Onda de pedras-pomes fez uma viagem pelo Pacífico (e traz nova vida à costa da Austrália)

Uma “onda” de pedras-pomes está a chegar à Austrália após uma longa viagem pelo Pacífico. As rochas vulcânicas produzidas na fase de ejeção dos gases contidos na lava, podem trazer um presente para o seu novo habitat: milhões de organismos construtores de recifes que poderiam beneficiar a Grande Barreira de Corais.

O enorme campo de pedras-pomes, composto por milhões de minúsculas pedras separadas, foi expelido em agosto de 2019 por um vulcão subaquático encontrado na costa noroeste da ilha de Vava’u em Tonga. A pedra-pomes é formada quando a lava líquida irrompe de um vulcão para o mar e arrefece de forma rápida, obtendo a sua estrutura porosa através de gases que borbulharam do magma espumoso.

O campo flutuante de pedra-pomes foi estimado em 167 km2, quase o dobro do tamanho de Lisboa, revela o IFLS.

Os cientistas já sabiam que este campo se dirigia para a Austrália, mas agora estão a chegar cada vez mais pedaços de pedra-pomes às praias de Queensland. Scott Bryan, professor da Queensland University of Technology, tem andado pelas praias em busca de pedra-pomes desde abril.

Bryan acredita que as pedra-pomes possam vir a reabastecer alguns dos recifes de coral da Austrália, trazendo novos corais saudáveis ​​e outros materiais biológicos que as pedras agarraram no caminho.

Em comunicado, o professor explica que “cada pedaço de pedra-pomes é uma casa e um veículo para um organismo, e isso é simplesmente incrível. A diversidade de espécies que está a ser transportada ao longo dos milhares de quilómetros é fenomenal”.

Os cientistas identificaram “mais de 100 espécies diferentes presas à pedra-pomes – uma enorme diversidade de plantas e animais”, acrescentou Bryan.

No entanto, alguns cientistas são mais céticos quanto às propriedades vitais da “onda” de pedra-pomes que está a chegar. Rebecca Albright, bióloga de corais da California Academy of Sciences, disse à Scientific American em 2019 que “quando a pedra-pomes chegar à Austrália, há uma comunidade diversificada a viver nela”, mas que os corais podem não fazer parte dessa comunidade.

Embora Bryan também acredite que a pedra-pomes não será suficiente para salvar o conturbado recife da Grande Barreira, o professor acredita que pelo esta menos dê uma nova vida às costas da Austrália.

“É quase como uma injeção de vitaminas”, disse Bryan sobre a chegada das pedras, mas assume que o “só fluxo de pedra-pomes não consegue ajudar a mitigar diretamente os efeitos da mudança climática na Grande Barreira de Corais”.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. E eu aqui precisando uma pros pés… Que jeito me dava viu… Agora já não vendem mais, é só sintética… Mas não é a mesma coisa!

RESPONDER

Os planetas formam-se em sopas orgânicas — e não há duas iguais

Uma série de novas imagens revela que os planetas formam-se em sopas orgânicas — e não há duas sopas iguais. Astrónomos mapearam os produtos químicos dentro dos berços planetários com detalhe extraordinário. Os mapas revelam a …

O Hawaii quer remover a sua "escadaria para o paraíso" - e a culpa é dos turistas

Em causa estão preocupações com a segurança e vandalismo, que têm aumentado com a explosão de popularidade da escadaria Ha‘ikū nas redes sociais. É caso para dizer que a Stairway to Heaven vai para o inferno …

Inventou o ZX Spectrum e mudou o mundo. Morreu Clive Sinclair

O empresário britânico e inventor do computador doméstico ZX Spectrum, Clive Sinclair, morreu hoje aos 81 anos na sua casa, em Londres (Reino Unido), devido a doença prolongada, informou a filha ao jornal “The Guardian”. Morreu …

Esta torre construída na Suécia não é gigante em altura, mas em sustentabilidade

Para além de ser feito de um material sustentável — fornecido por florestas locais com gestão consciente e transformado por uma serração nas proximidades, o Centro Cultural dispõe de múltiplas tecnologias que fazem dele mais …

Empresa canadiana debaixo de fogo por publicar anúncios de emprego destinados a não vacinados

Uma empresa de canoagem, sediada no Canadá, está debaixo de fogo depois de ter colocado anúncios de emprego destinados, exclusivamente, a pessoas não vacinadas contra a covid-19. "Por favor, NÃO se candidate se tiver tomado quaisquer …

Disparam ataques a jornalistas. Bruxelas insta países da UE a aumentar proteção

Os países da União Europeia (UE) foram instados por Bruxelas a tomar medidas para proteger os jornalistas, após um aumento no número de ataques a membros da imprensa. A Comissão Europeia exortou os governos a criarem …

Facebook e Google criticados por anúncios de "reversão do aborto"

O Facebook já veiculou anúncios de "reversão do aborto" 18,4 milhões de vezes desde janeiro de 2020, de acordo com um relatório do Center for Countering Digital Hate (CCDH), promovendo um procedimento "não comprovado, antiético" …

Líder militar dos EUA temeu que Trump iniciasse guerra nuclear com a China - e chegou a ligar aos chineses

As revelações aparecem em Peril, o novo livro de Bob Woodward e Robert Costa sobre os bastidores da Casa Branca. Trump já respondeu. O General Mark Milley, o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas dos EUA, …

França suspende 3.000 profissionais de saúde que recusaram vacina contra covid-19

A França suspendeu 3.000 profissionais de saúde sem remuneração por se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19, revelou o ministro responsável pela pasta, Olivier Véran. Segundo Véran, citado esta quinta-feira pelo Guardian, "várias dezenas" …

Austrália, Reino Unido e EUA assinam pacto de defesa para conter China

A Austrália, os Estados Unidos (EUA) e o Reino Unido anunciaram o "Pacto de Aukus", que visa frente às pretensões territoriais da China no Indo-Pacífico e envolverá a construção de uma frota de submarinos com …