Em Portugal, a idade da reforma pode estender-se até aos 72 anos

De acordo com um estudo da OCDE, Portugal perdeu 134 mil trabalhadores ativos em menos de uma década, por isso a instituição considera que as perspetivas de crescimento são pobres. Para que o sistema continue a funcionar bem, seria necessário que a população trabalhasse mais oito anos além dos 64.

Como avança o Diário de Notícias, e segundo o estudo da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE), no futuro os portugueses deverão ter de trabalhar mais tempo além da idade atualmente conhecida para a reforma (que se situa entre os 64 e os 65 anos). A instituição prevê que, para manter o peso da população em idade produtiva face à população total, os portugueses terão de trabalhar até aos 72.

A situação de Portugal é especialmente grave, uma vez que a OCDE assume que a idade de reforma é das que mais têm subido no grupo das mais de 40 economias estudadas. Apesar de Portugal ter aumentado o tempo de vida profissional em 5 anos, este prolongamento não é o suficiente para estabilizar o sistema nas próximas décadas.

O problema que assombra o futuro deve-se em grande parte ao grande envelhecimento da população portuguesa. A OCDE afirma que o PIB per capita português deve cair 4,9% até 2030. Até 2040 ou 2050, o empobrecimento é ainda mais grave, sendo que num cenário base, o PIB por habitante cai 11% até 2040 ou 15% até 2050.

A pressão para trabalhar mais anos não é uma novidade em vários países, já tendo acontecido, por exemplo, em Espanha. Esta situação deve-se sobretudo ao facto da  fertilidade ser baixa nestes países, e por outro lado, o envelhecimento ser um fenómeno cada vez mais presente.

“Promover uma força de trabalho inclusiva em termos de idade” que “o limite máximo para a idade da vida profissional (65 anos por referência) terá que aumentar substancialmente para evitar o declínio no tamanho relativo da força de trabalho”, alerta a OCDE no seu novo estudo.

Como solução a instituição sugere “um prolongamento no que se define como a faixa etária de trabalhadores principais em cerca de 6 anos até 2050”. Isto é a média do conjunto da OCDE. No caso de Portugal os anos de trabalho a mais (além dos 64 anos) são oito.

A OCDE recorda que é preciso mais “investimentos na segurança financeira e na saúde dos trabalhadores ao longo da vida, bem como nas qualificações e na aprendizagem ao longo da vida”. Só assim é que “estes trabalhadores vão ser resilientes até idades avançadas”, remata a organização chefiada por Angel Gurría.

Ana Isabel Moura Ana Moura, ZAP //

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. Quem diz e afirma tais coisas que trabalhe até aos 72 anos !!!!
    Em vez de o estado usar dinheiro da SS para apoiar empresas que vão às grandes empresas e estipulem
    uma percentagem de desconto superior aos 23,75%.
    Há 40 anos que trabalho e ainda me pedem para trabalhar mais 75% do que já passei ?
    Se querem uma revolução em massa sobre esta matéria vão tê-la !
    Basta ser deputado em 2 mandatos e os senhores deputados já podem reformar-se. A função pública
    tem mais vantagens na reforma que o privado e pedem ao privado que paga os custos e salários do público
    que trabalhem o dobro ? Bem vindos à regressão da escravatura !!!

  2. Sinceramente? não acredito no que acabei de ler. A trabalhar dos meus 15 anos, a somar entre o público e o privado já lá vão 50 anos de descontos efetivos. Com 65 anos pergunto a esta gente afinal o que querem. É como diz o texto já na parte final: … “A OCDE recorda que é preciso mais “investimentos na segurança financeira e na saúde dos trabalhadores ao longo da vida, bem como nas qualificações e na aprendizagem ao longo da vida”. Só assim é que “estes trabalhadores vão ser resilientes até idades avançadas”, remata a organização chefiada por Angel Gurría”…
    Sem mais comentários …

  3. Há o povo e depois existem estes seres especiais:
    “Há 75 políticos a quem foi atribuída subvenção vitalícia com menos de 50 anos de idade?”
    poligrafo.sapo.pt/fact-check/ha-75-politicos-a-quem-foi-atribuida-subvencao-vitalicia-com-menos-de-50-anos-de-idade

  4. Acho muito bem! Trabalhem para sustentar as famílias dos pulhíticos nacionais que se reformam aos 40 e 50 anos e que pelo caminho roubam tudo quanto podem.
    O povo está sempre a levar no c%

  5. Pois claro!! Para os ladrões dos banqueiros e políticos poderem se reformar ao fim do mandato, andam os trabalhadores a trabalhar de bengala e cadeira de rodas, razão tinha Salazar quando disse que seríamos governados por escroques e ladrões, tenham vergonha nesses focinhos ou então ponham os vossos pais e avós a trabalhar corja de bandidos que este país tem nos governos.

  6. É para matar os mais velhos…!

