Onda de pedras-pomes fez uma viagem pelo Pacífico (e traz nova vida à costa da Austrália)

Uma “onda” de pedras-pomes está a chegar à Austrália após uma longa viagem pelo Pacífico. As rochas vulcânicas produzidas na fase de ejeção dos gases contidos na lava, podem trazer um presente para o seu novo habitat: milhões de organismos construtores de recifes que poderiam beneficiar a Grande Barreira de Corais.

O enorme campo de pedras-pomes, composto por milhões de minúsculas pedras separadas, foi expelido em agosto de 2019 por um vulcão subaquático encontrado na costa noroeste da ilha de Vava’u em Tonga. A pedra-pomes é formada quando a lava líquida irrompe de um vulcão para o mar e arrefece de forma rápida, obtendo a sua estrutura porosa através de gases que borbulharam do magma espumoso.

O campo flutuante de pedra-pomes foi estimado em 167 km2, quase o dobro do tamanho de Lisboa, revela o IFLS.

Os cientistas já sabiam que este campo se dirigia para a Austrália, mas agora estão a chegar cada vez mais pedaços de pedra-pomes às praias de Queensland. Scott Bryan, professor da Queensland University of Technology, tem andado pelas praias em busca de pedra-pomes desde abril.

Bryan acredita que as pedra-pomes possam vir a reabastecer alguns dos recifes de coral da Austrália, trazendo novos corais saudáveis ​​e outros materiais biológicos que as pedras agarraram no caminho.

Em comunicado, o professor explica que “cada pedaço de pedra-pomes é uma casa e um veículo para um organismo, e isso é simplesmente incrível. A diversidade de espécies que está a ser transportada ao longo dos milhares de quilómetros é fenomenal”.

Os cientistas identificaram “mais de 100 espécies diferentes presas à pedra-pomes – uma enorme diversidade de plantas e animais”, acrescentou Bryan.

No entanto, alguns cientistas são mais céticos quanto às propriedades vitais da “onda” de pedra-pomes que está a chegar. Rebecca Albright, bióloga de corais da California Academy of Sciences, disse à Scientific American em 2019 que “quando a pedra-pomes chegar à Austrália, há uma comunidade diversificada a viver nela”, mas que os corais podem não fazer parte dessa comunidade.

Embora Bryan também acredite que a pedra-pomes não será suficiente para salvar o conturbado recife da Grande Barreira, o professor acredita que pelo esta menos dê uma nova vida às costas da Austrália.

“É quase como uma injeção de vitaminas”, disse Bryan sobre a chegada das pedras, mas assume que o “só fluxo de pedra-pomes não consegue ajudar a mitigar diretamente os efeitos da mudança climática na Grande Barreira de Corais”.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. E eu aqui precisando uma pros pés… Que jeito me dava viu… Agora já não vendem mais, é só sintética… Mas não é a mesma coisa!

RESPONDER

Luzes cintilantes mostram potencial como novo tratamento para o Alzheimer

Uma equipa de investigadores usou som e luzes cintilantes para tratar ratos com a doença de Alzheimer, obtendo alguns resultados positivos. Agora, os cientistas testaram o mesmo tratamento em humanos, conseguindo mais uma vez resultados …

Planeta Terra passa a ter (oficialmente) cinco oceanos

A National Geographic Society fez o primeiro mapeamento dos oceanos em mais de 100 anos e, desta vez, reconhece que a Terra possui cinco oceanos. Definir as fronteiras dos oceanos da Terra não é uma tarefa …

O misterioso escurecimento da Betelgeuse foi oficialmente desvendado

A causa da misteriosa perda de brilho da estrela foi causada por uma nuvem gigante de poeira, expelida pela própria supergigante vermelha. O "Grande Escurecimento da Betelgeuse", como passou a ser conhecido, foi um fenómeno que …

Entre cursos de água e "kahns", a Alemanha ainda alberga uma minoria étnica de língua eslava

As nações europeias nasceram e desvaneceram ao longo do tempo, mas há uma minoria étnica de língua eslava que permanece dentro da Alemanha. Lehde é uma pacata vila, com cerca 150 habitantes, de ilhas pantanosas interligadas …

Itália 3-0 Suíça | Squadra Azzurra volta a ganhar e a encantar

A Itália tornou-se hoje a primeira seleção a garantir o apuramento para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer a Suíça por 3-0, em encontro da segunda jornada do Grupo A, disputado …

Sony apresenta o seu primeiro drone, o Airpeak S1

Há algum tempo que a Sony planeava lançar um drone, agora, é oficial. A empresa de tecnologia apresentou um drone chamado Airpeak S1 que será, muito provavelmente, o primeiro de muitos. A Sony anunciou oficialmente o …

Candidaturas a astronauta da Agência Espacial Europeia encerram na sexta-feira

Os candidatos têm de ter, pelo menos, um mestrado e experiência profissional, serem fluentes em inglês e ter mais de 1,30 metros.  O prazo para apresentação de candidaturas a vagas para novos astronautas da Agência Espacial …

Dois meses no escuro. Valentina Miozzo passou a quarentena sozinha no Ártico

A pandemia de covid-19 foi um duro golpe de solidão forçada para a maioria das pessoas, mas para a italiana Valentina Miozzo foi a oportunidade perfeita para usufruir de alguns momentos a sós. A meio da …

Pedras misteriosas provocam "corrida aos diamantes" na África do Sul

Uma verdadeira "febre de diamantes" assolou a vila de KwaHlathi, na província de KwaZulu-Natal, litoral da África do Sul. Centenas de pessoas, com utensílios caseiros a servir de engenhos de mineração, ocuparam um terreno à …

Designer cria um "terceiro olho" para quem vive agarrado ao telemóvel

Um designer industrial sul-coreano criou, recentemente, um “terceiro olho” para ajudar aqueles que, mesmo em andamento, não conseguem tirar os olhos do telemóvel. O designer industrial Minwook Paeng criou recentemente o The Third Eye ('terceiro olho' …