Portugal nas meias-finais do Europeu de futsal. E está perto um Ucrânia-Rússia…

Toms Kalnins / EPA

Duelo com a estreante Finlândia foi equilibrado mas Afonso Jesus fez a diferença. Ucrânia surpreendeu Cazaquistão e próximo adversário pode ser a Rússia.

Portugal está mais perto de repetir a conquista do Europeu de futsal. Agora faltam dois jogos. Nesta segunda-feira, nos Países Baixos, os campeões europeus e mundiais venceram a Finlândia por 3-2 e conseguiram a presença nas meias-finais.

No primeiro jogo dos quartos-de-final, Afonso Jesus inaugurou o marcador cedo, logo aos três minutos. Os estreantes finlandeses mostraram que não foi por sorte que superaram a fase de grupos e empataram seis minutos depois, por Miika Hosio. O mesmo Afonso Jesus bisou a cinco minutos do intervalo.

Portugal chegou ao intervalo a vencer por 2-1 mas a Finlândia voltou a criar perigo na segunda parte e, aos 26 minutos, Panu Autio empatou. No entanto, apenas três minutos depois, Miguel Ângelo “disparou” para o 3-2 final – que poderia ter sido 4-2 mas o golo de Pany Varela não contou porque a buzina final tocou uns centésimos de segundo antes de a bola entrar.

O guarda-redes André Sousa (e toda a equipa portuguesa) teve muito trabalho nos instantes finais, perante uma Finlândia bem organizada e que poderia perfeitamente ter prolongado o jogo.

A Espanha deverá ser a adversária de Portugal nas meias-finais, mas terá de ultrapassar a Eslováquia, num dos duelos marcados para esta terça-feira.

Ucrânia-Rússia?

No outro jogo dos quartos-de-final já realizado, a equipa que ficou no segundo lugar na fase de grupos derrotou a vencedora do seu grupo: a Ucrânia venceu o Cazaquistão por 5-3.

Shoturma, Korsun, Zvarych, Razuvanov e Lebid marcaram os golos ucranianos, enquanto Douglas e Orazov (bis) reduziram para os cazaques. Este jogo foi “louco” na parte final: cinco golos nos últimos quatro minutos.

Este desfecho, além de afastar uma das selecções favoritas à conquista do torneio, ditou também que nas meias-finais deveremos ter um duelo entre Ucrânia e Rússia. Os russos terão de ganhar diante da Geórgia.

Há vários anos que a UEFA proíbe duelos entre estes países, sempre que é possível nos sorteios – devido ao clima político cada vez mais tenso entre Ucrânia e Rússia. Mas, neste caso, em fase a eliminar, nada mais poderia fazer.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.