fala de uma mudança que diz que é “global” nas temperaturas do planeta.

“É muito fácil as pessoas ridicularizarem os miúdos que falam do clima e da ameaça climática, é muito fácil perceber-se que há alguma situação mais emocional do que racional nessa acção, mas atenção, o problema existe, está cá, é conhecido e seguramente vai afectar-nos com muita intensidade”, vaticina Jorge Miranda.

Falando da época específica em que nos encontramos, o presidente do IPMA frisa que estamos “numa situação em que a temperatura tem tendência para aumentar” e “a humidade tem tendência para diminuir”, uma “combinação de factores” que, associado a “um regime de vento moderado a forte, leva a que o perigo de incêndio florestal aumente significativamente”.

Notando que neste momento, em Portugal, já não se fala em “época dos fogos”, mas que o perigo é avaliado “no curto e no médio prazo”, o presidente do IPMA realça que “nos últimos 20 anos, temos tido várias situações de perigo acrescido no fim do Verão“, em Setembro e Outubro.

“Depois de três meses de estio e praticamente nenhuma precipitação, quando se seguem a Invernos também eles bastante secos”, estão “reunidas todas as condições para que os fogos se desencadeiem com facilidade e se propaguem com rapidez“, constata Jorge Miranda, frisando que “foi o que aconteceu no ano passado”.

“Um incêndio rural se não for controlado muito rapidamente pode tornar-se incontrolável”, acrescenta ainda o responsável do IPMA, alertando que as regiões do centro e do norte são aquelas que devem gerar mais preocupações com o risco dos fogos.

Jorge Miranda também atesta que na Península Ibérica, especialmente em Portugal, sempre houve “incêndios rurais” e que se ganhou o hábito de culpar a “desorganização do espaço rural” por isso. Mas em países como a Suécia e a Inglaterra, considerados “o oposto da nossa capacidade de planeamento”, também acontecem, atesta.

Assim, trata-se de “um problema que não é de uns, é de todos“, sublinha Jorge Miranda. “Deixou de ser um problema mediterrânico, deixou de ser um problema ibérico e neste momento é um problema europeu e, provavelmente, mundial”, realça.

A título de exemplo, o presidente do IPMA sustenta que as previsões indicam que a anomalia climática é de 0,25 graus na Península Ibérica, enquanto no centro da Europa sobe para os 1,5 graus.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Disney+ alerta para estereótipos racistas. Filmes clássicos com avisos sobre "maus tratos"

Embora já exibisse mensagens padrão desde o ano passado, a nova plataforma de vídeo Disney+ mostra agora um aviso, que não pode ser passado à frente, no início de vários filmes clássicos - como Dumbo …

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …