Pavlopetri é uma impressionante cidade subaquática na Grécia (e é das mais antigas do mundo)

A cidade foi descoberta nos anos 60 e acredita-se que tenha mais de 5 mil anos de história. Com o seu planeamento urbano praticamente intacto, o local ainda exibe ruas, pátios, edifícios e até mesmo um cemitério.

Na Baía de Vatika, no sudeste do Peloponeso, na Grécia, está Pavlopetri, uma das cidades submersas mais antigas do mundo. Com cerca de 5.000 anos, os seus restos arqueológicos foram observados pela primeira vez em 1967 pelo investigador Nicholas Flemming. O sítio arqueológico encontra-se a 4 metros de profundidade e agora é considerado uma das cidades subaquáticas mais antigas do mundo.

Em 1968, uma equipa de arqueólogos da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, foi até ao local e iniciou diversos estudos para tentar descobrir mais detalhes e percebeu que a “cidade perdida” subaquática é a mais antiga já encontrada no Mar Mediterrâneo.

A cidade subaquática é a única no mundo a manter a sua estrutura intacta: as ruas, pátios, e edifícios estão à vista de quem observa o sítio arqueológico.

Nas últimas pesquisas realizadas em Pavlopetri descobriram-se pelo menos 15 grandes edifícios e foi também encontrado um cemitério que ainda tinha 60 sepulturas de pedra.

Além disso, foram encontrados vários fragmentos de artefactos antigos, tais como objetos, utensílios utilizados em mesas e grandes jarros, que oferecem aos arqueólogos uma visão mais clara sobre o quotidiano das pessoas que ali viveram, antes de ficar submersa.

“Existem cidades mais antigas submersas no mundo, mas nenhuma se encontra tão bem organizada como esta e, por isso, é única”, disse Jon Henderson, da equipa da Universidade de Nottingham, ao The Guardian.

Os investigadores sugerem que a cidade ficou submersa depois de vários terremotos atingirem o local. Ainda assim, o local manteve as estruturas arquitetónicas sem que houvesse qualquer intervenção humana durante milhares de anos.

Atualmente, o nome original da cidade ainda é desconhecido, assim como o seu papel exato no mundo antigo. “É um achado raro e significativo porque, como é um local submerso, nunca foi reocupado”, explicou Elias Spondylis do Ministério da Cultura da Grécia ao New Scientist.

Pavlopetri nos dias de hoje

O local é provavelmente a cidade subaquática mais investigada do mundo. Em 2011, a BBC produziu um documentário impressionante intitulado Pavlopetri – The City Beneath the Waves, que teve como foco a forma como a tecnologia foi usada pela equipa da Universidade de Nottingham para criar uma impressão realista do fundo do mar.

Em 2016, Pavlopetri foi incluída no World Monuments Watch, um programa global que trabalha para proteger locais históricos sob ameaça, apoiar os esforços de conservação e aumentar a consciencialização sobre estes.

Graças a estas ações, em agosto de 2016, a região foi demarcada por boias para a proteger de pequenos navios, e em 2018 o local tornou-se o primeiro, em águas gregas, a ser incluído nas cartas marítimas fornecidas aos navegantes pelo Serviço Hidrográfico da Marinha Grega, recorda o Ancient Origins.

Ana Isabel Moura Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Carlos César reivindica papel do PS na construção da democracia e no combate à corrupção

O presidente do PS defendeu, esta segunda-feira, que se deveu ao seu partido o aprofundamento da democracia e os avanços no combate à corrupção, embora admitindo desvios", "erros" e "omissões num ou outro momento da …