Portugal tem quase 400 mil carros com emissões excessivas

Florida Turnpike / Flickr

Há cerca de 376 mil veículos a gasóleo com emissões excessivas de poluentes a circular nas estradas portuguesas, de acordo com a Zero – Associação Sistema Terrestre Sustentável.

“Portugal ocupa a 11ª posição na Europa” em número de veículos com emissões excessivas de poluentes, conforme revela a Organização Não-Governamental Zero que cita um relatório da Federação Europeia de Transporte e Ambiente (T&E), realizado um ano depois do escândalo da Volkswagen (VW) “que mostrou apenas a ponta de um iceberg“.

França, Alemanha e Reino Unido são, segundo o estudo, os países que ocupam os três primeiros lugares no que respeita a veículos a gasóleo com emissões excessivas, revela o documento.

O estudo da T&E coincide com o primeiro aniversário do escândalo da VW e expõe o “chocante incumprimento das normas de emissões europeias relativas aos óxidos de azoto por veículos ligeiros em estrada”, observou Francisco Ferreira.

Em declarações à agência Lusa, Francisco Ferreira, responsável da Zero, refere que dos 376 mil veículos estimados com emissões excessivas a circularem atualmente nas estradas em Portugal, 295 mil respeitam à norma Euro 5 e 81 mil à norma Euro 6.

A norma Euro 5 estipula que os veículos não podem emitir mais de 180 miligramas por quilómetro de óxidos de azoto (NOx), enquanto a Euro 6 fixa esse limite em 80 miligramas, explicou Francisco Ferreira.

Relativamente ao desempenho das marcas, o relatório refere que para veículos da norma 5, fabricados entre 2010 e 2014, Renault (incluindo Dacia), Land Rover, Hyundai, Opel/Vauxhall (incluindo Chevrolet) e Nissan foram as que registaram pior desempenho, por ordem decrescente a partir das emissões mais altas.

Já a Seat, Honda, BMW (incluindo Mini), Ford e Peugeot foram as que obtiveram melhor desempenho, por ordem crescente a partir das emissões mais baixas.

No que respeita aos atuais automóveis de norma Euro 6, os piores desempenhos foram da Fiat (incluindo Alfa Romeo e Suzuki, com motores fornecidos pela Fiat), Renault (incluindo Nissan, Dacia e Infiniti), Opel/Vauxhall, Hyundai e Mercedes.

“Curiosamente, a empresa que produz os automóveis Euro 6 mais limpos é o grupo VW, seguida pela Seat, Skoda e Audi, BMW (incluindo Mini) e Mazda”, refere a Zero, acrescentando, porém, que isso não resulta “de uma reação da VW ao escândalo, dado que estes veículos começaram a ser comercializados há mais de um ano”.

Mais penalizações

Ao citar um estudo de 2015 da Agência Europeia do Ambiente que refere existirem 470 mortes prematuras por ano em Portugal associadas ao dióxido de azoto, “o composto mais problemático associado às emissões de óxidos de azoto), a Zero reclama “medidas imediatas e forte penalização” para veículos a gasóleo.

Aplicação de legislação que impeça a presença de um dispositivo manipulador das emissões, incluindo a chamada para uma revisão extraordinária dos automóveis, aumento das zonas de emissões reduzidas em cidades, à semelhança do que existe em Lisboa, melhoria e extensão dos números de testes a veículos, são algumas das medidas reivindicadas pela Zero.

Exige ainda melhor regulação e supervisão independente, melhor legislação, fixação de limites mais rigorosos para as emissões de óxidos de azoto, desencorajamento de uso de automóveis a gasóleo são outras das medidas exigidas pela Zero, para quem os “limites de emissão de veículos a gasóleo e gasolina deveriam ser equivalentes”.

A Zero preconiza ainda que os impostos sobre veículos a gasóleo devam ser mais diferenciados, refletindo as maiores emissões.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. E dai, vendam carros novos elétricos a preços acessíveis e isto acaba logo.
    Associação Sistema Terrestre Sustentável, estas associações dão vontade de rir quando fazem este tipo de coisa num Pais como o nosso senão vejamos, ora em vez deste tipo de campanha deviam era forçar os senhores do petróleo e principalmente das marcas automóveis a fabricar de uma vez carros elétricos em condições e baratos para no Mundo se passar a ser menos poluente.
    Mais já existe essa tecnologia e também os meios para o fazer ou alguém duvida ?, agora num Pais como nós onde as pessoas contam os tostões para se manterem sem dividas isto quer dizer o que? por essas associações teríamos de comprar carros novos que custam um balúrdio e para mais continuando com gasolina e gasóleo ? Por isso digo que associações em Portugal apenas vivem a nossa conta sem qualquer tipo de credibilidade.

