Peixes que comem plástico nunca mais querem outra coisa

A poluição dos oceanos com plásticos afecta o crescimento e até os hábitos alimentares dos peixes. Aqueles que comem plástico, não voltam a querer outra coisa e passam a ignorar a sua comida natural, conclui um novo estudo científico.

Um estudo com larvas de perca, expostas a altas concentrações de micro-plásticos, publicado esta sexta-feira na revista Science, apurou que a poluição dos oceanos com plásticos acarreta “efeitos dramáticos” – e diferentes do que se esperava

A equipa de cientistas da Universidade de Uppsala, na Suécia, usou em amostras de embriões e de larvas de perca do Mar Báltico, que expôs a diferentes níveis de concentração de micro-plásticos de poliestireno.

Estes micro-plásticos são partículas com poucos milímetros de tamanho, que existem nos oceanos como resultado do degaste ou da desagregação de objectos de plástico maiores que, todos os anos, são despejados aos milhares e milhares nas águas de todo o planeta.

A exposição a “concentrações relevantes” destas partículas “inibe a eclosão, diminui as taxas de crescimento e altera as preferências alimentares e os comportamentos inatos das larvas de percas europeias”, concluíram os investigadores.

Os peixes apresentaram “comportamentos alterados” – passaram a comer apenas micro-plásticos, por exemplo,ignorando a sua comida natural, o plâncton.

“Esta é a primeira vez que se descobre que um animal prefere alimentar-se de partículas de plástico e é motivo de preocupação“, realça o biólogo Peter Eklov, investigador do Departamento de Ecologia e Genética da Universidade de Uppsala, em declarações ao jornal inglês The Telegraph.

Os resultados do estudo permitiram ainda constatar que os peixes expostos às mais altas quantidades de plástico “ignoraram completamente o cheiro de percas feridas atiradas para os seus tanques, uma fragrância que costuma fazer com que congelem para evitar serem vistos”.

Quando colocados num tanque com lúcios, predadores das percas, os peixes expostos ao plástico foram apanhados e comidos “três vezes mais depressa” do que os peixes que cresceram em águas livres de plástico.

A isto acresce o facto de os peixes expostos ao micro-plástico crescerem mais lentamente, apresentando-se também menos activos.

Volvidos cerca de dois meses depois da exposição, os peixes ainda apresentavam “as entranhas cheias de partículas de plástico”.

Os investigadores concluíram que o micro-plástico actua “tanto quimicamente como fisicamente no desenvolvimento e na performance de larvas de peixes”, contribuindo, designadamente, para o declínio na população de peixes.

Notícias recentes apontaram para a possibilidade de, em 2050, haver mais plástico nos mares do que peixes.

A bióloga marinha Oona Lonnstedt, uma das investigadoras envolvidas no estudo, realça que se os resultados verificados com as larvas de perca forem semelhantes noutras espécies, “isto traduz-se em aumento das taxas de mortalidade“.

“Os efeitos nos ecossistemas aquáticos podem ser profundos”, diz a investigadora.

SV, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Catarina Martins entreabre porta a nova geringonça

Catarina Martins lembrou que nas últimas legislativas se fez na política "o que nunca se tinha feito antes" e alerta que o que se conseguiu alcançar "não chega" face a "tudo o que há para …

Destroços de navio interditam praia em Torres Vedras

A praia do Navio, em Santa Cruz, está interdita a banhos e a desportos náuticos devido ao aparecimento de destroços de um navio afundado. A praia do Navio, em Santa Cruz, no concelho de Torres Vedras, …

Ministro da Justiça demite-se após eleição de Boris Johnson (e não é o único)

O ministro da Justiça britânico, David Gauke, anunciou a sua demissão após ser conhecida a eleição de Boris Johnson para a liderança dos conservadores e a sua designação como primeiro-ministro do Reino Unido. No domingo, David …

TdC deteta pagamentos "ilegais" do Serviço de Saúde da Madeira a empresa que pertencia ao presidente

A sociedade gerida pelo então presidente do Serviço de Saúde da Madeira recebeu 116 mil euros do Serviço de Saúde da Madeira. O Serviço de Saúde da Madeira (SESARAM) autorizou "ilegalmente" o pagamento de 116 mil …

Fábio Coentrão apontado ao FC Porto

O lateral esquerdo, que se encontra neste momento sem clube, terá sido alvo de sondagem por parte do FC Porto para reforçar a equipa de Sérgio Conceição. Segundo o jornal A Bola, Fábio Coentrão já foi …

EUA. Explosão em refinaria levanta questões sobre utilização de produtos químicos letais

Na madrugada de 21 de junho, explosões na refinaria Philadelphia Energy Solutions, no sul da Filadélfia, Estados Unidos (EUA), sacudiram as casas, enviaram bolas de fogo para o ar e acordaram os moradores próximos. Este …

Irão anuncia reunião extraordinária para salvar acordo de Viena

Uma nova reunião extraordinária para tentar salvar o acordo sobre o programa nuclear iraniano vai realizar-se em Viena no domingo, anunciou esta terça-feira o ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão. De acordo com o comunicado do …

PS aprova listas de candidatos a deputados. Braga ainda em aberto

A Comissão Política Nacional do PS aprova nesta terça-feira as listas de candidatos a deputados às próximas eleições legislativas, num processo em termos globais pacífico internamente. Em Braga, há nomes em aberto. O processo para a …

Morreu Li Peng, o antigo primeiro-ministro chinês que pôs fim aos protestos de Tiananmen

O antigo primeiro-ministro chinês, Li Peng, morreu esta segunda-feira, avançou a agência estatal Xinhua. Aos 91 anos, o político que liderou a "ala dura" do Governo durante os protestos de Tiananmen, em 1989, faleceu de …

Kim Jong-un inspeciona novo submarino em contexto de impasse com EUA

O submarino vai ser lançado no mar do Leste, confirmou a agência de notícias norte-coreana. Não há informações sobre o sistema de armas que o submarino continha ou onde e quando a inspeção ocorreu. O líder …