O plasma solar pode ajudar a construir reatores de energia nuclear segura

Uma equipa de cientistas da Irlanda e da França descobriu como é que a matéria se comporta nas condições extremas da atmosfera do Sol, podendo esta investigação ajudar a construir reatores de energia nuclear segura.

Na nova investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica Nature, a equipa recorda que o pouco compreendido plasma – também conhecido como o “quarto estado da matéria” – pode ser a chave para o desenvolvimento de geradores de energia nuclear seguros, limpos e eficientes na Terra.

Apesar de ser a forma mais comum de matéria no Universo, o plasma continua a ser um mistério para os cientistas, especialmente devido à sua escassez nas condições naturais da Terra, o que dificulta consequentemente o seu estudo, observam os cientistas.

Tendo em conta esta dificuldade, o Sol é uma espécie de laboratório natural perfeito para estudar de que forma é que o plasma se comporta sob condições muitas vezes extremas para os laboratórios terrestres.

“Combinámos observações de rádio com câmaras ultravioleta da nave espacial do observatório de Dinâmica Solar da NASA para mostrar que o plasma do Sol pode muitas vezes emitir uma luz de rádio que emite pulsos, como um farol de rádio”, começou por explicar Eoin Carley, do Trinity College, em Dublin.

“Sabemos desta atividade há décadas, mas o uso que demos a estes instrumentos e ao equipamento que temos na Terra permitiu-nos obter imagens dos pulsos de rádio pela primeira vez e ver exatamente como é que os pulsos de plasma se tornam instáveis na atmosfera solar”, sustentou o cientista.

Segundo explicam os cientistas, as linhas do campo magnético que passam pelos pontos na superfície do Sol partem-se repentinamente e começam a conectar-se, gerando chamas. Consequentemente, a energia do campo magnético encerrada na coroa – a camada superior da atmosfera solar – começa a fluir para o seu interior.

Este processo é acompanhado pela libertação de enormes quantidades de energia, que aquecem o plasma da estrela em dezenas de milhões de graus, fazendo também com que esta se expanda e se mova para o lado, passando para o seu interior, onde colide com grupos mais frescos de matéria solar.

De acordo com os cientistas, algo semelhante a este processo pode vir a ser replicado em reatores termo-nucleares, mas neste caso os processos vão interferir na manutenção da reação. “O único problema é que os plasmas de fusão nuclear são altamente instáveis, assim que o plasma começar a gerar energia, alguns processos naturais desconectam a reação. Contudo este ‘apagão’ funciona como uma espécie de interruptor de segurança inerente, os reatores de fusão não pode gerar reações fora do controle”, apontou Peter Gallagher, investigador da Irlanda.

E acrescentou: “Isto também significa que o plasma é difícil de manter num estado estável para gerar de energia”. Contudo, estudar como é que “os plasmas se tornam instáveis no Sol, pode ajudar-nos a aprender a controlá-los na Terra”, rematou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

“Retificações especiais e centralizadas”. China quer acabar com "caos" na Internet

A Administração do Ciberespaço da China exigiu esta terça-feira aos fornecedores de serviços móveis do país que executem uma série de “retificações especiais e centralizadas”, face a “preocupações sociais” perante o “caos” na Internet. As oito …

Football Leaks. Advogado admite que podia ter emails relacionados com o Luanda Leaks

O advogado e ex-sócio da PLMJ João Magalhães Ramalho admite que pudesse ter documentos relacionados com o Luanda Leaks e com Isabel dos Santos na sua conta de email, que alegadamente foi pirateada por Rui …

Portugal regista mais 3.299 casos e 28 mortes por covid-19

Portugal contabiliza hoje mais 28 mortes e 3.299 casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Nas últimas 24 horas, Portugal conta com mais 3.299 …

Argentina levanta restrições na capital. Rússia regista recorde de mortes diárias e aumenta contenção

A Argentina prorrogou esta semana as medidas para combater a pandemia de covid-19 nas zonas mais afetadas do país, ao mesmo tempo que prossegue a reabertura na capital, onde os casos têm vindo a diminuir. Desde …

Maioria dos portugueses defende Orçamento viabilizado à esquerda (e rejeita demissão do Governo)

Uma sondagem da Aximage para o Jornal de Notícias e a TSF revela que a maioria dos portugueses - cerca de 60% - defende que o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) seja viabilizado com …

Ministro Manuel Heitor já não está infetado com covid-19

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior já não está infetado com covid-19, depois de ter recebido, esta segunda-feira, um teste com resultado negativo. De acordo com o semanário Expresso, Manuel Heitor recebeu, ao final …

"Só aumentariam as insuficiências". Médicos respondem a carta aberta da Ordem que pede uso dos privados

Um grupo de médicos respondeu à carta aberta assinada pelo atual bastonário da Ordem dos Médicos e quatro ex-bastonários, que defendem uma maior utilização dos serviços de saúde privados para responder à situação gerada pela …

Ensaio clínico de tratamento com anticorpos cancelado por ineficácia

As autoridades norte-americanas decidiriam cancelar um ensaio clínico de um tratamento experimental com anticorpos que estava a ser administrado a doentes hospitalizados com covid-19, justificando que o medicamente não se revelou eficaz na recuperação dos …

Doentes não-covid vão ser encaminhados para setores privado e social

Esta segunda-feira, a ministra da Saúde admitiu que a pressão no Serviço Nacional de Saúde vai aumentar e garantiu que os doentes não-covid-19 que vejam consultas, exames ou cirurgias serem desmarcados serão encaminhados para os …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: "É preciso o guarda-redes estar morto?"

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/v-guimaraes-0-1-sp-braga-o-musical Dérbi. Segundo dérbi nesta sequência de musicais. O primeiro foi entre vizinhos que moram na mesma cidade; agora temos vizinhos que moram na mesma região. O Minho aquece, mesmo no outono, quando estes dois conjuntos se …