Doença de Parkinson pode ter início ainda antes do nascimento

Pessoas que desenvolvem a doença de Parkinson antes dos 50 anos podem ter nascido com células cerebrais “desordenadas” que não foram detetadas durante vários anos.

O Parkinson ocorre quando os neurónios responsáveis por produzir dopamina, substância que participa da coordenação de movimentos musculares, morrem ou pioram o seu funcionamento. Os sintomas tendem a surgir nos pacientes por volta dos 60 anos, ocorrendo rigidez nos músculos, lentidão nos movimentos, tremores e perda de equilíbrio.

Os cientistas estimam que cerca de 10% dos casos de doença de Parkinson sejam provocados por mutações em genes específicos. As restantes possíveis causas ainda são um mistério para a comunidade científica.

Agora, uma equipa de cientistas do Centro Médico Cedars-Sinai, em Los Angeles, nos Estados Unidos, levou a cabo uma investigação que se centrou na análise de casos de jovens pacientes com Parkinson, sem histórico familiar da doença e sem mutações associadas a esta condição.

De acordo com a BBC, os investigadores geraram células estaminais pluripotentes induzidas (iPSCs), que levam as células adultas ao seu estado primitivo embrionário. Desta forma, estas células podem ser capazes de produzir qualquer tipo de célula do corpo humano, além de serem geneticamente idênticas às células do paciente.

Os autores recolheram células do sangue dos pacientes, geraram iPSCs e neurónios produtores de dopamina (dopaminérgicos), que foram posteriormente observados em laboratório.

De acordo com o artigo científico, publicado na Nature Medicine a 27 de janeiro, a primeira etapa do estudo envolveu três pacientes com Parkinson precoce e três pessoas num grupo de controlo. Depois, foram analisados mais pacientes.

Clive Svendsen, líder do estudo e professor do Cedars-Sina, na Califórnia, disse que esta técnica “forneceu uma janela no tempo que nos permitiu ver como os neurónios dopaminérgicos podem ter funcionado desde o início da vida de um paciente”.

A equia detetou duas anormalidades nestes neurónios: a acumulação da proteína alfa-sinucleína, presente na maioria das manifestações de Parkinson; e lisossomos defeituosos, estruturas celulares que funcionam como sacos do lixo para decomposição e descarte de proteínas e material celular. Aliás, este mau funcionamento pode levar à acumulação da alfa-sinucleína.

“De acordo com as nossas conclusões, parece que os neurónios dopaminérgicos podem continuar a manipular a alfa-sinucleína por um período de 20 ou 30 anos, provocando então o aparecimento dos sintomas de Parkinson”, referiu o investigador, no comunicado divulgado à imprensa.

Os cientistas esperam que esta recente descoberta possa vir a ser útil na identificação e no tratamento da doença de Parkinson preventivamente.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), pessoas diagnosticadas com Parkinson entre os 21 a 50 anos de idade correspondem a 5 a 10% do total de pacientes com a doença.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Francisco Assis alerta Governo para riscos das raspadinhas

O presidente do Conselho Económico e Social (CES), Francisco Assis, vai promover um estudo sobre o impacto social do vício da raspadinha e informar o Governo, na esperança de que este repondere o lançamento da …

Mais de 75% dos refugiados sírios podem sofrer de stress pós-traumático

Mais de três quartos dos refugiados sírios podem estar a sofrer de distúrbios mentais, como transtorno de stress pós-traumático (TEPT), dez anos após o início da guerra civil no país. De acordo com um artigo do …

AVC foi a principal causa das 112.334 mortes em 2019

As doenças circulatórias foram as principais causas das 112.334 mortes verificadas em Portugal em 2019, divulgou esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística, assinalando que a mais mortífera foi o acidente vascular cerebral (AVC). Em 2019, …

Iémen irá enfrentar a pior fome já vista nas últimas décadas. Guterres implora por generosidade

De acordo com a ONU, a situação humanitária no Iémen é muito grave e o país irá enfrentar a pior fome à qual o mundo já assistiu. Esta situação pode ser revertida se os seus …

"Um erro histórico". Tratado assinado em Portugal incentiva aquecimento global

Um tratado assinado em Lisboa concede um grande poder às empresas de energia para processar os Estados caso se sintam prejudicadas por políticas climáticas. O Tratado da Carta da Energia (TCE) é um acordo internacional assinado …

Jornalistas estrangeiros denunciam "declínio da liberdade" na China

A China utilizou as medidas para controlar o coronavírus, a intimidação e restrições de visto para limitar a cobertura jornalística estrangeira em 2020, dando início a um "rápido declínio da liberdade na media", denunciou o …

Sindicato dos chefes da PSP interpôs ação judicial por causa da pré-aposentação

O Sindicato Nacional da Carreira de Chefes da PSP indicou este domingo que interpôs uma ação judicial para impugnar um despacho da direção nacional da Polícia Segurança Pública sobre a lista de pedidos da passagem …

"A agricultura em Montalegre vai acabar". Praga de javalis destrói culturas

Os agricultores do concelho de Montalegre andam desesperados com o facto dos javalis andarem a destruir as culturas. A população destes animais tem aumentado muito nos últimos anos e as medidas de controlo têm sido …

50 mil euros. Governo cria prémio nacional para proteger florestas

No próximo Conselho de Ministros, na quinta-feira, o Governo vai discutir um prémio bianual para projetos que ajudem a melhorar a floresta, do ponto de vista técnico, científico ou da comunicação. A notícia é avançada esta …

Polícia Judiciária ajudou a evitar dois ataques em França

As informações partilhadas pela Polícia Judiciária (PJ) com a Europol foram cruciais para alcançar a detenção do jihadista marroquino que viveu em Portugal. Hicham El-Hanafi foi condenado a 30 anos de prisão em França, na semana …