Os homens devem ter a “liberdade de importunar”, defendem artistas

Um conjunto de 100 artistas, entre elas a atriz francesa Catherine Deneuve, assinou uma carta aberta que rejeita um feminismo que “exprime ódio pelos homens” e denuncia “caça às bruxas”.

“A violação é crime. Cortejar de forma insistente ou desajeitada não. Assim como também não é uma agressão machista galantear uma mulher”, escrevem no jornal Le Monde uma centena de atrizes, escritoras, investigadoras e jornalistas, entre as quais a escritora Catherine Millet, a editora Joëlle Losfeld e a atriz Ingrid Caven.

As mulheres que assinaram a carta rejeitam o “puritanismo” que segundo elas se instalou após as acusações de assédio e agressão sexual contra o produtor de cinema americano Harvey Weinstein.

As artistas consideram, ainda, “legítima” a “consciencização sobre a violência sexual exercida contra as mulheres, sobretudo no âmbito profissional”. Mas, afirmam, “esta libertação do discurso transforma-se no contrário: somos intimadas a falar como se deve, a silenciar o que irrita, e aqueles que se recusam a cumprir tais injunções são considerados traidores, cúmplices!”.

Há homens que foram “sancionados no exercício de sua profissão, obrigados a demitir-se, quando o único erro foi ter tocado num joelho, ou ter tentado roubar um beijo, falado coisas ‘íntimas’ durante um jantar profissional, ou ter enviado mensagens de conotação sexual a uma mulher que não sentia uma atração recíproca”, asseguram, falando de uma “onda purificadora”.

Enquanto mulheres, não nos reconhecemos neste feminismo“, afirma o grupo, acrescentando que defende “uma liberdade de importunar, indispensável à liberdade sexual”.

As críticas não se fizeram esperar. Nomeadamente a ex-ministra francesa dos Direitos das Mulheres, Laurence Rossignol, lamentou “esta estranha angústia de deixar de existir sem o olhar e o desejo dos homens, que leva mulheres inteligentes a escrever enormes estupidezes”.

Este é “um artigo para defender o direito de agredir sexualmente as mulheres e para insultar as feministas”, denunciou a ativista Caroline de Hass.

ZAP //

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. Haja bom senso no meio desta histeria anti-masculina!
    Deneuve e as restantes subscritores estão de parabéns pela coragem de ir contra a corrente

  2. PALMAS CARAMBA!..

    Quem possa ter lido os comentários que escrevi sobre isto (sob este nome ou MMQ) sabe bem o que penso e o quanto concordo com este manifesto assinado por esta Diva do Cinema.

  3. Coitadas, saíram do limbo. Só agora é que descobriram o sexo dos anjos? pelo que vejo a falta de homem já leva a estes extremos. Coitadinha da diva, só agora saltou para os escaparates cor de rosa, se calhar a eterna juventude, está a bater à porta para os homens entrar pela porta dentro, o “violador”. Já agora são 100, e quantas mais de 100, foram obrigadas a ter que comer a porcaria que os tais machos querem impor a lei do desejo do macho à fêmea a eterna a subjugadora aos apetites devoradores dos ratos sedentos de sexo à força, ou será que a senhora catherine já comeu na tigela? e agora vem a equipa de frustradas apoia-la? Tenho dito.

    • 1º : A Deneuve gosta de papar mulheres há muto tempo. Não tem falta de nada.
      2ª : este “jorge” deve ser uma sapatão, pois o discurso é idêntico. Nem percebe qual a jogada Global deste assunto subitamente tornado ultra-mediático, e fundamentalista. São “milagres” que nada têm de milagroso. Junto com a apologia absoluta da homosexualidade, é um método contraceptivo global. Abaixo a reprodução humana!

  4. Que pena, esta série de bacoradas acerca de um assunto que merecia de todos a maior reflexão, sem machismos, feminismos ou outro tipo de “ismos”.
    Já agora, cortejar é assédio?
    Ganhem juízo, e deixem-se de importar modas estúpidas!!!

  5. é interessante verificar que só os homens ricos, famosos (ou com algum dinheiro) é que são responsáveis por assédio, os pobres não fazem assédio às mulheres… porque será???

      • Ou melhor, porque não têm nem dinheiro para extorquir nem estão em nenhuma posição importante cobiçada por quem faz as denúncias. Denúncias que escolhem cirúrgica e criteriosamente os seus alvos e os momentos mais convenientes.

        Veja-se o caso de Uma Thurman que se lembrou de vir dar mais um pontapé no predador sexual Weinstein quando este já estava caído no chão e quando já não tinha o poder que tanto jeito lhe deu, ao longo das décadas e dos 7 filmes em que Thurman convenientemente assobiou para o lado sabendo o que Weinstein fazia às outras mulheres.

        Ou o mais recente caso de Violet Paley que esperou James Franco ganhar o Globo de Ouro, para se “lembrar” de fazer um tweet a dizer que ele tinha tentado abusar dela, e exigir já agora (como quem não quer a coisa) que ele doe tudo o que recebeu no filme que lhe valeu o galardão, à associação feminista de que ela é sócia.

        Não andamos a dormir, ò próximo (a)!..

