Olhar fixamente nos olhos de alguém altera o estado de consciência

Um psicólogo italiano descobriu uma forma de induzir um estado alterado de consciência sem o uso de nenhuma substância. Tudo o que é preciso fazer é encarar os olhos de alguém durante cerca de 10 longos minutos.

A experiência, realizada por Giovanni Caputo, psicólogo da Universidade de Urbino, na Itália, envolveu 40 adultos jovens, e o estudo foi publicado na revista Psychiatry Research.

Segundo o psicólogo, o procedimento pode provocar experiências “fora do corpo” e causar alucinações, nas quais as pessoas podem ver monstros, parentes ou mesmo ver-se a si próprias no rosto do seu parceiro.

20 dos participantes, agrupados aos pares, sentaram-se numa sala mal iluminada em frente um do outro, a um metro de distância, e tiveram que olhar nos olhos do seu parceiro, durante 10 minutos sem parar.

A iluminação do quarto era clara o suficiente para os voluntários verem facilmente as características faciais de seu parceiro, mas escura o suficiente para diminuir a sua percepção geral de cores.

Num grupo de controlo, 20 voluntários foram colocados aos pares, também numa sala mal iluminada, e convidados a sentar-se de costas um para o outro, a olhar fixamente para uma parede branca, durante 10 minutos.

Os investigadores disseram aos voluntários que o estudo tinha a ver com uma “experiência meditativa com os olhos abertos”.

Estados dissociativos

Ao fim dos 10 minutos de “olhar fixo”, os voluntários foram convidados a preencher dois questionários relacionados com o que tinham experimentado durante e após a experiência.

Um questionário centrou-se sobre os sintomas dissociativos que os voluntários pudessem ter experimentado, e outro sobre o que tinham visto no rosto do seu parceiro ou percebido acerca do seu próprio rosto.

A dissociação é um termo usado na psicologia para descrever toda uma gama de experiências em que uma pessoa se sente separada do seu meio próximo.

Diversos sintomas como perda de memória, ver as coisas com cores distorcidas ou ter a sensação de que o mundo não é real podem ser causados por abusos, traumas, substâncias psico-activas, e drogas como a quetamina, álcool e LSD.

Aparentemente, olhar fixamente nos olhos de outra pessoa também faz parte da lista.

Segundo Caputo, o grupo em que os pares estiveram a olhar-se fixamente obteve, nos questionários, pontuações maiores que o grupo de controle, o que sugere que a experiência teve um efeito profundo sobre a sua percepção visual e estado mental.

Vejo monstros na tua cara

No teste de estados dissociativos, o grupo que olhou nos olhos do parceiro teve valores mais elevados para aspectos relacionados com a intensidade de cor, sons mais calmos ou mais altos do que o esperado, sensação de distração e de que o tempo parece arrastar-se.

Além disso, 90% dos membros do grupo disseram que tinham visto traços faciais deformados.

75% disseram ter visto um monstro, 50% disseram que viram aspectos do seu próprio rosto no rosto do parceiro, e 15% disseram que tinham visto um parente no rosto do seu parceiro.

Este não é o primeiro estudo que Caputo faz.

Em 2010, o psicólogo italiano realizou uma experiência semelhante, com 50 voluntários que estiveram a olhar para si próprios ao espelho durante 10 minutos.

Em menos de 1 minuto a olhar-se ao espelho, os voluntários começaram a ver o que Caputo descreve como a “ilusão da face estranha”.

Os participantes relataram ter visto enormes deformações dos seus próprios rostos, os rostos de pais vivos ou falecidos, e imagens arquetípicas, como o rosto de uma idosa, criança ou o retrato de um antepassado.

Alguns dos participantes disseram ainda ter visto rostos de animais – como gatos, porcos ou leões – e mesmo de seres fantásticos e monstruosos.

Porque acontece este fenómeno?

O estudo não traz respostas definitivas, mas é provável que o efeito tenha a ver com a chamada adaptação neural, que descreve a forma como os nossos neurónios podem abrandar ou mesmo interromper as suas respostas aos estímulos.

Isto acontece quando olhamos para qualquer cena ou objecto durante um período prolongado de tempo.

Durante esse período, a nossa percepção começa a desvanecer-se, até piscarmos os olhos ou a cena mudar.

Caputo levanta a hipótese de que estas alucinações, chamadas “aparições de faces estranhas”, podem ser uma consequência do regresso à “realidade” depois de se ter introduzido um estado dissociativo provocado pela falta de estimulo sensorial.

ZAP / HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …

Operação Éter. Hermínio Loureiro entre as dezenas de autarcas arguidos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, está entre as dezenas de atuais e antigos autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Este processo levou à prisão preventiva do antigo presidente …

Proteção Civil quer que bombeiros voltem a ser obrigados a usar cinto de segurança

A estrada mata mais bombeiros do que os incêndios. Por isso, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil criou um grupo específico para analisar o problema. Rui Ângelo, chefe da Divisão de Segurança, Saúde e …

Estratégia prevê rede de bancos de leite materno e revisão das licenças para amamentar

A ENALCP apresentada esta quarta-feira prevê a criação de uma rede nacional de bancos de leite materno e a revisão dos diretos de parentalidade. Ambientes favoráveis deverão ser também revistos. A Estratégia Nacional para a Alimentação …

DGS aconselha grávidas e bebés vegetarianos a tomarem suplementos

A Direção-geral da Saúde recomenda suplementos de vitaminas e minerais para bebés e grávidas com alimentação vegetariana e lembra que a dieta não omnívora no primeiro ano de vida deve estar sempre sob supervisão médica. "A …