Operação Fénix: Gerente da SPDE diz que só faz segurança pessoal à esposa

fcporto.pt

O presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa

O presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa

O sócio-gerente da SPDE, Eduardo Silva, afirmou esta sexta-feira, durante o julgamento do processo “Fénix”, que nunca prestou qualquer tipo de serviços de segurança pessoal, nomeadamente a elemento do Futebol Clube do Porto.

“Só faço segurança pessoal à minha esposa”, referiu Eduardo Silva.

O arguido refutava assim a acusação do Ministério Público, segundo a qual prestaria serviços de segurança pessoal a elementos do “staff” do Futebol Clube do Porto, nomeadamente a Pinto da Costa, e ao antigo administrador da SAD, Antero Henrique.

“Não tem nada a ver com segurança pessoal”, sublinhou.

A SPDE tem contrato com o clube azul e branco para a segurança do Estádio do Dragão e das outras instalações desportivas do clube.

Eduardo Silva admitiu que ele e outros elementos da empresa acompanharam o FCP ou os seus dirigentes em certas deslocações, mas nesses casos apenas prestavam serviços de “assessoria em segurança”.

Assessoria que passaria, em certos casos, por fazer “uma primeira barreira” entre os adeptos e os jogadores e responsáveis do clube, como terá acontecido numa fase em que o presidente do FCP estava “cansado” após ter sido submetido a uma intervenção cirúrgica.

A preocupação, referiu, era sempre em relação aos adeptos do FCP e ao “carinho” que estes quereriam demonstrar em relação à equipa e ao presidente, e não em relação à eventual hostilidade de adeptos dos clubes adversários.

Assim, os elementos da SPDE destacados para acompanhar as deslocações do FCP fariam um “levantamento” da situação, nomeadamente junto ao hotel onde a equipa iria ficar hospedada.

A ideia, acrescentou Eduardo Silva, seria também “filtrar” quem entrava no hotel.

Em declarações aos jornalistas, o advogado de Eduardo Silva lembrou que do contrato celebrado entre a SPDE e o FCP também faz parte a “vigilância estática a todos os elementos” da direção do clube.

O processo “Fénix” relaciona-se com a utilização ilegal de seguranças privados.

Os 54 arguidos respondem por crimes de associação criminosa, exercício ilícito da atividade de segurança privada, extorsão, coação, ofensa à integridade física qualificada, ofensas à integridade física agravadas pelo resultado morte, tráfico, posse de arma proibida e favorecimento pessoal.

Eduardo Silva é o principal arguido, estando acusado de 17 crimes de exercício ilícito de atividade de segurança privada, além de associação criminosa, favorecimento pessoal e detenção de arma proibida.

A lista de arguidos integra a SPDE – Segurança Privada e Vigilância em Eventos, acusada de um crime de associação criminosa e outro de exercício ilícito de atividade de segurança privada.

Para a acusação, ficou indiciado que este grupo se dedicava às chamadas “cobranças difíceis”, exigindo, através da violência física e/ou de ameaças, o pagamento de alegadas dívidas.

Dois dos arguidos do processo são o presidente do Futebol Clube do Porto e o antigo administrador da SAD portista, acusados de terem contratado serviços de acompanhamento e proteção pessoal a essa empresa, quando sabiam que esta não dispunha de alvará para o efeito.

Pinto da Costa já depôs, afirmando que nunca teve “guarda-costas”, enquanto Antero Henrique optou por não prestar declarações.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Na tentativa de tirar a selfie perfeita com um elefante, indiano acaba morto pelo animal

No passado domingo, dia 28 de fevereiro, um homem de 21 anos morreu enquanto tentava tirar uma selfie com um elefante. O animal andou a pairar por zona residencial e anteriormente já tinha matado uma …

Milhares de professores vacinados antes de médicos. Presidente do México acusado de fazer política com a vacinação

Milhares de professores do ensino público que lecionam nas zonas mais rurais do México foram vacinados contra o novo coronavírus antes dos profissionais de saúde que combatem a pandemia na mesma região. De acordo com …

Passageiros com documentos e teste de covid-19 falsificados detetados pelo SEF

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, no domingo, no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, três cidadãos portadores de documentação falsa, dois dos quais na partida de um voo com destino à República da …

Coronadiktatur, Gesichtskondom, Fussgruss. Os alemães inventaram milhares de palavras novas sobre a pandemia

O confinamento de quase quatro meses na Alemanha não colocou restrições ao seu idioma de palavras multissilábicas. Os alemães inventaram mais de 1.200 novas palavras para descrever as regras e realidades da vida em tempo …

Ordem coordena vacinação de 4000 médicos "deixados para trás"

A Ordem dos Médicos vai vacinar cerca de quatro mil médicos que trabalham em hospitais e clínicas privadas e que, por algum motivo, não foram vacinados na altura devida. De acordo com um comunicado da ordem, …

A mais recente turbina eólica chama-se Wind Catcher e é portátil

Uma empresa dinamarquesa decidiu inovar e desenvolver uma turbina eólica portátil. O Wind Catcher é mais leve, mais poderoso e mais fácil de usar do que qualquer outro sistema de energia eólica no mercado. O Wind …

Spike Lee vai produzir série documental para o 20.º aniversário dos atentados de 11 de setembro

O realizador Spike Lee está a preparar uma série documental para estrear no 20.º aniversário dos atentados do 11 de Setembro, um "retrato sem precedentes" dos nova-iorquinos e da capacidade de recuperação depois da destruição …

Guru de investimentos, Warren Buffett, assume ter cometido um "erro"

O bilionário norte-americano Warren Buffett, considerado o "guru" dos mercados de investimento, assumiu ter cometido um erro quando adquiriu, em 2016, a Precision Castparts por 32,1 mil milhões de euros. Na carta que escreve anualmente para …

Governo "devolve" 59 milhões em TSU às empresas para compensar aumento do salário mínimo

O Governo vai "compensar" as empresas em aproximadamente 59,2 milhões de euros devido ao aumento do salário mínimo nacional, estimou o ECO, tendo por base os dados avançados pelo Executivo aos parceiros sociais. De acordo com …

Decisões tardias, jogos políticos ou desinformação. Por que razão a República Checa não está a conseguir fugir da pandemia

Numa altura em que vários países da Europa começam a pensar em desconfinar, o oposto acontece na República Checa. O país já ultrapassou as 20 mil mortes e volta a entrar num novo confinamento. Mas …