Ultranacionalistas búlgaros apresentam plano para controlar natalidade cigana

eu2017ee / Flickr

Vice-primeiro-ministro e titular da Defesa, Krasimir Karakachanov

O plano que prevê a destruição de habitações ilegais e cortes nas ajudas sociais para as famílias que não enviem os seus filhos à escola está a suscitar polémica na Bulgária. 

Os ultranacionalistas que integram a coligação no poder na Bulgária apresentaram um plano para controlar a natalidade da população cigana do país através de um programa estatal de abortos, informaram os media locais.

O plano, que está a suscitar ampla polémica no país balcânico, Estado-membro da União Europeia (UE) e da NATO, foi apresentado pelo vice-primeiro-ministro e titular da Defesa, Krasimir Karakachanov e prevê ainda a criação de unidades voluntárias de segurança cidadã, trabalho social forçado, destruição de habitações ilegais e cortes nas ajudas sociais para as famílias que não enviem os seus filhos à escola.

“Devido à crescente tensão em torno dos ciganos na Bulgária e do estatuto privilegiado criado para a comunidade cigana face aos restantes cidadãos, chegou o momento para o Estado abandonar os seus duplos critérios”, assinala o líder do Movimento Nacional Búlgaro (IMRO, ultranacionalista) no seu plano, divulgado no Facebook.

Os partidos da oposição criticaram com veemência o plano apresentado pelo IMRO, enquanto o Cidadãos para o desenvolvimento europeu da Bulgária (GERB, populista conservador e que lidera o Governo de Sófia) declarou ser necessário “criar regras” para melhorar a convivência entre todos os grupos sociais do país.

Estas ideias são inumanas e contradizem a Constituição”, considerou Jeihan Ibryaimov, deputado do Movimento para os direitos e liberdades (DPS), que representa a minoria turca no país do Sul dos Balcãs. “Este plano é uma cópia da filosofia nazi dos anos 1930 e afasta a Bulgária do seu caminho europeu e da NATO”, acrescentou.

Os socialistas do BSP, também na oposição, atribuíram o polémico plano de Krasimir Karakachanov à pré-campanha para as europeias de maio, com o objetivo de “atrair apoio eleitoral”. “Sim, na Bulgária existe o fenómeno: o abuso das ajudas sociais. Mas se as leis forem respeitadas, creio que não fazem falta estes fogos artificiais do IMRO, assinalou o deputado socialista Tasko Ermenkov.

Os ciganos constituem entre 5% a 10% dos 7,1 milhões de habitantes da Bulgária, apesar de muitos membros desta etnia não se terem declarado ou registado nos organismos oficiais.

Muitos ciganos vivem marginalizados na Bulgária, o país mais pobre da UE e que nos últimos 25 anos perdeu um quinto da população devido à contínua emigração e à quebra da natalidade.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Maher e Safa deixaram sonhos para trás. Mas reencontraram a paz em Portugal

Os sonhos de Maher e de Safa ficaram adiados com a guerra na Síria, mas reencontraram a paz em Portugal, onde residem há dois anos ao abrigo de um programa de acolhimento de refugiados. É no …

São Francisco poderá ser a primeira cidade a proibir venda de cigarros eletrónicos

Se esta decisão for aprovada pela FDA, São Francisco vai tornar-se a primeira cidade a banir a venda de cigarros eletrónicos. De acordo com o Observador, a Câmara de Supervisores de São Francisco, nos EUA, aprovou uma …

Nunca houve tantos deslocados no mundo. São mais de 70 milhões

Um novo recorde foi quebrado no mundo em 2018, com 70,8 milhões de pessoas deslocadas das suas casas ou dos seus países, devido às guerras ou perseguições, anunciou esta quarta-feira as Nações Unidas. O relatório anual …

A monogamia foi inventada pelas mulheres (e o casamento, pelos homens)

A poligamia é natural no ser humano e a monogamia foi criada por imposição para a mulher, diz o investigador português Rui Diogo, que usa a ciência e a história para explicar a relação entre …

Morreu o DJ Zdar do duo electrónico Cassius. Caiu da janela de um prédio em Paris

O músico, produtor e DJ francês Philippe Cerboneschi, mais conhecido por Zdar, morreu aos 50 anos após ter caído da janela de um apartamento em Paris. O seu agente confirmou a "queda acidental" sem revelar …

PS quer o Estado a pagar licença sabática aos portugueses para voltarem a estudar

A criação de uma licença sabática para qualificar trabalhadores e um sistema de prémios e penalizações para combater a desigualdade salarial são medidas que o PS inclui no seu projecto de programa eleitoral. O director do …

Putin reconhece: as condições de vida dos russos pioraram nos últimos anos

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, admitiu esta quinta-feira que as condições de vida no país pioraram nos últimos anos, mas assegurou que as autoridades russas trabalham para reverter essa tendência, e enumerou os primeiros …

Marcelo, o "verdadeiro professor", é estrela em promo de La Casa de Papel

O novo vídeo promocional de La Casa de Papel tem um protagonista improvável. Marcelo Rebelo de Sousa, ou, na verdade, uma imitação do Presidente da República, faz uma chamada para a inspetora Raquel. Na chamada telefónica, …

Num só dia, derreteu 40% da área superficial da Gronelândia (e há fotografias)

Uma fotografia divulgada no Twitter do climatologista dinamarquês Rasmus Tonboe ilustra o degelo que ocorre na Gronelândia, evidenciando algumas das consequências que podem ser desencadeadas pelo fenómeno.   A imagem, que mostra um trenó a ser …

Juiz suspende pena a agressor que ameaçou a mulher com uma motosserra

"Vou-te pôr às postas como se põe um cação." Esta foi uma das ameaças, com uma motosserra ligada, que um homem de 52 anos fez à mulher com quem esteve casado durante 30 anos. O …