Rússia veta prolongamento da investigação ao uso de armas químicas na Síria

A Rússia vetou, esta quinta-feira, no Conselho de Segurança das Nações Unidas, um projeto de resolução para prolongar uma investigação sobre o uso de armas químicas na Síria.

Segundo o Expresso, o projeto de resolução, apresentado pelos EUA, recebeu onze votos a favor, dois contra (Rússia e Bolívia) e duas abstenções (China e Egito).

O texto pedia a prolongação por mais um ano da investigação, que Moscovo acusa de ser parcial e de ter cometido erros graves, e exigia sanções contra os responsáveis pela utilização de gás sarin.

Sendo a Rússia um dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança, o seu veto põe assim fim à investigação iniciada em 2015. Esta é a décima vez que o país usa este poder para bloquear uma resolução da ONU contra o regime de Bashar Al Assad, que apoia há vários anos.

“A mensagem que este veto passa é clara: a Rússia aceita o uso de armas químicas na Síria”, afirmou Nikki Haley, embaixadora norte-americana na ONU, citada pelo jornal.

No mesmo dia, o Conselho de Segurança também rejeitou uma proposta submetida pela Rússia, que sugeria igualmente a renovação por um ano da investigação, mas que exigia a revisão da missão do grupo e rejeitava as conclusões sobre a responsabilidade das forças sírias num ataque com gás sarin que provocou 80 mortos no mês de abril.

Só quatro nações votaram a favor da proposta, mas eram precisos nove para que passasse.

“Alguns membros do conselho recusaram apoiar o nosso projeto e agora têm a responsabilidade total pelo cancelamento do trabalho do mecanismo conjunto de investigação. Isto volta a provar que a febre anti-Damasco é a única prioridade real para eles e que manipularam o mecanismo para os seus próprios objetivos”, afirmou, por sua vez, Vasilly Nebenzia, embaixador russo na ONU.

Alguns diplomatas consideram que há ainda a possibilidade de estender o mandato. De acordo com a Euronews, o Japão já submeteu uma resolução alternativa que pede mais 30 dias para encontrar um compromisso para evitar a dissolução do comité de inquérito.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Musk quer bombardear Marte. Pode ser só um "pretexto" para enviar armas nucleares para o Espaço

O plano de Elon Musk de bombardear Marte é apenas um pretexto para o lançamento de armas nucleares para o Espaço, disse o diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin. Bombardear Marte para tornar o …

Quase 20 mil toneladas de combustível derramadas em rio na Rússia

https://cache-igi.cdnvideo.ru/igi/video/2020/6/2/%D0%BD%D0%BE%D1%80%D0%B8%D0%BB%D1%8C%D1%81%D0%BA.mp4 Quase 20 mil toneladas de combustível foram acidentalmente derramadas num rio no extremo norte da Rússia, levando as autoridades a declarar uma situação de "emergência" e levantando preocupações entre ambientalistas e residentes. Em comunicado, a associação …

Mais verde e mais barato. Suécia segue a Alemanha e instala a primeira turbina eólica de madeira

A Suécia instalou uma nova e interessante turbina eólica: uma torre construída em madeira. A Alemanha também já tem esta nova tecnologia. Construída a partir de materiais de fontes sustentáveis e que oferecem desempenho comparável às …

Já não mostra só as filas do supermercado. App "Posso ir?" também diz se pode ir à praia

A aplicação móvel que permite aos utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados também mostra como está a praia. Agora, a aplicação "Posso ir?" vai também dizer-lhe se é ou não prudente ir dar …

Discurso xenófobo. Na Áustria, "a islamofobia tornou-se uma forma dominante de racismo"

A Áustria regista um aumento preocupante do discurso xenofóbico, em particular em relação aos muçulmanos e refugiados, alerta um relatório do Conselho da Europa. A Comissão do Conselho da Europa contra o Racismo e a Intolerância …

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia é uma invenção

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia de coronavírus é uma invenção, de acordo com uma pesquisa realizada pela Escola Superior de Economia de Moscou (HSE). Segundo avançou o site de notícias RBC, citado …

"Botellón" está de volta a Lisboa. Ajuntamentos sem controle podem estar a espalhar o vírus

Há cada vez mais ajuntamentos de jovens em Lisboa, nomeadamente nos bairros típicos, mas também em locais como bombas de gasolina, para o convívio e o consumo de álcool. Um tipo de comportamento que está …

Trump negou ter-se abrigado num bunker da Casa Branca por causa dos protestos

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, negou esta quarta-feira ter sido escoltado para um 'bunker' na Casa Branca, devido aos protestos pela morte de George Floyd, alegando ter ido lá apenas para inspecionar …

Itália. Manifestantes desviam as máscaras e protestam contra medidas para conter pandemia

Centenas de manifestantes se reuniram em Roma, desviando as suas máscaras dos rostos, para protestar contra as medidas do Governo italiano para impedir a propagação do coronavírus. Segundo avançou na terça-feira a Time, os manifestantes, que …

Brasil pagou anúncios em sites investigados por publicar notícias falsas, avança O Globo

O Governo brasileiro publicou milhões de anúncios oficiais em sites investigados por divulgar notícias falsas, avança o jornal O Globo. O Governo do Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, publicou milhões de anúncios oficiais em sites investigados por …