    Governo cheio de podridão é o que temos agora… se quiser ser mais curto e grosso, escrevo: não temos qualquer tipo de poder digno e confiável neste país de honras quebradas.

  7. Deve ser pelo mesmo motivo, ajudar a sustentabilidade da SS, que o covid19 anda a matar os idosos, mais de 95% de óbitos são nas faixas etárias acima de 60 anos, enquanto não sai a respectiva lei vai-se aligeirando as coisas.
    Este covid19 é um pensador muito inteligente.
    Fez-me lembrar uma publicidade a um insecticida de antigamente, “… não escapa um”.
    Pode ser uma piada mas parece muito sério…
    Espero que entendam que estou a ironizar, sei bem que o vírus não tem cérebro.

  8. 12/03/2010
    “A besta”, matreira como é, mostrando sempre o rosto de seriedade, recorre das suas artimanhas através de legislação criada por encomenda política, justificando sempre os interesses, supostamente públicos, para alcançar os seus fins.
    Povo acordai, mantenham-se acordados, para que não sejamos enganados pela “besta”, que tudo fará para vencer e poder reinar. Conforme a parábola das recém casadas, “Acendei as vossas lanternas da sabedoria e conhecimento” para que não sejais surpreendidos no escuro da ignorância, mantenham-se atentos, não vamos deixar que os nossos vindouros nasçam e cresçam no reinado pleno da “besta”, da iniquidade e corrupção.

  9. A solução é simples: Basta que implementem taxas progressivas para a Segurança Social. Qual o fundamento de taxas progressivas no IRS? Nenhuma. Qual o fundamento para taxas progressivas na Seg. Social? Todas. Emagrecer as gorduras do Estado com menos IRS e aumentar a segurança no futuro da velhice e protecção social com mais descontos a deduzirem ao IRS.

RESPONDER

No funeral de Filipe, a família real não vai usar uniformes militares "para evitar envergonhar Harry"

No funeral do duque de Edimburgo os membros da família real não vão usar uniformes militares. A quebra na tradição é justificada como medida "para evitar envergonhar" o príncipe Harry. Segundo o The Sun, a decisão …

FBI diz que grupos radicais dos EUA têm fortes ligações com extrema-direita europeia

O diretor do FBI revela que os radicais norte-americanos são os que têm os laços internacionais mais vastos e que se têm deslocado para se encontrarem com outros ativistas. Os norte-americanos de extrema-direita e com motivações …

Nova espécie de pterossauro revela o polegar opositor mais antigo de sempre

Cientistas descobriram uma nova espécie de pterossauro que viveu durante o período Jurássico e que subia às árvores graças aos seus polegares opositores. Esta característica nunca tinha sido observada nestes animais. De acordo com a rede …

Devido ao sucesso da vacinação, Israel põe fim à obrigatoriedade de uso de máscara no exterior

As autoridades israelitas anunciaram hoje que a partir do próximo domingo acabará a obrigatoriedade de uso de máscara no exterior, medida no quadro do levantamento progressivo das restrições ligadas à pandemia de covid-19. Na primavera de …

A rainha Isabel de Castela ficou conhecida por cheirar mal (mas novos documentos põem fim aos mitos)

A famosa rainha Isabel I de Castela, em Espanha, era conhecida por lavar-se pouco e cheirar mal. Contudo, documentos recém-descobertos mostram que possuía uma quantidade enorme de perfumes de grande valor. Isabel I financiou a viagem …

Instagram testa opção que permite ocultar ou mostrar o número de likes

O Instagram vai começar a testar uma nova opção que dá aos seus utilizadores a possibilidade de esconder os likes recebidos nas publicações. Em 2019, a empresa começou por forçar esta mudança, aplicando-a a alguns utilizadores …

Atlético de Madrid: o que aconteceu a João Félix e companhia?

Equipa de Diego Simeone tinha vantagem confortável sobre os dois maiores rivais e, em pouco tempo, só ganhou metade dos pontos que poderia ter ganhado. Ainda lidera mas tem três adversários muito perto. Em Portugal, no …

EUA impõe novas sanções e expulsam dez diplomatas russos. Moscovo promete resposta “inevitável”

O Governo dos EUA anunciou hoje novas sanções financeiras contra a Rússia e a expulsão de 10 diplomatas russos, em resposta a recentes ataques cibernéticos e à interferência na eleição presidencial de 2020 atribuída a …

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e substituir baterias

Os investigadores descobriram uma maneira inovadora de explorar a capacidade das redes 5G, transformando-as numa “rede elétrica sem fios” de modo a alimentar dispositivos de Internet das Coisas (IoT) que precisam de baterias para funcionar. Os …

Itália vai enviar réplica de David de Michelangelo para o Dubai

No final de abril, Itália vai enviar uma réplica em tamanho real do famoso David de Michelangelo, feita com impressoras 3D, para a Exposição Universal do Dubai, que se irá realizar de 1 de outubro …