Plano de Macron para reprodução assistida para solteiras e lésbicas divide franceses

Um projeto do governo Macron para legalizar a reprodução assistida para mulheres solteiras e lésbicas está a dividir a classe política e a sociedade francesa.

A reprodução assistida para todas as mulheres, antiga reivindicação de ONGs que atuam na defesa dos direitos dos homossexuais, é uma promessa da campanha do presidente Emmanuel Macron. A medida faz parte do projeto de lei sobre a bioética de 2011. O texto deve ser apresentado pelo governo no final de novembro.

O tema tem provocado debates sobre a falta da figura paterna na formação de uma família e a eventual “mercantilização da procriação” no país.

Atualmente, em França, apenas casais heterossexuais com problemas de fertilidade comprovados clinicamente têm direito à reprodução assistida, que pode ser realizada por meio de inseminação artificial ou fecundação in vitro.

O governo já recebeu luz verde do Comité Consultivo Nacional de Ética, que avaliou num estudo que a autorização da reprodução assistida a todas as mulheres permitirá “remediar um sofrimento”.

O comité realçar, no entanto, falta de acordo entre os seus membros em relação às consequências, para uma criança, “da institucionalização da ausência do pai na diversidade da sua construção psíquica”.

As despesas com a reprodução assistida são financiadas pela Segurança Social francesa. O projeto de lei deverá estender este direito a todas as mulheres que recorrerem à técnica.

Atualmente, inúmeras francesas homossexuais ou solteiras realizam os procedimentos de reprodução assistida no estrangeiro. Segundo estimativas do Conselho Nacional Consultivo de Ética, entre 2 e 3 mil mulheres francesas já teriam recorrido a uma inseminação artificial fora do país.

Para os defensores da mudança da lei, a sociedade evoluiu e as famílias também são cada vez mais diversas. O casamento gay entrou em vigor no país em 2013, garantindo a estes casais o direito de adotar crianças.

A ampliação da reprodução assistida seria uma maneira de permitir a igualdade de direitos, já que nem todas as mulheres têm condições financeiras para gastar milhares de euros no procedimento médico no exterior.

A extensão da reprodução assistida a todas as mulheres também foi uma promessa do ex-presidente François Hollande, que no entanto abandonou a ideia devido aos protestos nas ruas contra o casamento gay.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Caligrafia desleixada de Isabel I denuncia-a como a tradutora anónima de um livro romano

A rainha Isabel I de Inglaterra foi identificada como a tradutora anónima do livro "Anais" de Tácito. As idiossincrasias da sua caligrafia acabaram por ser fundamentais para a descoberta. Na análise a uma tradução de século …

Hashtags políticas como #MeToo tornam as pessoas menos propensas a acreditar em notícias

Tendem a passarem despercebidas, mas as hashtags são mais importantes do que julgamos. A questão que se impõe é: serão benéficas para a saúde democrática da Internet? Uma hashtag (#) é uma marca funcional, amplamente usada …

Sporting 1-0 Moreirense | "Leão" resolve à cabeçada

O Sporting regressou às vitórias na Liga NOS, embora não sem sentir algumas dificuldades, em especial no ataque. Os "leões" bateram o Moreirense por 1-0, numa partida em que remataram muito (28, máximo na Liga até …

Orçamento do Estado. "Sentido de voto do BE está completamente em aberto"

A coordenadora do BE afirmou, este domingo, que o sentido de voto do partido sobre o Orçamento do Estado para 2020 está "completamente em aberto", desejando que o Governo socialista atenda às reivindicações bloquistas. "Fizemos uma …

João Cotrim Figueiredo eleito presidente da Iniciativa Liberal com 96% dos votos

João Cotrim Figueiredo foi eleito, este domingo, presidente da Comissão Executiva da Iniciativa Liberal, uma candidatura única que recolheu 96% dos votos na III Convenção Nacional do partido. A III Convenção Nacional do partido decorre hoje …

Inteligência artificial decifra manuscrito que pode mudar história da Austrália

A Terra Australis Incognita, hoje conhecida como Austrália, foi descrita por um jesuíta espanhol quase cem anos antes da descoberta em 1770 pelo marinheiro britânico James Cook, segundo um manuscrito decifrado através de inteligência artificial. A …

Novo relatório aponta possível causa para número anormal de doenças causadas pelo vaping

Um novo relatório vem confirmar que o acetato de vitamina E encontrado em muitos produtos utilizados pelos vapers pode ser o responsável pelos problemas de saúde. O ano de 2019 ficou marcado por várias doenças e …

Morreu Rogério "Pipi", histórico jogador do Benfica

O ex-futebolista internacional português, que se evidenciou ao serviço do Benfica nas décadas de 40 e 50 do século passado, morreu este domingo, um dia depois de completar 97 anos. "Foi com profunda tristeza e pesar …

Milhares de manifestantes voltam às ruas de Hong Kong

A polícia de Hong Kong deteve, este domingo, onze pessoas e apreendeu várias armas, incluindo uma pistola, pouco antes do início de uma manifestação convocada para a cidade, para a qual se espera uma forte …

Irão e Estados Unidos trocam prisioneiros

Irão e Estados Unidos realizaram, este sábado, uma troca de prisioneiros que envolveu a troca de um investigador sino-americano por um cientista iraniano detido pelos EUA, num avanço diplomático que surge após meses de tensão …