OCDE mais pessimista que o Governo quanto ao défice

Clara Azevedo e Paulo Henriques / Portugal.gov.pt

Primeiro-Ministro António Costa e Ministro das Finanças, Mário Centeno

Primeiro-Ministro António Costa e Ministro das Finanças, Mário Centeno

A OCDE reviu em baixa as suas previsões do crescimento do PIB para 1,2% este ano e 1,3% em 2017, advertindo que a política de devolução de rendimentos não terá efeitos duradouros na economia portuguesa.

Nas previsões económicas divulgadas esta quarta-feira no documento Economic Outlook, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) piorou a sua estimativa para o crescimento económico, esperando agora que o Produto Interno Bruto (PIB) português cresça 1,2% em 2016 e 1,3% em 2017, quando em novembro antecipava avanços de 1,6% e de 1,5%, respectivamente.

Assim, a OCDE duvida que a economia portuguesa cresça ao ritmo de 1,8% previsto pelo Governo para este ano e para o próximo, de acordo com as estimativas inscritas no Programa de Estabilidade 2016-2020, remetido a Bruxelas no final de abril.

O relatório afirma que a economia cresceu menos do que a zona euro neste primeiro trimestre, apoiada num “consumo privado robusto“, enquanto o investimento, pelo contrário, “caiu acentuadamente e continua a prejudicar o crescimento, devido sobretudo ao elevado endividamento privado, fraco balanços dos bancos, incerteza política e à perda do ímpeto reformista”.

No documento, que foi preparado por uma equipa do departamento de Estudos Económicos liderada por Álvaro Santos Pereira – ex-ministro da Economia do Governo de Pedro Passos Coelho -, a OCDE admite que o consumo privado “pode compensar parcialmente os resultados negativos do investimento”.

Mas avisa que não será sempre assim: “As políticas para impulsionar a procura interna não vão produzir efeitos duradouros“.

A instituição afirma que medidas como o aumento do salário mínimo nacional, a reversão dos cortes salariais na função pública e da sobretaxa em sede de IRS “vão manter o consumo privado robusto”.

“Mas o aumento da despesa em consumo sofre limitações impostas por uma taxa de poupança historicamente baixa e uma reduzida criação de emprego, levando o consumo privado a perder o vapor”, diz a OCDE.

Reciprocamente, acrescenta a organização, “o investimento deve recuperar ao longo de 2017, enquanto o aumento da competitividade e a recuperação da procura extrema vão fortalecer as exportações”.

“Em conjunto, estes desenvolvimentos devem apoiar um crescimento económico moderado nos dois anos“, afirma.

Endividamento

Ainda assim, a instituição liderada por Ángel Gurría afirma que os riscos para o crescimento da economia “são maioritariamente internos e estão relacionados com o alto endividamento dos setores público e privado”.

Entre os riscos está a revisão em baixa do rating atribuído pela agência canadiana DBRS, “o que tornaria o acesso a financiamento externo, incluindo do Banco Central Europeu, mais difícil”.

Para a OCDE, a fraca rendibilidade e peso do crédito malparado “aumentam as preocupações face à estabilidade do setor financeiro”, mas considera que medidas políticas que reduzam o endividamento empresarial e limpem o balanço dos bancos “podem reduzir a vulnerabilidade dos bancos e permitir mais recursos para o investimento”.

A organização também piorou a estimativa para o desemprego, esperando que represente 12,1% este ano e 11,5% no próximo, quando em novembro apontava para taxas de 11,3% e 10,6%, respetivamente.

O mesmo aconteceu com a taxa de inflação, que a OCDE espera agora que seja 0,3% este ano e 0,8% no próximo, quando no Economic Outlook anterior previa que fosse 0,7% este ano e 1% em 2017.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Requiem. Supernova irá fazer uma "reaparição fantasmagórica" em 2037

Uma supernova distante, chamada Requiem, vai fazer uma "reaparição fantasmagórica" em 2037. O Hubble captou-a três vezes em 2016, graças a um fenómeno conhecido como lente gravitacional. A Requiem é o resultado de uma explosão estelar …

A polícia holandesa achava que tinha em mãos o mafioso mais procurado da Europa. Afinal, era só um fã de F1

Um homem de Liverpool de 54 anos pensava que o grande evento da sua viagem aos Países Baixos seria assistir ao Grande Prémio de Fórmula 1, mas acabou detido numa prisão de alta segurança por …

Cobertura global de corais caiu para metade desde 1950, revela relatório

A cobertura global de recifes de coral caiu para metade desde 1950, cenário originado pelo aquecimento global, pesca excessiva, poluição e destruição de habitats naturais, revelou uma análise divulgada esta sexta-feira. Desde a Grande Barreira de …

O sonho de Christo concretizou-se, 60 anos depois. O Arco do Triunfo foi embrulhado como um presente

Já desde o início dos anos 60 que Christo imaginava como seria cobrir o Arco do Triunfo em tecido. A sua visão foi finalmente concretizada e pode ser visitada entre 18 de Setembro e 3 …

Holanda. Ministra da Defesa renuncia devido à crise de evacuação do Afeganistão

Após a ministra das Relações Externas holandesa, Sigrid Kaag, renunciar devido ao desastre da evacuação do Afeganistão, esta sexta-feira foi a vez da ministra da Defesa, Ank Bijleveld. Segundo relatou o Guardian, acredita-se que os ministros …

Tribunal da África do Sul recusa anular pena de prisão do ex-Presidente Jacob Zuma

O mais alto tribunal da África do Sul rejeitou o pedido do ex-Presidente Jacob Zuma para anular a sua sentença de 15 meses de prisão por não comparecer a uma sessão de inquérito por corrupção. Em …

EUA. Advogado planeou o próprio assassinato para o filho receber seguro. Foi detido por fraude

Um influente advogado norte-americano, cuja esposa e um dos filhos foram assassinados, foi acusado de fraude contra uma empresa de seguros e falso testemunho por organizar o seu próprio assassinato. Segundo avançou a agência France-Presse, …

Norberto Mourão conquista bronze nos Mundiais de canoagem adaptada

Norberto Mourão já tinha conquistado o bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e junta agora mais uma medalha à colecção, desta vez nos Mundiais de canoagem adaptada. O atleta de canoagem adaptada Norberto Mourão conquistou hoje …

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …

Futebol português contra Campeonato do Mundo de dois em dois anos

O futebol português está contra a intenção da FIFA de aumentar a periodicidade do Campeonato do Mundo, passando de quatro para de dois em dois anos, refere um comunicado conjunto divulgado hoje. O documento, assinado pela …