Pássaros e mamíferos são mais ágeis graças aos seus afinados recetores

Um novo estudo sugere que tanto os pássaros como os mamíferos devem os seus passos ágeis aos recetores afinados conhecidos como órgãos tendinosos de Golgi.

Os neurocientistas já sabiam que o sistema nervoso periférico dos tetrápodes (animais quadrúpedes) varia muito. No entanto, de que forma estas diferenças afetam a forma como os animais andam, correm ou se movem permanecia um mistério.

Agora, um artigo científico publicado no Journal of Experimental Biology vem desfazer estas dúvidas: as adaptações neuromusculares – tanto em mamíferos como em aves – podem ter permitido que estes animais se tornassem mais ágeis do que os répteis ou os anfíbios.

Michael Granatosky, investigador do Instituto de Tecnologia de Nova York e autor principal deste estudo, referiu que esta pesquisa pode “explicar por que motivo os tigres têm uma caminhada muito mais suave do que os crocodilos, que arrastam o seu abdómen”. Além disso, pode também esclarecer por que razão os humanos evoluíram ao ponto de, atualmente, andarem com passos tão uniformes.

Os tetrápodes têm pequenos recetores nos músculos – órgãos tendinosos de Golgi – que têm como função proteger os músculos das forças durante a locomoção e outras atividades físicas.

Órgãos tendinosos de golgi em répteis e anfíbios vs pássaros e mamíferos

Quando a tensão muscular aumenta, estes recetores dão sinais ao sistema nervoso para este produzir reflexos que libertam a tensão e previnem eventuais lesões. Tanto os anfíbios como os répteis têm tendões de Golgi, mas estes estão localizados mais longe da junção músculo-tendão, o que sugere que detetam a tensão em todo o músculo.

Pelo contrário, os órgãos tendinosos de Golgi nos pássaros e nos mamíferos localizam-se diretamente na junção músculo-tendão, o que significa que têm uma maior capacidade de detetar tensão em áreas musculares precisas – permitindo, por sua vez, um movimento mais controlado.

“Estas variações estruturais são bem conhecidas, mas nunca ninguém questionou o que realmente significam para os animais”, começou por dizer Granatosky, citado pelo Phys.org. Nesta nova investigação ficou claro que as variações afetam diretamente a forma como os animais respondem às forças que atuam nos seus membros.

Além de ágeis, esta capacidade de resposta dos pássaros e dos mamíferos permite-lhes recuperar rapidamente em caso de queda. Granatosky acredita que os sistemas nervosos menos responsivos dos répteis e dos anfíbios podem ter causado uma necessidade de proteção que levou os animais a adaptar ossos mais fortes.

“Os ossos de répteis e anfíbios podem sustentar forças dez vezes mais pesadas do que o seu peso, enquanto que os ossos de pássaros e mamíferos podem sustentar apenas duas vezes e meia o seu peso”, rematou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Um terço das empresas de restauração não reabriu

Cerca de um terço das empresas de restauração não retomou a atividade e quase metade tem registado uma faturação média inferior a 10%, revelou a associação representativa do setor. A Associação de Hotelaria, Restauração e Similares …

Ministério Público alemão assume que Maddie McCann está morta

O procuradores do Ministério Público alemão acreditam que Madeleine McCann foi assassinada. O investigador Christian Hoppe, do Bundeskriminalamt, revelou que a criança pode ter sido alvejada quando o suspeito assaltava o apartamento da família. O procuradores do …

Nadadores-salvadores devem privilegiar salvamento "sem entrar na água"

A Federação Portuguesa de Nadadores-Salvadores divulgou hoje alguns dos procedimentos que os vigilantes devem adotar na época balnear face à pandemia, como privilegiar o salvamento “sem entrar na água” ou abordar o náufrago pelas costas. “Ainda …

Confederação do Turismo propõe Lay-off simplificado, banco de horas e horário concentrado

A Confederação do Turismo de Portugal (CTP) propôs ao Governo 99 medidas para mitigar as consequências "gigantescas" que a pandemia está a ter no sector, apontando um cenário de "eclipse total e asfixia". Segundo noticiou esta …

Coreia do Norte ameaça romper acordo militar com Seul

A Coreia do Norte ameaçou hoje romper o acordo militar com a Coreia do Sul e fechar o gabinete de ligação transfronteiriça, se Seul não impedir que ativistas continuem a enviar panfletos através da fronteira. A …

Moratórias no crédito prolongadas até 31 de março de 2021

O Governo decidiu estender a moratória nos empréstimos dos bancos às famílias e empresas afetadas pela crise. As prestações e juros só voltarão a ser pagos depois de 31 de março de 2021, apurou o …

Santana Lopes deixou funções executivas no Aliança. Mas não "deserta"

O fundador do partido Aliança deixou, recentemente, as suas funções executivas por "motivos profissionais", mas promete "não desertar", "muito menos em alturas difíceis". No passado dia 15 de maio, Pedro Santana Lopes pediu a suspensão das …

Pela primeira vez em 30 anos, Hong Kong proíbe vigília em memória de Tiannamen

Pela primeira vez em 30 anos, tanto Hong Kong como Macau não vão ter vigílias em homenagem às vítimas do massacre de Tiananmen. A Polícia de Hong Kong proibiu a vigília em memória do massacre de …

Portugal com mais 8 mortos e 331 casos positivos em 24 horas

Portugal registou mais oito mortes e 331 casos positivos de infeção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde. Esta quinta-feira, Portugal registou 1.455 mortes por …

IL rejeita Marcelo Rebelo de Sousa e aposta em Adolfo Mesquita Nunes

O Iniciativa Liberal (IL) não vai apoiar a eventual recandidatura de Marcelo Rebelo de Sousa. Para o partido, um dos nomes em cima da mesa para as Presidenciais é "fácil" e só depende da "vontade …