Polícia Judiciária ajudou a evitar dois ataques em França

PJ / Facebook

As informações partilhadas pela Polícia Judiciária (PJ) com a Europol foram cruciais para alcançar a detenção do jihadista marroquino que viveu em Portugal.

Hicham El-Hanafi foi condenado a 30 anos de prisão em França, na semana passada, por crimes de terrorismo. Segundo o semanário Expresso, ficou provado que, no final de 2016, o marroquino se preparava para cometer dois atentados em Paris, tendo sido capturado pelas autoridades.

O jornal adianta que o trabalho das autoridades portuguesas foi muito importante para chegar à sua detenção. Isto porque as suspeitas sobre El-Hanafi remontam a 2015, quando a Polícia Judiciária iniciou uma das maiores investigações sobre terrorismo jihadista.

Foi o próprio irmão do marroquino, que também vivia em Portugal, que o denunciou às autoridades portuguesas. Em solo português, passou a ajudar o também marroquino Abdesselam Tazi a recrutar jovens para o Estado Islâmico.

Os dois suspeitos, que chegaram ao nosso país em 2013 com documentação falsa, tendo recebido asilo político, viveram na cidade de Aveiro até 2016, mas passaram grande parte do tempo a viajar. De acordo com o Expresso, a PJ tinha fortes indícios de que as viagens se destinavam a financiar as atividades de recrutamento.

Em fevereiro de 2016, a PJ já possuía muitos dados sobre ambos e decidiu partilhar a informação com a Europol, atitude que se revelou decisiva para a captura de El-Hanafi em Marselha.

“Esta informação oriunda de Portugal foi crucial para a investigação. Permitiu-lhes solidificar as suspeitas sobre as atividades terroristas do marroquino e desenvolver a Operação Ulisses com maior segurança”, contou fonte da PJ ao semanário.

Depois da sua detenção, a Judiciária voltou a ser fundamental na investigação. Duas agentes francesas deslocaram-se a Portugal para acompanhar várias diligências dos inspetores da unidade de contraterrorismo, que serviram para recolher provas contra o jihadista e reforçar a acusação contra si na justiça francesa.

Quanto a Abdesselam Tazi, foi detido na Alemanha, também em 2016, e foi extraditado para Portugal. Em 2019, foi condenado a 12 anos de prisão, mas acabou por morrer, há um ano, na sua cela na cadeia de alta segurança de Monsanto.

ZAP ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Nova espécie de pterossauro revela o polegar opositor mais antigo de sempre

Cientistas descobriram uma nova espécie de pterossauro que viveu durante o período Jurássico e que subia às árvores graças aos seus polegares opositores. Esta característica nunca tinha sido observada nestes animais. De acordo com a rede …

Devido ao sucesso da vacinação, Israel põe fim à obrigatoriedade de uso de máscara no exterior

As autoridades israelitas anunciaram hoje que a partir do próximo domingo acabará a obrigatoriedade de uso de máscara no exterior, medida no quadro do levantamento progressivo das restrições ligadas à pandemia de covid-19. Na primavera de …

A rainha Isabel de Castela ficou conhecida por cheirar mal (mas novos documentos põem fim aos mitos)

A famosa rainha Isabel I de Castela, em Espanha, era conhecida por lavar-se pouco e cheirar mal. Contudo, documentos recém-descobertos mostram que possuía uma quantidade enorme de perfumes de grande valor. Isabel I financiou a viagem …

Instagram testa opção que permite ocultar ou mostrar o número de likes

O Instagram vai começar a testar uma nova opção que dá aos seus utilizadores a possibilidade de esconder os likes recebidos nas publicações. Em 2019, a empresa começou por forçar esta mudança, aplicando-a a alguns utilizadores …

Atlético de Madrid: o que aconteceu a João Félix e companhia?

Equipa de Diego Simeone tinha vantagem confortável sobre os dois maiores rivais e, em pouco tempo, só ganhou metade dos pontos que poderia ter ganhado. Ainda lidera mas tem três adversários muito perto. Em Portugal, no …

EUA impõe novas sanções e expulsam dez diplomatas russos. Moscovo promete resposta “inevitável”

O Governo dos EUA anunciou hoje novas sanções financeiras contra a Rússia e a expulsão de 10 diplomatas russos, em resposta a recentes ataques cibernéticos e à interferência na eleição presidencial de 2020 atribuída a …

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e substituir baterias

Os investigadores descobriram uma maneira inovadora de explorar a capacidade das redes 5G, transformando-as numa “rede elétrica sem fios” de modo a alimentar dispositivos de Internet das Coisas (IoT) que precisam de baterias para funcionar. Os …

Itália vai enviar réplica de David de Michelangelo para o Dubai

No final de abril, Itália vai enviar uma réplica em tamanho real do famoso David de Michelangelo, feita com impressoras 3D, para a Exposição Universal do Dubai, que se irá realizar de 1 de outubro …

China pede a membro do Governo japonês que beba água de Fukushima

O Japão garante que a água de Fukushima que vai despejar no Pacífico não representa nenhum perigo para a saúde e pode até ser consumida. Para o provar a China pediu a um oficial japonês …

Emirados Árabes Unidos anunciaram a primeira mulher astronauta da história do país

Nora Al-Matrooshi é a primeira mulher astronauta dos Emirados. A contratação é vista como um marco histórico para os Emirados Árabes Unidos. Nora foi escolhida para o programa Sheik Mohammed. Os Emirados Árabes Unidos contrataram a …