Perdas do Novo Banco arrastam 5 maiores bancos portugueses para prejuízos agregados de 14,8 milhões

José Sena Goulão / Lusa

António Ramalho, presidente do Novo Banco

As perdas semestrais de 555,3 milhões de euros reportadas pelo Novo Banco levaram o agregado dos cinco maiores bancos portugueses para um prejuízo de 14,8 milhões de euros, pois as restantes instituições lucraram, em conjunto, 540,3 milhões de euros. Entretanto, o Montepio passou dos lucros aos prejuízos.

Apesar dos lucros de 249 milhões da Caixa Geral de Depósitos (CGD), de 172,9 milhões de euros do Santander Totta, de 76 milhões de euros do BCP e de 42,6 milhões de euros do BPI que, em conjunto, totalizam 540,5 milhões de euros, os prejuízos do Novo Banco ‘arrastaram’ o resultado líquido agregado dos cinco maiores bancos a operar em Portugal para os prejuízos.

As perdas de 555,3 milhões de euros do banco que sucedeu ao Banco Espírito Santo (BES) levam, assim, o resultado agregado da principal banca portuguesa para um prejuízo de 14,8 milhões de euros no primeiro semestre de 2020, depois dos lucros agregados de 597,1 milhões de euros registados no mesmo período de 2019.

No primeiro semestre de 2019, o BCP tinha atingido 169,8 milhões de euros de lucro, o Santander Totta 275,9 milhões, o BPI 134,5 milhões e a CGD 417 milhões, sendo novamente o Novo Banco a parcela negativa no resultado líquido agregado.

Nos primeiros seis meses do ano passado, o Novo Banco registou 400,1 milhões de euros de prejuízos, um número menor face aos 555,3 registados no primeiro semestre deste ano.

Montepio passa de lucros a prejuízos de 51,3 milhões

O Banco Montepio teve prejuízos de 51,3 milhões de euros no primeiro semestre depois de ter apresentado lucros de 3,6 milhões de euros no mesmo período de 2019. Prejuízos que a instituição justifica com a pandemia de covid-19.

O Montepio refere que os prejuízos entre Janeiro e Junho resultam das imparidades que constituiu (109,4 milhões de euros) para fazer face a perdas de crédito decorrentes da crise relacionada com a covid-19.

“Os resultados líquidos do primeiro semestre de 2020 foram determinados pelo maior nível de imparidades e provisões constituídas na sequência da revisão em baixa do cenário macroeconómico devido ao impacto da covid-19 nos agentes económicos, quer nos particulares, quer nas empresas”, aponta o Banco em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

As imparidades de crédito, resultantes do aumento de risco motivado pela pandemia, aumentaram em 67,4 milhões de euros relativamente ao período homólogo do ano passado.

Outras imparidades e provisões associadas a outros activos financeiros foram de 12,8 milhões de euros “como resultado do aumento do risco de crédito, incluindo instrumentos de dívida, e em imóveis recebidos em dação”, explica o Banco.

No que concerne aos resultados operacionais, o Montepio refere que o produto bancário core diminuiu 2,2% para os 178,3 milhões de euros, enquanto a margem financeira recuou 4,5% para os 114,7 milhões de euros.

Estes dados reflectem “os efeitos desfavoráveis de factores exógenos associados à pandemia covid-19 e que determinaram menores níveis de actividade nos clientes particulares e nas empresas, e também das taxas de juro de mercado permanecerem em níveis muito baixos”, salienta o Banco.

O Banco também dá conta de uma quebra nas comissões líquidas que passaram de 57,7 milhões de euros no primeiro semestre de 2019 para os 56,1 milhões de euros nos primeiros seis meses deste ano.

Houve ainda uma subida no crédito a clientes da ordem dos 0,8% (mais 90 milhões de euros) e uma subida de 329 milhões de euros no crédito concedido às empresas, “concretizando a ambição de incrementar o volume de negócios junto das PME e das empresas do middle market“, como nota a instituição.

O Montepio reporta também uma quebra nos depósitos que passaram dos 12.680 milhões de euros para 12.422 milhões de euros no final de Junho deste ano.

O Banco concedeu, até final de Junho, 34 mil moratórias no pagamento de créditos. Estas moratórias correspondem a créditos no valor de 3.000 milhões de euros, sendo que 20.500 foram a famílias e 13.500 a empresas.

As moratórias de crédito (que suspendem pagamentos de capital e/ou juros) foram criadas como uma ajuda a famílias e empresas penalizadas pela crise económica desencadeada pela pandemia de covid-19.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. E ninguém DESPEDE e pede responsabilidades a este gestor da barba por fazer?
    Ou seja, quanto PIOR, melhor?…
    Quem lucra com esta situação de compadrio?