        • É o seu ponto de vista. Não é o meu. Há de fato assédio em todos os lugares em que há poder. Pensar o contrário é ser tonto. E até aqui acredito que muitas mulheres se sujeitaram, outras até terão gostado do jogo e muitas outras tanto se lhes dá como se lhes deu. O que é certo é que essas regras do jogo muito embora não fossem aceites eram de algum modo toleradas. E em Portugal é igualmente uma realidade. Seguramente já ouviu a expressão “subir na horizontal”. Podia relatar-lhe aqui no domínio político e da função pública inúmeras situações de mulheres que fizeram / fazem carreira na horizontal até chegar ao topo das organizações. Vê-as a reclamar? Não, não vê. E sabe por quê? Porque de outro modo nunca lá chegariam.

  6. se pensarmos bem ,olha o que andou aí de gajas(há homem) a fazer de tudo só para andarem de saltos altos em passareles, como também homens, para terem uma vida de de de,putaria e vinho verde ( mens and girls) expressão á homem, e depois arrependem-se do que fizeram, também eu me arrependi de muita coisa, e já lá vai, a não ser que seja violação, ou mesmo forçar no sentido de agarrar com força contantemente, o que é considerado crime, agora qual não é a mulher que não gosta de ser violada com um olhar de um MEN, aí não até eu gosto por elas, para isso é que elas se expôem todas boazonas para nós olharmos, senão dizem logo que ,,,já não há homens como antigamente, são uns paneleiros, pois nem podemos dizer nada ou fazer senão estamos fodi…, para concluir já não há mulheres como antigamente, saudades.

  7. Pela minha parte penso que a tomada de posição destas 100 mulheres tem algum sentido, certamente que elas não estarão de acordo com violadores ou indivíduos que sobretudo pela força do poder ou do dinheiro pressionam mulheres a acederem ás suas pretensões mas daí até um galanteio ou um pequeno atrevimento
    desde que não passe a teimosia caso não seja correspondido ainda vai muita distância, quantas não serão aquelas a porem-se a jeito sobretudo quando toca a dinheiro, agora da forma que pelos vistos algumas senhoras sérias e para mais vindas do cinema estão a tentar levar o caso ao extremo é caso para pensar se nós homens teremos que começar a exigir que as meninas não usem mini-saia e maminhas à mostra considerando isso assédio sexual, por esta ordem de ideias das duas uma, ou elas passam a usar burca e saias até aos pés ou os homens terão que ser castrados.

    • Exactamente! Não vá mais longe… Tal como Catherine Deneuve diz nesta carta aberta, se em França vão ao ponto de escandalosa ofensa de ter uma campanha “#denuncia o teu porco”, é caso para perguntar se os homens não devem também ter uma campanha “#denuncia a tua p*ta”.

Torra acusa Estado de "golpe". Milhares protestam contra decisão do Supremo

O presidente inabilitado da Catalunha denunciou, esta segunda-feira, o "golpe arquitetado" pelo Estado com o objetivo de o destituir. Milhares de pessoas saíram às ruas de Barcelona para se manifestar contra a decisão do Supremo. O …

Donald Trump garante ter pagado impostos. Só não apresentou provas

Esta segunda-feira, o Presidente norte-americano afirmou que pagou milhões de dólares ao Tesouro sem, no entanto, ter apresentado qualquer prova. Para se defender da reportagem publicada pelo The New York Times - que revela que o …

Guilhermina Freitas eleita presidente do Tribunal da Relação de Lisboa

A juíza Guilhermina Freitas venceu, esta segunda-feira, com maioria absoluta, as eleições para a presidência do Tribunal da Relação de Lisboa (TRL), cargo que já ocupava interinamente. Fonte do Tribunal da Relação de Lisboa adiantou à …

Liga propõe assistência de mil pessoas no jogo entre Santa Clara e Gil Vicente

A Liga propôs à Direção Regional da Saúde dos Açores que o encontro Santa Clara-Gil Vicente, da terceira jornada da I Liga, tenha uma assistência de mil pessoas, seguindo as normas regionais para a covid-19. A …

Montijo vai mesmo descolar. "Não será uma pandemia a alterar um projeto necessário há mais de 50 anos"

A pandemia de covid-19 não vai alterar um projeto "considerado necessário há mais de 50 anos", sublinhou o primeiro-ministro na conferência da Confederação do Turismo de Portugal (CTP). Acelerar a recuperação do turismo, um dos setores …

Sérgio Conceição galardoado com Dragão de Ouro para Treinador do Ano

O treinador da equipa principal de futebol do FC Porto recebeu, esta segunda-feira, o Dragão de Ouro para Treinador do Ano, galardão entregue pelo presidente do clube. Sérgio Conceição venceu o prémio pela segunda vez na …

Os quatro negócios da China em Portugal que os EUA querem travar (e porquê)

O embaixador norte-americano George Glass avisou que Portugal "tem de escolher agora" entre a "parceira" China ou os "aliados" EUA em processos como o 5G, a entrada da CCCC na Mota-Engil ou a construção do …

Manchester United faz oferta de 15 milhões por Alex Telles

O Manchester United fez uma primeira oferta pelo lateral-esquerdo brasileiro que ronda os 15 milhões de euros. De acordo com o jornal The Guardian, o Manchester United fez uma oferta a rondar os 15 milhões de …

Os persas "inventaram" o aço inoxidável há mil anos

Uma série de descobertas arqueológicas sugerem que os metalúrgicos persas fizeram uma liga de ferro e crómio - que pode ser considerada o precursor do aço inoxidável moderno - já no segundo milénio. A descoberta, …

Catarina Martins acusa PS de acenar com crise política quando negociações são "mais incómodas"

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, apontou, na segunda-feira, que “há quem tenha vontade de ter uma crise política”, e que o PS habitualmente utiliza este argumento quando “as negociações são mais …