Evolução da pandemia pode condicionar férias de médicos e enfermeiros

Giuseppe Lami / EPA

Os mapas de férias de verão e do período do Natal e Ano Novo dos profissionais de saúde estão a ser concebidos com base no Código do Trabalho e segundo os normais limites em termos de serviços mínimos.

Segundo noticiou esta quinta-feira o Jornal de Notícias, após ter contactado sete hospitais públicos, essas instituições de saúde têm seguido as orientações habituais para a marcação das férias, condicionados, contudo, pela evolução da situação epidemiológica. A maior parte, inclusive, teve de as suspender na segunda vaga da pandemia.

No Hospital de S. João, no Porto, as férias serão agendadas dentro da lei em termos de serviços mínimos. No entanto, “caso se justifique, de acordo com o plano de contingência”, podem ser revistas. O mesmo no Santo António, com os “normais condicionamentos” nas férias para “assegurar a resposta do Serviço Nacional de Saúde à população”.

No Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental – que inclui os hospitais São Francisco Xavier, Egas Moniz e Santa Cruz – “estes períodos são particularmente críticos em todas as organizações e, em particular, naquelas que funcionam 24 horas por dia, sete dias na semana”, disse o conselho de administração.

No Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, as férias serão estabelecidas segundo o plano de contingência, garantindo “os recursos adequados à organização do trabalho, quer de forma direta nos serviços assistenciais, quer de forma indireta nos serviços de suporte à ação médica e de gestão e logística”. Mas “qualquer alteração da situação pandémica determinará a imediata reprogramação das férias planeadas para garantir uma resposta pronta dos serviços”.

No Hospital de Braga, tal como no Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, a marcação dos períodos de férias “é determinada nos termos do Código do Trabalho e da Lei Geral da Função Pública, acautelando-se, como sempre, o normal funcionamento dos respetivos serviços”.

No Centro Hospitalar e Universitário do Algarve, o agendamento é feito de forma a garantir, “na maioria dos serviços, a presença de, pelo menos, 70% de efetivos”, estando previstas “situações excecionais que podem condicionar alterações no gozo de férias” em determinados períodos.

O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, em Penafiel, quer fechar os blocos centrais e de ambulatório entre 01 e 15 de agosto, enquanto no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, é permitido, a título excecional, acumular férias transitadas de 2019 e 2020 e proceder à sua programação em 2021. No Hospital do Algarve, “foi retomado o habitual esquema de marcação de férias”, suspensas entre janeiro e fevereiro.

  Taísa Pagno //

PARTILHAR

RESPONDER

Candidato do Chega detido por tentativa de homicídio de família sueca

O suspeito da tentativa de homicídio de uma família sueca em Moura, Beja, foi candidato do Chega à freguesia de Póvoa de São Miguel nas últimas eleições autárquicas. O líder do partido já condenou este …

A judoca Bárbara Timo

Judoca Bárbara Timo conquista ouro nos -63kg no Grand Slam de Paris

A judoca portuguesa Bárbara Timo conquistou, este sábado, a medalha de ouro no primeiro dia do Grand Slam de Paris, na sua estreia na categoria -63 kg em provas do circuito mundial. Bárbara Timo, de 30 …

Afinal, o início do Universo pode nunca ter realmente existido

Investigador português da Universidade de Liverpool partiu da teoria dos conjuntos causais para pôr em causa alguns dos conceitos mais importantes na complexa evolução do Universo. A ideia de que o nosso universo foi criado através …

Exoplaneta gigante conseguiu sobreviver à morte da sua estrela

Cientistas encontraram um exoplaneta gigante que parece ter conseguido sobreviver à morte da sua estrela, orbitando neste momento uma anã branca. As anãs brancas são o processo final de estrelas e chegam a ser tão densas …

Homem budista a meditar

O tukdam - um estado mental "meio-morto" dos monges budistas - é o novo fascínio da ciência

Os monges budistas conseguem chegar a um estado de meditação tão profunda que não é detectada qualquer actividade cerebral. No Budismo no Tibete, há um conceito mítico conhecido como "thukdam" ou "tukdam". Acredita-se que este é …

Trofense 1-2 Benfica | Águias passam a rasar

O Benfica, da I Liga, venceu hoje o Trofense, da II Liga, por 2-1, no prolongamento, depois do 1-1 no tempo regulamentar, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, e segue …

Como nasceu o mito dos vampiros? Mais doenças e menos Drácula

Os vampiros são um mito com séculos de história e que podem estar associados a doenças como a raiva e a pelagra — e não ao Drácula. O vampiro é uma imagem comum na cultura pop …

Edifícios impressos em 3D pelo exército norte-americano

Exército dos EUA pode agora imprimir edifícios de cimento em 3D em zonas de desastre

O objectivo da tecnologia é facilitar a construção de casas e pontes quando são precisas com urgência em zonas afectadas por catástrofes. O Corpo de Engenheiros do exército norte-americano pode agora imprimir quartéis, bunkers e outras …

Monumento Pillar of Shame, na Universidade de Hong Kong

Pillar of Shame foi, em tempos, um testemunho da liberdade de Hong Kong. Agora, dizem-lhe adeus

Em tempos, a escultura Pillar of Shame, plantada na Universidade de Hong Kong, foi um testemunho das liberdades da cidade. Agora, está a ser removida. Exposta há mais de 20 anos na Universidade de Hong Kong, …

Arquitetura em nome do amor. Homem constrói casa giratória para que a esposa possa escolher a vista

Na Bósnia, um autodidata de 72 anos construiu uma casa invulgar: a habitação gira 360 graus para mudar de vista. Algumas das mais bonitas obras arquitetónicas do mundo nasceram em nome do amor. É o …