Osso com 14 mil anos pode revelar uma nova e misteriosa espécie humana

Peter Schouten / Popular Mechanics

-

Um osso que esteve esquecido num museu durante 25 anos pode ser de uma nova espécie humana que conviveu com os homens contemporâneos. Uma teoria que a confirmar-se revoluciona tudo aquilo em que acreditamos até agora sobre a evolução humana.

Este osso, encontrado numa caverna na região autónoma de Guangxina, na China, esteve durante 15 anos num museu do país, sem que tenha merecido qualquer atenção.

Até que uma equipa de investigadores australianos e chineses decidiu analisá-lo, descobrindo que é um osso datado de há cerca de 11 mil anos, mas com características semelhantes aos dos humanos primitivos que se acredita terem desaparecido milhares de anos antes disso.

Este osso, um fémur, pode ser o vestígio mais moderno dos humanos primitivos mais recentes, nomeadamente os Neandertais que datam de há 40 mil anos.

“Neste momento, não sabemos que espécie encontramos. Só temos um único osso do fémur e há muito poucos ossos similares do Este da Ásia com os quais fazer comparações”, explica um dos co-autores do estudo, o professor Darren Curnoe, da Universidade da Nova Gales do Sul, na Austrália, em declarações ao Popular Mechanics.

“Só podemos dizer que é provavelmente uma espécie humana pré-moderna e talvez relacionada com o Homo erectus ou outro membro mais inicial da espécie humana”, acrescenta.

A confirmar-se esta tese, seria “a mais jovem ocorrência da espécie”, refere o investigador.

Osso Nova Especie Humana

No estudo, publicado no jornal científico PLoS One, os cientistas repararam que o osso revela semelhanças com o Homo erectus e com o Homo habilis, que viveram há 2 milhões de anos, podendo assim ser de um sobrevivente mais recente ou de uma nova espécie descendente destas duas, ou ainda outro “parente” desconhecido dos humanos actuais.

Até agora, os cientistas ainda não conseguiram extrair qualquer amostra de ADN do fémur, pelo que as dúvidas persistem e é difícil retirar conclusões precisas.

O fémur terá uma dimensão pequena, um traço característico das espécies humanas mais primitivas, que indicia que caminhava de forma diferente dos humanos modernos.

Também haverá evidências de ter sido queimado num fogo que terá sido usado para cozinhar carne, ideia que faz levantar a possibilidade de ter sido canibalizado.

Outros estudos feitos pelos mesmos investigadores, nomeadamente em torno de um crânio descoberto noutra caverna próxima, indiciam que o Homo Sapiens acasalava com espécies humanas mais primitivas, que possivelmente também lhes serviam de alimento.

“Tínhamos noções muito concretas sobre a nossa evolução: que nos encontrámos isolados em África em evolução e que rapidamente substituímos todas as outras espécies à nossa volta porque pensávamos que éramos superiores a eles. E aconteceu muito depressa, sem dúvida, e sem interacção biológica. Mas a história da hibridização virou tudo isso de cabeça para baixo”, constata o responsável pelo estudo, citado pelo New Scientist.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …

Irão corta acesso à Internet após protestos contra a subida do preço da gasolina

O Irão cortou o acesso à internet no sábado, após os protestos contra o aumento do preço da gasolina, que provocaram fortes confrontos entre manifestantes e forças de segurança. O Irão cortou o acesso à internet …

A maior parte das Testemunhas de Jeová não apresenta queixa em caso de abuso sexual. Mas uma nova lei pode alterar essa realidade

Em casos de abuso sexual dentro organização religiosa Testemunhas de Jeová, a maior parte das vítimas não acusa os agressores por receio de serem excluídas, revelou um artigo da Vice. Agora, uma nova lei norte-americana, …

Hong Kong. Agente atingido por flecha e operação policial reforçada com canhão de água

Um polícia foi atingido numa perna por uma flecha lançada por manifestantes antigovernamentais e pró-democracia, informaram as forças de segurança, que reforçaram a operação no local com um canhão de água. Um polícia foi atingido …

Príncipe André nega ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

O príncipe André, filho de Isabel I, é acusado de ter abusado sexualmente de Virginia Giuffre, uma jovem que na altura tinha 17 anos. O caso remonta ao dia 10 de março de 2001 e, este …

FC Porto tira pão da boca ao Sporting ao desviar central brasileiro

Os 'dragões' podem estar perto de chegar a acordo para a transferência de Gustavo Henrique. O central do Santos estava em negociações com o Sporting, mas uma forte investida do FC Porto, pode ter mudado …

Será que os cães conseguem farejar uma gravidez?

Já ouvimos falar de cães a farejar bombas e de cães a farejar cancro. E quanto à gravidez, o que poderá o nariz de um cão dizer? Há várias mulheres grávidas a relatar que o cão …