Doença de Parkinson pode ter início ainda antes do nascimento

Pessoas que desenvolvem a doença de Parkinson antes dos 50 anos podem ter nascido com células cerebrais “desordenadas” que não foram detetadas durante vários anos.

O Parkinson ocorre quando os neurónios responsáveis por produzir dopamina, substância que participa da coordenação de movimentos musculares, morrem ou pioram o seu funcionamento. Os sintomas tendem a surgir nos pacientes por volta dos 60 anos, ocorrendo rigidez nos músculos, lentidão nos movimentos, tremores e perda de equilíbrio.

Os cientistas estimam que cerca de 10% dos casos de doença de Parkinson sejam provocados por mutações em genes específicos. As restantes possíveis causas ainda são um mistério para a comunidade científica.

Agora, uma equipa de cientistas do Centro Médico Cedars-Sinai, em Los Angeles, nos Estados Unidos, levou a cabo uma investigação que se centrou na análise de casos de jovens pacientes com Parkinson, sem histórico familiar da doença e sem mutações associadas a esta condição.

De acordo com a BBC, os investigadores geraram células estaminais pluripotentes induzidas (iPSCs), que levam as células adultas ao seu estado primitivo embrionário. Desta forma, estas células podem ser capazes de produzir qualquer tipo de célula do corpo humano, além de serem geneticamente idênticas às células do paciente.

Os autores recolheram células do sangue dos pacientes, geraram iPSCs e neurónios produtores de dopamina (dopaminérgicos), que foram posteriormente observados em laboratório.

De acordo com o artigo científico, publicado na Nature Medicine a 27 de janeiro, a primeira etapa do estudo envolveu três pacientes com Parkinson precoce e três pessoas num grupo de controlo. Depois, foram analisados mais pacientes.

Clive Svendsen, líder do estudo e professor do Cedars-Sina, na Califórnia, disse que esta técnica “forneceu uma janela no tempo que nos permitiu ver como os neurónios dopaminérgicos podem ter funcionado desde o início da vida de um paciente”.

A equia detetou duas anormalidades nestes neurónios: a acumulação da proteína alfa-sinucleína, presente na maioria das manifestações de Parkinson; e lisossomos defeituosos, estruturas celulares que funcionam como sacos do lixo para decomposição e descarte de proteínas e material celular. Aliás, este mau funcionamento pode levar à acumulação da alfa-sinucleína.

“De acordo com as nossas conclusões, parece que os neurónios dopaminérgicos podem continuar a manipular a alfa-sinucleína por um período de 20 ou 30 anos, provocando então o aparecimento dos sintomas de Parkinson”, referiu o investigador, no comunicado divulgado à imprensa.

Os cientistas esperam que esta recente descoberta possa vir a ser útil na identificação e no tratamento da doença de Parkinson preventivamente.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), pessoas diagnosticadas com Parkinson entre os 21 a 50 anos de idade correspondem a 5 a 10% do total de pacientes com a doença.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Veneno de tarântula pode ser benéfico no tratamento de dores viscerais

Uma equipa de investigadores australianos identificou dois peptídeos do veneno da tarântula, que podem ajudar a aliviar dores em órgãos do sistema digestivo. Há algum tempo que os cientistas investigam a funcionalidade do veneno em doenças, …

Cientistas propõem reciclar beatas de cigarro para fazer tijolos

Os cientistas afirmam que se apenas 2,5% dos tijolos produzidos em todo o mundo, anualmente, incluíssem 1% de beatas, seria possível reciclar todas as pontas de cigarro a nível global. Um grupo de investigadores da Escola …

Taxa de natalidade desce quase um terço em cidade chinesa

As autoridades chinesas reconheceram oficialmente que a taxa de nascimentos em Xinjiang, cidade situada no noroeste da China, desceu quase um terço em 2018, comparada com o ano anterior. De acordo com a CNN, o governo …

Dynetics revela o módulo lunar do programa Artemis (incluindo o interior)

A empresa norte-americana Dynetics revelou, no dia 15 de setembro, um modelo em escala real do módulo lunar especialmente projetado para levar os astronautas da NASA à Lua já em 2024, como parte do programa …

Polícia de Nova Iorque de origem tibetana acusado de espiar ao serviço da China

Um polícia nova-iorquino originário do Tibete foi acusado de espionagem pelas autoridades norte-americanas por, supostamente, ter recolhido para o Governo chinês informações sobre a comunidade tibetana em Nova Iorque. De acordo com a acusação das autoridades …

Football Leaks. PJ desconhecia acesso das autoridades francesas às provas

O inspetor da PJ, José Amador, revelou, esta terça-feira, que esta polícia não teve conhecimento do acesso das autoridades francesas às provas apreendidas a Rui Pinto durante a sua detenção na Hungria. Na quinta sessão do …

Aldeões ajudam tropas indianas que enfrentam militares chineses nos Himalaias

Cerca de 100 residentes da vila de Chushul atravessam o território indiano de Ladakh para chegar a um pico dos Himalaias conhecido como Black Top, a uma altitude de mais de 4500 metros, levando suprimentos …

Detido na Rússia líder religioso que diz ser a reencarnação de Jesus

O líder religioso, que diz ser a reencarnação de Jesus, foi detido, na Rússia, esta terça-feira, durante uma operação especial. De acordo com as imagens divulgadas pelo jornal The Guardian, vários agentes da polícia, armados e …

Covid-19: Universidade de Coimbra tem novo programa de rastreio aleatório para alunos e docentes

A Universidade de Coimbra (UC) preparou um Plano de Prevenção e Protocolo de Atuação para garantir o regresso às aulas em segurança para alunos, professores, docentes e comunidade. "Tendo em conta a situação pandémica que estamos …

Jogador substituído aos 14 segundos

Substituição insólita foi realizada na primeira divisão da Estónia. Jovem nem tocou na bola. Jogo da 21.ª jornada do campeonato nacional da Estónia, primeira divisão. O FCI Levadia recebe o JK Nõmme Kalju e vence por …