Os chimpanzés só não são capazes de cozinhar por falta de confiança

Uma investigação da Universidade de Harvard afirma que os chimpanzés possuem a maior parte das habilidades que são necessárias para cozinhar.

O estudo, hoje publicado na revista online da Royal Society, sugere que a habilidade de cozinhar pode já ter aparecido há milhões de anos, em ancestrais dos humanos.

A conclusão também aponta para que os humanos possam ter desenvolvido a habilidade de cozinhar imediatamente depois de aprender a controlar o fogo.

Por mais surpreendente que isto possa parecer, até cozinhar um ovo requer habilidades mentais avançadas.

harvard.edu

O antropologista Felix Warneken, investigador da Universidade de Harvard

O antropologista Felix Warneken, investigador da Universidade de Harvard

Enquanto outros animais tendem a começar a comer imediatamente qualquer comida que encontrem ou cacem, os humanos podem guardar e cozinhar a sua comida, mesmo quando estão com fome, porque sabem que, se esperarem, comerão algo muito melhor: comida cozinhada.

Aparentemente, a nossa habilidade de ficar com água na boca com a perspectiva de uma refeição deliciosa e bem preparada requer uma dose de imaginação similar à necessária para produzir arte, desenvolver uma linguagem ou criar tecnologias – coisas que tornam os humanos únicos.

Masterchef símio

E quando é que o homem desenvolveu originalmente essa habilidade?

Para o descobrir, o investigador Felix Warneken, da Universidade de Harvard, conduziu um “Masterchef”, conhecido programa de TV em que três chefs competem entre si, mas apenas para símios.

Neste “Masterchef Macaco”, Warneken fez uma séries de testes com chimpanzés para ver se tinham a capacidade de cozinhar.

Obviamente, os chimpanzés não sabem cozinhar. Ou seja, não fazia sentido dar-lhes um saco cheias de compras e atirá-los para uma cozinha cheia de panelas – apesar de a ideia parecer muito interessante.

O que Warneken fez na realidade foi uma série de experiências para testar as habilidades cognitivas individuais de que os chimpanzés precisavam para poder cozinhar.

O cientista analisou três aspectos: se os símios preferiam comida cozinhada ou crua, se conseguiam esperar até que comida estivesse pronta, e se punham a sua comida crua numa caixa, que os cientistas trocavam por comida cozida.

E os chimpanzés foram aprovados em todos estes os testes.

Mas então por que é que os chimpanzés não cozinham?

Henk van der Eijk / Flickr

Os chimapzés não cozinham porque têm medo de que lhes roubem a comida

Os chimapzés não cozinham porque têm medo de que lhes roubem a comida

Não conseguir controlar o fogo é uma das razões. Outro motivo, diz Warneken, é que cozinhar requer o que ele descreve como “habilidades sociais” que os chimpanzés não têm.

Habilidades sociais, explica Warneken à BBC, não se trata de “boas maneiras à mesa” ou “falta de jogo de cintura para conversar durante jantar”.

Trata-se, na realidade, da falta de capacidade dos símios para confiar que os outros membros do seu grupo social não lhe vão roubar a comida enquanto eles estão a preparar-se para a levar ao fogo.

E engolir uma comida assim que a apanhamos é a forma mais fácil de a manter a salvo.

“A confiança foi um factor importante para que cozinhar se tornasse uma prática social”, defende o cientista.

De acordo com Warneken, estas experiências mostraram que a maioria das habilidades mentais necessárias para cozinhar estavam nos ancestrais dos seres humanos há cerca de 5 a 7 milhões de anos.

Tudo o que foi  necessário para que a culinária surgisse foi a capacidade de controlar o fogo e a habilidade de acreditar que as outras pessoas não iriam roubar a comida assim que virássemos as costas.

Isso, e a descoberta da paprika, claro.

ZAP / BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. pois não são capazes de cozinhar por falta de confiança, também não são capazes de conduzir pelo mesmo motivos, como toda uma série de outras coisas : pilotar, desenhar, criar coisas, etc ..

RESPONDER

A supergigante Betelgeuse é mais pequena e está mais perto da Terra do que se pensava

De acordo com um novo estudo feito por uma equipa internacional de investigadores, podem ser necessários mais 100.000 anos até que a estrela gigante vermelha Betelgeuse morra numa explosão de fogo. O estudo, liderado pela Dra. …

Mulheres menos propensas à covid-19 por respeitarem mais o distanciamento social

Uma das razões pelas quais as mulheres podem ser menos vulneráveis ​​a infeção pelo novo coronavírus deve-se ao facto de serem mais propensas a aderir às políticas de distanciamento social, sugeriu uma nova pesquisa. Uma pesquisa …

Braga 3 - 0 AEK | Minhotos de gala conquistam atenienses

O Sporting de Braga iniciou a sua participação no Grupo G da Liga Europa com uma vitória. Na recepção aos gregos do AEK de Atenas, os minhotos mostraram ser muito mais equipa e ganharam por …

Capitalismo vai arruinar o planeta até 2050, alertam cientistas

Um grupo de cientistas alerta que se continuarmos com este capitalismo desenfreado, o nosso planeta vai sofrer consequências a nível climático e ambiental. Até 2050, o planeta Terra pode sofrer seriamente às mãos do capitalismo desenfreado. …

Os novos faróis inteligentes da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro

Os novos faróis LED da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro, já que são capazes de projetar imagens na estrada ou em paredes. A novidade é lançada na nova linha de SUVs elétricos da …

FC Porto foi "histriónico" e não se portou bem, escreve-se em Manchester

Jornal inglês alega que os elementos do FC Porto foram exagerados, turbulentos e não tiveram um comportamento adequado. Não há uma única palavra sobre o árbitro. Na manhã seguinte à derrota (3-1) do FC Porto em …

De passagem secreta a cemitério de carros. Túnel sob Nápoles "esconde" veículos enferrujados da II Guerra

No centro de Nápoles, em Itália, há veículos e motocicletas abandonados e enferrujados dos anos 1940 alinhados num túnel a mais de 30 metros abaixo dos seus pés. A Piazza del Plebiscito foi nomeada após uma …

Primeira ministra islandesa interrompida por um terramoto quando dava uma entrevista em direto

Um terramoto de magnitude 5.6 interrompeu uma entrevista em direto da primeira ministra islandesa ao The Washington Post. Mas Katrin Jakobsdottir reagiu à situação de forma tranquila: "Isto é a Islândia". Katrin Jakobsdottir estava a dar …

O voo mais longo do mundo está de volta (e agora é ainda mais longo)

O voo da Singapore Airlines que partia de Singapura com destino até Nova Iorque, foi uma das vítimas do covid-19 e ficou suspendo a 23 de março. Agora, é possível viajar nesta rota novamente, e …

Obras de cinco museus de Berlim vandalizadas no início do mês

Sarcófagos egípcios, pinturas do século XIX e esculturas em pedra de três dos principais museus de Berlim foram atacados com uma substância líquida oleosa a 3 de outubro, dia em que se festejaram os 30 …