Rússia veta prolongamento da investigação ao uso de armas químicas na Síria

A Rússia vetou, esta quinta-feira, no Conselho de Segurança das Nações Unidas, um projeto de resolução para prolongar uma investigação sobre o uso de armas químicas na Síria.

Segundo o Expresso, o projeto de resolução, apresentado pelos EUA, recebeu onze votos a favor, dois contra (Rússia e Bolívia) e duas abstenções (China e Egito).

O texto pedia a prolongação por mais um ano da investigação, que Moscovo acusa de ser parcial e de ter cometido erros graves, e exigia sanções contra os responsáveis pela utilização de gás sarin.

Sendo a Rússia um dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança, o seu veto põe assim fim à investigação iniciada em 2015. Esta é a décima vez que o país usa este poder para bloquear uma resolução da ONU contra o regime de Bashar Al Assad, que apoia há vários anos.

“A mensagem que este veto passa é clara: a Rússia aceita o uso de armas químicas na Síria”, afirmou Nikki Haley, embaixadora norte-americana na ONU, citada pelo jornal.

No mesmo dia, o Conselho de Segurança também rejeitou uma proposta submetida pela Rússia, que sugeria igualmente a renovação por um ano da investigação, mas que exigia a revisão da missão do grupo e rejeitava as conclusões sobre a responsabilidade das forças sírias num ataque com gás sarin que provocou 80 mortos no mês de abril.

Só quatro nações votaram a favor da proposta, mas eram precisos nove para que passasse.

“Alguns membros do conselho recusaram apoiar o nosso projeto e agora têm a responsabilidade total pelo cancelamento do trabalho do mecanismo conjunto de investigação. Isto volta a provar que a febre anti-Damasco é a única prioridade real para eles e que manipularam o mecanismo para os seus próprios objetivos”, afirmou, por sua vez, Vasilly Nebenzia, embaixador russo na ONU.

Alguns diplomatas consideram que há ainda a possibilidade de estender o mandato. De acordo com a Euronews, o Japão já submeteu uma resolução alternativa que pede mais 30 dias para encontrar um compromisso para evitar a dissolução do comité de inquérito.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …

Brexit: Hoje era o Dia D (mas afinal, fica tudo na mesma)

Devia ter sido o dia decisivo para o Brexit no Parlamento do Reino Unido, mas o processo foi mais uma vez adiado.  Foi aprovada uma emenda que obriga o primeiro-ministro Boris Johnson a pedir um novo …