    Portugal tem dos piores bancos e banqueiros do mundo!
    Cheira a corrupção por todo o lado!
    E os portugueses cão continuar a pagar para encher os bolsos dos muito ricos, à custa de patrocínios ilegais e das pensões de reforma dos mais pobre?

    ESTE GOVERNO NÃO É SOCIALISTA!
    É QUASE FASCISTA

  2. O que é que estão à espera para encerrar essa p*rra!
    Ainda há pouco receberam quase 1.9 mil milhões de euros. E estouraram tudo em prémios e ordenados milionários.

  3. Como já afirmei…. a Vigarice e a Corrupção generalizada em Portugal, deveria ser reconhecida como Património Mundial da Humanidade, nem que fosse para memoria futura !

  4. Certamente serei idiota, desinformado ou outra coisa qualquer que me queiram chamar, mas….
    Encontra-se previsto no contracto de venda do Novo Banco, não poderem ser efectuados negócios entre o Banco, o comprador e ou correlacionados.
    Desta feita foi efectuada uma venda a um fundo sediado num paraíso fiscal do qual não é possível saber quem são os donos.
    Será que o Novo Banco perante a dúvida razoável, não é obrigado a fazer prova de o fundo comprador não ter qualquer relação com a Lone Star ou os donos do fundo não se relacionem de alguma forma com a esta???
    Devo relembrar que relativamente ao estado, EU, CIDADÃO Português, tenho fazer prova de tudo.
    Estes senhores nada têm de provar.
    Sem dúvida, devo ser estúpido.

RESPONDER

Pizza para Itália e salmão para a Noruega. Emissora pede desculpa por imagens usadas nos Jogos Olímpicos

O canal de televisão sul-coreano MBC pediu desculpa publicamente após usar imagens para representar países durante a cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Fotos de pizza para a comitiva italiana, de salmão para a …

"Quanto mais cedo, melhor". A dona da Marlboro apoia a proibição dos cigarros até 2030

O CEO da Philip Morris Internacional, dona da Marlboro, apoia a proibição da venda de cigarros, mas os activistas anti-tabaco já acusaram a empresa de hipocrisia por tentar comprar uma farmacêutica enquanto lucra com o …

Bezos e Branson não são astronautas, clarifica Administração da Aviação norte-americana

Dúvida instalou-se depois dos voos que levaram os dois bilionários ao espaço. Novas diretrizes da Administração Federal de Aviação vêm esclarecer.  Após os voos que os tornaram nos primeiros turistas espaciais, Jeff Bezos e Richard Branson …

Soldados afegãos buscam refúgio no Paquistão após perderem postos na fronteira

Quase meia centena de soldados afegãos buscaram asilo no Paquistão após perderem para os Talibãs o controle das posições militares na fronteira, informou o exército paquistanês esta segunda-feira. Centenas de soldados do exército afegão e oficiais …

Portugal ultrapassa Estados Unidos em população com vacinação completa

EUA vivem atualmente um planalto no seu processo de vacinação, com pouco mais de meio milhão de cidadãos a serem vacinados diariamente. Desaceleração no ritmo de inoculações é atribuída a motivações pessoais da população e …

Mulher que vestia camisola com capa do Charlie Hebdo ferida em Londres

Uma mulher que vestia uma camisola estampada com uma capa da revista satírica francesa Charlie Hebdo foi ferida levemente com arma branca no domingo em Hyde Park, em Londres, informou a polícia, que pediu colaboração …

Novo Banco. Comissão de inquérito aprova que resolução do BES foi "fraude política"

A comissão de inquérito ao Novo Banco aprovou uma proposta do PCP de alteração ao relatório referindo que a resolução do BES e a sua capitalização inicial, de 4.900 milhões de euros, foi "uma fraude …

BCP prevê saída de mais de 800 trabalhadores e admite despedimento coletivo

O presidente do BCP disse esta segunda-feira que deverão sair do banco mais de 800 trabalhadores, abaixo da meta inicial de 1.000, mas que depende dos funcionários que aceitarem rescindir e mantém a possibilidade de …

Jogos Olímpicos. Ouro e prata para atletas de...13 anos

Pódio muito jovem na estreia do skate feminino. A espreitar o pódio ficou uma norte-americana com quase o triplo da idade. O skate está a "viver" os seus primeiros dias na história dos Jogos Olímpicos. Inserido …

SEF e PSP reforçam fiscalização às regras aplicáveis nas viagens de avião

O SEF e a PSP reforçaram a fiscalização nos aeroportos às regras do tráfego aéreo devido às variantes de covid-19 e ao aumento do número de voos previsto para as próximas semanas, segundo um despacho …