“É como ser queimado com ácido quente“. Planta venenosa australiana causa dores que podem durar anos

Os “cabelos” da planta gympie-gympie causam uma picada tão tóxica que a dor pode durar anos. Esta pode ser encontrada nas florestas australianas.

A gympie-gympie, ou dendrocnide moroides, é um tipo de arbusto que recebe o nome da cidade australiana de Gympie, onde os mineiros a identificaram e chamaram de “arbusto Gympie” na década de 1860.

A planta, que também já foi encontrada na Indonésia, prospera em ambientes tropicais e é amplamente encontrada em toda a Austrália, em New South Wales, mas é mais comum no sul de Queensland.

A gympie-gympie é uma das quatro espécies de árvores ou arbustos que vivem na Austrália e que picam – embora esta seja de longe a mais dolorosa. A planta venenosa, que também pertence à família das urtigas, pode crescer até 3 metros de altura e tem folhas em forma de coração que podem medir 60 centímetros de largura.

De aparência enganosamente macia, os cabelos da planta são bastante tóxicos. É através desses fios que esta liberta a sua substância neurotóxica.

Segundo o ATI, há um bulbo na haste de cada fio de cabelo que o supre com a toxina e cada fio de cabelo é facilmente separado da folha ou caule. Quando o cabelo se desprende do bulbo, adere à pele e liberta a sua toxina.

Os pelos são tão pequenos que praticamente desaparecem na pele com o contacto direto e podem continuar a causar dor meses depois.

A comunidade científica ainda não descobriu por que razão estes pequenos pelos causam tanta dor. A toxina do bulbo não é bem compreendida e é possível que haja uma reação química que acontece dentro do próprio cabelo, mas que ainda não foi descoberta.

A primeira sensação daquela picada foi descrita como o equivalente a 30 picadas de vespa. Depois disso, os nódulos linfáticos da vítima começarão a inchar, o que cria uma sensação de pressão imensa. Posteriormente, a dor só se intensifica até atingir o pico cerca de 30 minutos mais tarde.

De acordo com o ATI, os pelos não precisam de entrar em contacto com a pele para que a planta cause danos. Basta ficar perto desta durante muito tempo e assim começam a surgir danos no sistema respiratório. A super exposição de várias pessoas causou hemorragias nasais, danos respiratórios e espirros intensos.

Para já, ainda não não há nenhum medicamento para a picada da planta. Contudo, Hugh Spencer, da Estação de Pesquisa Tropical Cape Tribulation, aconselha as vítimas a não esfregar a área infetada.

“Foi picado, ficou louco e morreu em duas horas”

Um dos primeiros relatos da forte dor causada pela gympie-gympie surgiu de um agrimensor chamado A.C. Macmillan, em 1866.

Enquanto pesquisava North Queensland, Macmillan relatou que o seu cavalo “foi picado, ficou louco e morreu em duas horas”.

Marina Hurley, entomologista e ecologista que estudou a planta enquanto fazia o seu doutorado em Queensland, no final dos anos 1980, descreveu a picada como o “pior tipo de dor que se possa imaginar. É como ser queimado com ácido quente e eletrocutado ao mesmo tempo”, escreveu no seu trabalho.

Durante a sua pesquisa, Hurley deparou-se com a história de Cyril Bromley. O homem caiu em cima de uma planta gympie-gympie durante o treino militar na Segunda Guerra Mundial e relatou que a dor era tão intensa que teve que ser amarrado a uma cama de hospital durante três semanas, sentindo-se “louco como uma cobra cortada”.

Embora Cyril tenha vivido para contar a história, conheceu um soldado que acabou por se suicidar por não aguentar a dor.

Atualmente, os silvicultores que trabalham no mato recebem luvas, respiradores e comprimidos anti-histamínicos para ajudar a proteger-se da planta.

Em 1968, o Exército Britânico expressou interesse na planta, e há algumas sugestões de que estava interessado em usá-la para desenvolver uma arma biológica de guerra.

Contudo, mesmo que a ideia tivesse ido para à frente, fazê-lo seria uma violação do Protocolo de Genebra de 1925, que proibia o uso de tais armas após a Primeira Guerra Mundial.

Ana Isabel Moura Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Ordens do médico. A Peste Negra mudou os hábitos de beber álcool

O projeto Intoxicating Spaces tem explorado a forma como as pandemias influenciaram o uso de intoxicantes, incluindo padrões de consumo de álcool, no passado. As mortes por álcool na Inglaterra e no País de Gales em …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: Leão domável e jackpot para o dragão

A primeira derrota do campeão Sporting. Dragão enche o cofre. As frases e números da semana. Visto da Linha de Fundo. Salvar a honra SL Benfica (Seferovic 12' e 49' g.p., Pizzi 29', Lucas Veríssimo 37') …

Leão está mais otimista (e acredita que PIB vai crescer acima da meta)

O ministro das Finanças, João Leão, está mais confiante numa subida do PIB acima da de 4%, prevista no Programa de Estabilidade para este ano. João Leão acredita que o Produto Interno Bruto (PIB) vai …

Reino Unido inicia nova etapa de desconfinamento com viagens para Portugal

O Reino Unido inicia hoje uma nova etapa do plano de desconfinamento, incluindo autorização para viajar de férias para o estrangeiro, mas apenas alguns países, entre os quais Portugal, permitem a entrada a britânicos. Dos 12 …

Sporting campeão da Europa de hóquei em patins pela terceira vez

O Sporting conquistou, este domingo, a Liga Europeia de hóquei em patins pela terceira vez, a segunda consecutiva, ao vencer o FC Porto, por 4-3, após prolongamento, na final disputada no Luso. Os leões revalidaram o …

Romanos tinham um sistema para manter o seu maior aqueduto limpo

Cientistas conseguiram perceber qual foi o sistema usado pelos Romanos no Aqueduto de Valente, situado na atual Turquia, para manter esta poderosa infraestrutura tão limpa. O Aqueduto de Valente, em Istambul, na Turquia, já foi uma …

PS reforça liderança. PSD abaixo do resultado das legislativas de 2019

A mais recente sondagem da Intercampus para o CM/CMTV e Jornal de Negócios mostra que o PS continua a subir nas intenções de voto (e o PSD a descer). Segundo o Correio da Manhã, o fosso …

Costa deve remodelar o Governo em outubro (e "Eduardo Cabrita vai sair nessa ocasião")

No seu habitual espaço de comentário na SIC, Luís Marques Mendes antecipou que António Costa se prepara para fazer uma remodelação do Governo após as eleições autárquicas. O conselheiro de Estado disse também que o …

Ataque mais mortífero. Aviões israelitas lançam novos ataques em Gaza

Este domingo foi o dia mais mortal. O exército israelita voltou a fazer dezenas de ataques na Faixa de Gaza, enquanto grupos armados disparavam foguetes contra Israel. Este domingo, ataques aéreos israelitas à cidade de Gaza …

Dos ecossistemas à economia. Vespas são mais importantes do que se pensa

As vespas trazem grandes benefícios para os ecossistemas, a nossa saúde e até a economia mundial, mostra um novo estudo feito por investigadores britânicos. Ao ver uma vespa, o instinto da grande maioria das pessoas é …