Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos entre estes pássaros, a verdade é que nós também podemos ser os culpados.

De acordo com o IFLSCience, que cita um estudo publicado na Biological Conservation, muitos deles ficam com cabelos e fios enrolados nos dedos, que lhes cortam a circulação e resultam em necrose e na eventual perda do membro.

Para iniciar a investigação, a equipa de investigadores andou pelas ruas de Paris, em França, onde categorizou 46 locais com base em tipos de habitat como, por exemplo, densidade de pessoas, folhagem e prédios próximos.

Os cientistas encontraram 30 pombas com dedos mutilados, entre abril e maio de 2013, anotando o estado dos danos em cada um deles. Também registaram a cor dos pássaros devido à ligação entre a coloração e a resposta imune celular.

Na sua amostra, um em cada cinco pombos adultos foi mutilado. A equipa não encontrou correlação entre deformidades nas patas e doença e, quando uma pata estava ferida, a outra não tinha mais probabilidade de ser magoada do que o normal.

Em vez disso, a equipa descobriu que “a mutilação dos dedos em pombos urbanos ocorre em áreas onde a poluição é alta, identificada aqui como poluição atmosférica e sonora, e que a mutilação é mais numerosa quando os habitantes humanos são mais numerosos”.

Os cientistas sugerem que a poluição do ar não é a causa direta, mas sim uma aproximação para quantas pessoas estão numa determinada área. Também observaram um aumento nas lesões nos dedos com a maior densidade de fios e cabelos no chão, como é o caso de zonas com cabeleireiros.

“Isto também acontece com outras aves urbanas”, afirma Frédéric Jiguet, investigador do Museu Nacional de História Natural (MNHN) e autor do estudo, acrescentando que ainda recentemente libertou um corvo com fios de plástico nos dedos.

“Os seres humanos costumam acusar os pombos de serem animais sujos, com doenças, mas a verdade é que são mutiladas porque vivem na sua sujidade. Na verdade, são vítimas da poluição humana. Sofrem muito mais com a nossa poluição do que nós com a sua presença”, acusa.

Outras hipóteses propostas anteriormente para este problema incluem infeções nas patas por andarem em cima dos seus excrementos, infeções provocadas pela bactéria Staphylococcus, lesões por impedimentos químicos ou físicos (como fios em edifícios) e deformidades hereditárias.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Em Portugal, principalmente nas cidades de Porto e Lisboa, já é altura de se criar e colocar em prática um plano para acabar com a praga dos pombos que são um perigo para a saúde pública, sujam e poluem o espaço urbano, são portadores de vírus e parasitas extremamente nefastos para o Ser-Humano, e promovem deterioração de monumentos e edifícios.

    É também importante que seja proibido alimentar os pombos e outras aves, devendo as autoridades efectuar o controle dessa prática mal-intencionada e aplicar pesadas multas a quem não cumprir com a lei.

RESPONDER

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …