96 anos de portas abertas. Chegou a hora de a pastelaria Suíça as fechar

A célebre pastelaria Suíça, no largo do Rossio, em Lisboa, vai fechar em breve. A notícia foi comunicada à Câmara Municipal de Lisboa na semana passada.

Fechar portas “num futuro próximo”. Fausto Roxo, dono da pastelaria Suíça, no Rossio, em Lisboa, comunicou isto mesmo à Câmara Municipal de Lisboa, na semana passada, através de uma carta enviada à autarquia. “Afigura-se necessário, num futuro próximo, o encerramento da Pastelaria Suíça, pelo menos no espaço que agora ocupa”, lê-se.

Na missiva, Fausto Roxo admite ter desistido do processo de classificação de Loja com História a que se tinha candidatado há cerca de um ano. “Desde o momento da aludida candidatura até à presente data, ocorreram várias vicissitudes, que tiveram e têm tido um impacto negativo na exploração comercial da Pastelaria Suíça, impossibilitando a sua viabilidade, subsistência e continuidade no futuro.”

Ao jornal Público, alguns funcionários da pastelaria lisboeta disseram que ainda não tinham qualquer informação oficial sobre o fecho do estabelecimento, mas há indícios de que esta notícia não é apenas uma brincadeira de mau gosto, como as obras que decorrem na porta ao lado e o facto de o edifício ter sido vendido no início do ano.

Além disso, Duarte Cordeiro, vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa, anunciou o encerramento da famosa pastelaria esta quarta-feira, numa reunião pública. Mas a pastelaria Suíça não será a única a dizer adeus ao frenesim da capital. Além da Suíça, Duarte Cordeiro referiu a Joalharia Correia e a loja de decoração Ana Salgueiro, na Rua do Ouro e na Rua do Alecrim, respetivamente.

Ainda assim, adianta o jornal, na Joalharia Correia não havia qualquer informação sobre o fecho ao final da tarde desta quarta-feira. Já o encerramento da loja de decoração Ana Salgueiro, aberta desde 1960, está confirmado.

“Quando nos informam que estão em negociação, automaticamente tiramos do processo de classificação como Lojas com História”, explicou Duarte Cordeiro. “O programa não pode ser usado para especular” nem para “ser uma arma de negociação com os senhorios“, continua.

Na reunião de quarta-feira foram indicados 47 estabelecimentos para classificação antes da consulta pública, mas perante a desistência destes três, serão agora classificadas 44 lojas que vão gozar de algumas proteções especiais, como “Lojas com História”.

Perante as desistências, Duarte Cordeiro disse que, embora gostasse de classificar 47 estabelecimentos, “há um limite”. “Ao classificarmos 44 estabelecimentos não devemos ficar pesarosos.”

O limite a que o vice se referia é a “vontade” de os comerciantes manterem os negócios, afirmou Fernando Medina. “O programa não pode resolver os problemas de vontade. Tem é de criar as condições para que as pessoas tenham vontade de continuar.”

Na mesma reunião foi aprovado o “reconhecimento de estabelecimentos com oficinas de manufatura” que ficam protegidos de despejo. São 9 espaços, entre eles a fábrica de gelados A Veneziana e as destilarias da Ginginha Sem Rival e da Ginginha Rubi.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A especulação imobiliária rende muito mais que os bolos e pasteis. E não ninguém põe cobro a isto, nem cá nem em lugar nenhum…infelizmente.

RESPONDER

Selfies estão a destruir muralha romana considerada Património Mundial da UNESCO

Uma parte da antiga Muralha de Adriano, no Reino Unido, está a colapsar por causa dos turistas que procuram o local para tirar selfies. O monumento, que em 1987 foi considerado Património Mundial da UNESCO, inspirou …

Carros vão mudar mais numa década do que aquilo que mudaram num século

Embora a aparência dos carros tenha mudado nos últimos cem anos, a maneira como os conduzimos pouco ou nada mudou. Contudo, acredita-se que na próxima década, além da forma como se movimentam ser diferente, também …

São Francisco lidera ranking das cidades onde se recebe melhor

O American Dream está claramente destacado no ranking das cidades onde se recebe melhor, mas há alguns "intrusos" no meio desta lista. Das dez cidades eleitas, há apenas quatro europeias. Apenas três continentes estão representados no …

Em 30 anos, Amazónia perdeu 953 mil hectares de áreas protegidas

Nos últimos 30 anos, a Amazónia perdeu 953 mil hectares em áreas pertencentes a unidades de conservação e terras indígenas que deveriam estar preservadas. A Amazónia brasileira perdeu 953 mil quilómetros em áreas que foram desflorestadas …

Mulheres e meninas norte-coreanas forçadas a prostituir-se e a casar-se na China

Mulheres e meninas norte-coreanas são coagidas, vendidas ou raptadas na China ou traficadas diretamente da Coreia do Norte, denuncia a Korea Future Initiative. As mulheres são forçadas a casar-se, violadas e sujeitas a outros tipos …

Trump corta financiamento para centros de investigação de saúde infantil

A administração de Trump está a terminar o financiamento para uma rede de centro de investigação focados em ameaças ambientais para crianças, colocando em risco vários estudos de longa data sobre os efeitos dos poluentes …

PJ detém ex-diretor da Santa Casa de Ponte de Sor

Um antigo diretor e contabilista de uma Santa Casa da Misericórdia do distrito de Portalegre foi esta quarta-feira detido pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeitas dos crimes de peculato e participação económica em negócio, foi …

Costa diz que só soube do memorando de Tancos no dia da demissão de Azeredo

O primeiro-ministro, António Costa, diz que só soube do memorando da Polícia Judiciária Militar (PJM) sobre o assalto a Tancos no dia em que o então ministro da Defesa, Azeredo Lopes, apresentou a sua demissão. A …

Jasper Cillessen muito perto da baliza do Benfica

O guarda-redes do Barcelona Jasper Cillessen está muito perto de reforçar a baliza do Benfica, escreve o jornal Record esta quarta-feira. De acordo com o desportivo, o negócio ronda os 20 milhões de euros. O Benfica …

Brexit. Demissão no Governo deixa Theresa May por um fio

A ministra dos Assuntos Parlamentares britânica, Andrea Leadsom, anunciou esta quarta-feira a demissão do Governo em desacordo com o plano da primeira-ministra, Theresa May, para tentar aplicar o ‘Brexit'. "Não acreditamos que sejamos um Reino Unido …