  2. Desencorajamento de uso de automóveis a gasóleo, Mais penalizações, pergunto a esta associação e se tenho um carro um pouco mais velho e não gosto tão pouco de me endividar nem tenho dinheiro para um novo, deixo de poder me deslocar para trabalhar onde não tenho sequer transportes?
    Penalizações ? ou um encher de dinheiro para os vossos bolsos e do estado ?
    Penalizações e porque não mas as marcas que não passem a fabricar só carros acessíveis elétricos para o bolso do comum do trabalhador sem ter que se endividar.
    Pois esqueci que os senhores do petróleo ainda continuam a ser os poderosos no Mundo ao qual muita gente tem medo de se meter no meio.

RESPONDER

Líbano: Após um mês no cargo, primeiro-ministro demite-se perante impasse político

O primeiro-ministro designado do Líbano, Mustapha Adib, demitiu-se este sábado do cargo numa altura de impasse político sobre a formação de Governo, um mês depois de ter sido nomeado e da violenta explosão no porto …

Governo joga últimos trunfos à esquerda (mas "na 25.ª hora pode ser PSD a salvá-lo" e esse é outro problema)

A duas semanas do fim do prazo para entregar o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021), o Governo ainda não tem garantias de aprovação do documento. E enquanto Marcelo pressiona o PSD para "salvar" o …

-

Governo aponta para regresso progressivo de público aos estádios

O regresso de público aos estádios de futebol continua proibido, devido à pandemia de Covid-19, com o secretário de Estado da Juventude e Desporto a admitir esta sexta-feira a possibilidade de um retorno faseado quando …

Há escolas sem intervalos ao ar livre devido à covid-19

Há escolas que estão a proibir os alunos de passarem os intervalos ao ar livre por receio de contágio do novo coronavírus. O pediatra Hugo Rodrigues considera que "é um perfeito disparate". Como tal, os estudantes …

"Aumentar o salário mínimo é criminoso", diz presidente do Fórum para a Competitividade

Pedro Ferraz da Costa, presidente do Fórum para a Competitividade, antecipa uma onda de desemprego até ao final do ano, que muitas empresas não conseguirão manter a atividade e que aumentar o salário mínimo "é …

Segunda vaga impede mais de 12 milhões de consultas e cirurgias

O cenário de uma segunda vaga em Portugal é bastante provável e prevê-se que mais de 12 milhões de consultas e cirurgias fiquem por fazer. No melhor dos cenários, serão 10 milhões. Um estudo da Associação …

EUA pressionam Portugal: "Tem de escolher agora entre os aliados e os chineses"

O embaixador norte-americano em Lisboa defende que Portugal tem de escolher entre os “amigos e aliados” EUA e o “parceiro económico” China, alertando que escolher a China em questões como o 5G pode ter consequências …

MP acusa inspetores do SEF de homicídio de ucraniano no aeroporto

O Ministério Público vai acusar os três inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras que estão em prisão domiciliária, indiciados pelo homicídio do ucraniano Ihor Homenyuk no aeroporto de Lisboa. Bruno Sousa, Duarte Laja e Luís …

Encontrado dente de leite com 48.000 anos que pertenceu a "um dos últimos" neandertais de Itália

Uma equipa de cientistas da Universidade de Bolonha e Ferrara, em Itália, encontrou um dente de leite na região do Veneto, que acreditam ter pertencido a um dos últimos neandertais a habitar no país. Análises …

Rhys Williams fez parceria com van Dijk. Há um ano jogava numa liga amadora

Rhys Williams estreou-se a titular pela equipa principal do Liverpool e logo ao lado de Virgil van Dijk. Ainda na época passada, o jovem central estava numa equipa do sexto escalão inglês. Esta quinta-feira, o Liverpool …