Portugal deixará de ter a terceira maior dívida pública da UE em 2024

Álvaro Millán / Flickr

Desde 2011, Portugal é o terceiro país da União Europeia (UE) com o maior dívida pública, cenário que poderá ser alterado devido ao impacto das dívidas soberanas na década anterior e à pandemia, que agravaram o endividamento público, permitindo ao país melhorar a sua posição no ‘ranking’.

Segundo noticiou esta segunda-feira o ECO, com base nos Programas de Estabilidade, Portugal manterá a terceira maior dívida pública da UE até 2023, apesar de a reduzir após o máximo anual alcançado no ano passado (133,6% do PIB). A partir de 2024, a França e a Bélgica terão um rácio superior ao português.

O Governo espera reduzir o peso da dívida pública em mais de 15 pontos percentuais entre 2020 e 2024, beneficiando do crescimento económico e da melhoria das contas públicas. Na Bélgica, espera-se uma subida dos 114,1% atingidos em 2020 para os 117,4% do PIB em 2024. Em França, prevê-se um aumento de 155,7% para os 118% do PIB em 2024.

Em Espanha a dívida pública deverá baixar dos 120% alcançados em 2020 para os 112,1% do PIB em 2024, enquanto no Chipre passará de 118,2% do PIB em 2020 para 92,9% do PIB em 2024.

A maior redução do rácio será protagonizado pela Grécia, com quase 40 pontos percentuais em quatro anos (205,6% do PIB para 166,1%), mantendo, ainda assim, a maior da UE. A Itália, em segundo no ‘ranking’, passará de 155,8% do PIB para 152,7%.

Quatro países vão cortar mais o défice que Portugal

Portugal prevê reduzir o défice orçamental entre 2020 e 2021 de 1,2 pontos percentuais, passando de 5,7% do PIB em 2020 para 4,5% este ano, segundo o Programa de Estabilidade. Os programas entregues já por 23 Estados-membros mostram que o défice português será o quarto mais baixo em 2021, atrás da Suécia, Croácia e Luxemburgo.

Em 2021, o crescimento de 4% previsto pelo Governo fica a meio da tabela em termos de PIB, entre os que crescem menos como a Áustria (1,5%) e os que crescem mais como Espanha (6,5%). Contudo, em termos de défice, Portugal está entre os países que mais vão consolidar este ano, apesar de as regras orçamentais europeias estarem suspensas.

A redução do défice português em 1,2 pontos percentuais este ano, igual à da Roménia, é somente superada pela Croácia (-3,6 pontos percentuais), Espanha (-2,6 pontos percentuais), Luxemburgo (-2,1 pontos percentuais) e Bélgica (-1,7 pontos percentuais).

À exceção do Luxemburgo, os outros três países registaram um défice bem superior ao de Portugal em 2020. No caso da Bélgica e de Espanha, apesar de terem uma descida maior, o défice continuará a ser superior ao de Portugal.

Por seu lado, o défice na Alemanha aumentará de 4,2% do PIB em 2020 para 9% em 2021, agravamento relacionado com as despesas associadas ao confinamento prolongado. Caso a dotação relacionada com a pandemia não seja gasta na totalidade, o défice poderá ficar nos 7%, ainda assim maior do que o de 2020.

O défice aumentará mais de um ponto percentual em Itália, na República Checa, na Holanda, na Letónia e em Malta. O maior défice deste ano será o de Itália em 11,8% do PIB, após um défice de 9,5% do PIB em 2020.

Taísa Pagno //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. A capital da UE vai ultrapassar Portugal em % da dívida pública?
    Lá também tem um Sócrates?!…
    Com os milhares de milhões gerados pelas instituições europeias que entram na economia belga, a dívida de Portugal devia ser bem menor…

RESPONDER

Jogador admite: "Escrevi uma frase racista"

Danilo Avelar está fora dos relvados há muito tempo, começou a jogar mais online e foi expulso. Corinthians também deverá castigar o atleta. Danilo Avelar não joga desde outubro de 2020 mas, mesmo longe dos jogos, …

Morreu o ex-Presidente das Filipinas Benigno Aquino III

O ex-Presidente das Filipinas Benigno Aquino III morreu hoje, aos 61 anos, depois de ter sido hospitalizado em Manila, disseram familiares aos meios de comunicação social locais. O ex-presidente das Filipinas Benigno "Noynoy" Aquino, herdeiro de …

Turista morre durante caminhada pelo Grand Canyon (e o calor excessivo poderá ser o culpado)

Uma mulher residente no estado de Ohio morreu enquanto fazia uma caminhada pelo Grand Canyon. De acordo com as autoridades, a morte estará relacionada com as temperaturas extremas que se faziam sentir. Michelle Meder, de 53 …

"Não temos condições de avançar". Calamidade prorrogada, Portugal recua no desconfinamento

Portugal vai travar o processo de desconfinamento em todo o território nacional, anunciou o Governo em conferência de imprensa, no final do Conselho de Ministros desta quinta-feira. O conselho de ministros aprovou a prorrogação da Situação …

Túneis nazis em vulcão inativo da Polónia poderão esconder arquivo da Gestapo

Um grupo de exploradores polaco acredita que estes túneis nazis, construídos durante a II Guerra Mundial num vulcão inativo da Polónia, poderão esconder um arquivo da Gestapo. Uma rede de túneis feita pelos nazis num vulcão …

Portugal com duas mortes, 1.556 casos e menos internamentos

Portugal registou nas últimas 24 horas duas mortes associadas à covid-19, 1.556 novos casos de infeções confirmadas, a maioria em Lisboa e Vale do Tejo, uma diminuição nos internamentos em enfermaria e um aumento nos …

Cristiano sai? Juventus tem sete alternativas

Juventus já terá uma lista restrita de possíveis reforços, caso o português deixe Turim durante este verão. Cristiano Ronaldo pode não voltar a jogar pela Juventus e, por isso, o clube de Turim já estuda alternativas …

UNESCO recomenda incluir Veneza na lista de património mundial em perigo

A UNESCO publicou estas recomendações a um mês da próxima sessão do seu comité de património mundial, que se vai realizar na China, de 16 a 31 de julho. Em Veneza, o impacto do turismo de …

No One Britain One Nation Day, (quase) todas as crianças britânicas vão cantar uma canção patriótica

O Governo britânico está a encorajar todas as crianças em idade escolar a cantar uma música patriótica, muito criticada nas redes sociais. O Departamento de Educação do Reino Unido quer que as escolas participem no One …

Descoberta a causa da extinção em massa mais severa dos últimos 540 milhões de anos

A extinção em massa mais dramática nos últimos 540 milhões de anos eliminou mais de 90% das espécies marinhas e 75% das espécies terrestres da Terra. Mas qual foi a sua causa? Embora os cientistas tenham …