Polícia de Charlotte divulga vídeos da morte de Keith Scott

A polícia da cidade norte-americana de Charlotte divulgou o vídeo que capta a morte de um afro-americano após encontro com agentes do estado da Carolina do norte, após vários dias de protestos nas ruas.

A morte de Keith Lamont Scott, que aconteceu na terça-feira, causou várias noites consecutivas de distúrbios na cidade, onde os residentes pediram à polícia que tornasse públicas as imagens captadas pelas câmaras dos agentes envolvidos. No entanto, de acordo com a polícia, os vídeos não permitem esclarecer se o homem estava ou não armado.

Os dois vídeos foram disponibilizados a vários meios de comunicação norte-americanos e publicados online. O primeiro mostra Scott a sair de um veículo e a andar para trás, com a polícia a disparar quatro tiros contra ele, mas não é possível ver se tinha uma arma na mão. Um segundo vídeo mostra Scott já no chão, no momento após ser baleado e quando os agentes o rodearam.

A polícia tinha recusado divulgar as imagens das câmaras dos agentes, que diziam revelar que o homem de 43 anos representava uma ameaça para os agentes.

No entanto, o chefe da polícia Chief Kerr Putney mudou de posição no sábado e disse aos jornalistas que as pessoas “querem ver os factos objetivos”. “E é isso que vamos apresentar”, sublinhou.

“As pessoas podem fazer as interpretações que quiserem com base num elemento de prova, e posso dizer-vos que suspeito que o vão fazer com base nas filmagens. Mas o que digo é: têm de juntar todas as peças”, explicou.

O advogado da família Justin Bamberg apontou, em conferência de imprensa, que, apesar das novas imagens, ainda não é possível “identificar claramente o que, se alguma coisa, estava nas suas mãos, e isso não mudou”.

Scott foi baleado pelo agente Brentley Vinson durante um confronto no parque de estacionamento de um complexo residencial, onde a polícia se deslocou à procura de outro homem.

A viúva da vítima, Rakeyia, publicou na sexta-feira um vídeo em que a própria surge a pedir aos agentes que não disparem contra o seu marido já que, segundo diz, estava desarmado.

No vídeo, divulgado pelo canal NBC News, não se vê o momento em que Scott é abatido pela polícia, mas ouve-se a mulher a dizer “Não disparem, ele não está armado, não vai fazer nada“.

Rakeyia explicou aos agentes que Scott tinha tomado medicamentos para tratar uma lesão cerebral.

Mesmo num estado em que é legal ter armas, mediante licença, a polícia acusou Scott de estar armado e de representar uma “ameaça de morte iminente” para os agentes, um relato que tem sido rejeitado por familiares e testemunhas.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas explicam porque trabalhar à noite faz mal aos intestinos

As pessoas que trabalham à noite têm mais probabilidades de desenvolver inflamações intestinais, porque há células que contribuem para a saúde intestinal que deixam de receber informações vitais do cérebro, indica um estudo divulgado esta …

Marinha dos EUA admite que vídeos de OVNI's são verdadeiros (e não era suposto ninguém saber)

A Marinha dos EUA confirmou que imagens de OVNIs que surgiram nos últimos anos são reais e que nunca pretenderam que o vídeo fosse visto pelo público. As imagens que apareceram pela primeira vez online em …

O Pólo Norte vai ter um hotel de luxo (iluminado pelas auroras boreais)

https://vimeo.com/360873720 O hotel "mais a norte do mundo" só existirá durante um mês e o glamping de luxo será para muito poucos: o custo é de 95 mil euros por pessoa por três dias. Em 2020, o …

Whitney Houston vai regressar aos palcos (em holograma)

Whitney Houston vai "regressar" aos palcos, em formato holograma. Foi anunciada uma digressão da cantora por várias salas do Reino Unido, em 2020. Os planos para uma digressão de holograma de Whitney Houston têm sido discutidos …

Victor Vescovo diz que chegou ao ponto mais profundo dos oceanos. James Cameron não concorda

James Cameron levantou dúvidas sobre as recentes declarações de Victor Vescovo sobre ter quebrado o recorde do mergulho mais profundo no oceano, dizendo que o empresário não pode ter descido mais, uma vez que não …

Par de patinadores no gelo mais medalhado de sempre anuncia fim da carreira

Os canadianos Tessa Virtue e Scott Moir, o par de patinadores no gelo mais medalhado da história do olimpismo, anunciaram esta quarta-feira o fim da carreira. “Olá a todos. Temos novidades para todos os que nos …

Elon Musk é o líder mais inspirador da tecnologia da atualidade

Elon Musk foi nomeado o líder mais inspirador no setor da tecnologia, de acordo com um estudo publicado pela Hired, uma plataforma para contratação de pessoal em 14 cidades em todo o mundo. O estudo, chamado …

De portas abertas para quem precisa. Frigoríficos solidários crescem em Paris

A Cantina do 18.º bairro parisiense foi o primeiro espaço deste projeto solidário, inaugurado há dois anos. Atualmente existem 38 restaurantes em França que acolhem os frigoríficos solidários. Em dois anos, o projeto dos frigoríficos solidários …

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …