O planeta mais próximo do Sol está a morrer

Geólogos da Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos, avaliaram o ritmo de arrefecimento de Mercúrio e o tempo que levou o planeta mais próximo do Sol a adquirir o tamanho que tem hoje – e concluíram que o pequeno planeta está a morrer.

O estudo, publicado na revista Geophysical Research Letters, revela que a sonda norte-americana MESSENGER (MErcury Surface, Space ENvironment, GEochemistry) encontrou na superfície de Mercúrio numerosas dobras, sinuosidades e fraturas, o que permite tirar conclusões sobre a actividade tectónica do planeta – pelo menos no passado.

Os primeiros dados sobre as alterações do tamanho de Mercúrio foram registados pela estação espacial Mariner 10.

As saliências e reentrâncias tectónicas na superfície do planeta, segundo os cientistas, podem ter surgido devido ao arrefecimento de Mercúrio. No entanto, apenas agora os geólogos conseguiram estimar o período e a velocidade desses processos.

Segundo os geólogos Kelsey Crane e Christian Klimczak, autores do estudo, a contracção global do planeta começou há mais de 3,85 mil milhões de anos. A redução do tamanho do planeta é agora pouco perceptível, mas mesmo assim o raio de Mercúrio diminuiu em mais de cinco quilómetros.

Johns Hopkins University Applied Physics Laboratory / Carnegie Institution of Washington / NASA

A contração global de Mercúrio começou há mais de 3,85 mil milhões de anos

A contração global de Mercúrio começou há mais de 3,85 mil milhões de anos

Os geólogos acreditam que Mercúrio começou a encolher após um bombardeamento de meteoritos, que durou cerca de 400 milhões de anos e terminou há 3,8 milhões de anos. O corpo celeste está ainda a modificar-se, mas a actividade tectónica praticamente parou e o campo magnético do planeta está cada vez mais fraco.

Mercúrio foi estudado em detalhe por duas sondas apenas até agora – a Mariner 10, entre 1973 e 1975, e a MESSENGER, entre 2011 e 2015. Em 2018, o Japão e a agência espacial  europeia ESA planeiam enviar uma terceira missão a Mercúrio, a BepiColombo, composta por duas sondas.

Os primeiros resultados da missão ainda vão demorar muitos anos a chegar à Terra. Mesmo que o lançamento seja realizado já em 2018, a BepiColombo apenas alcançará o planeta mais pequeno do sistema solar em 2025.

PARTILHAR

RESPONDER

Foguete impresso em 3D está quase pronto para a sua primeira missão no Espaço

A Relativity Space é uma empresa que pretende lançar em órbita o primeiro foguete imprimido a 3D. A startup diz que já recolheu o financiamento necessário para a sua primeira missão. Com uma visão inovadora, a …

Casaco e guitarra de Kurt Cobain vão a leilão (e valem milhares de euros)

O casaco que o líder dos Nirvana usou no lendário concerto MTV Unplugged in New York vai ser leiloado, com um preço de venda estimado em 270 mil euros. Uma guitarra de Cobain pode ficar …

"50 sombras" da Idade Média. Páginas censuradas de um livro francês encontradas nos EUA

As páginas de um romance medieval foram descobertas nos arquivos da Diocese de Worcester, no estado norte-americano de Massachusetts.  Investigadores descobriram uma versão perdida de um romance medieval, que contém cenas eróticas. O poema francês - …

A tecnologia usada na Bitcoin também está a ser usada para encontrar o amor

Várias dating apps (aplicações de encontros) estão a recorrer ao blockchain para que os seus utilizadores possam encontrar a cara-metade de uma forma mais segura e transparente. O Tinder é provavelmente a dating app mais usada …

Elon Musk quer enviar passageiros para o Espaço já no próximo ano

O bilionário Elon Musk, também fundador da fabricante de automóveis elétricos Tesla, fez um anúncio surpreendente: quer que pôr passageiros no Espaço já em 2020. “Isto pode soar totalmente louco, mas queremos tentar entrar em órbita …

Cientistas reverteram principal sintoma da esquizofrenia em camundongos

Um medicamento que está atualmente a ser desenvolvido para tratar a leucemia reverteu (em camundongos) um sintoma de esquizofrenia anteriormente intratável: o enfraquecimento da memória de trabalho. A memória de trabalho é um processo cerebral fundamental usado …

Para as criaturas marinhas, as doenças infecciosas são a sentinela da mudança

Uma recente investigação analisou as mudanças nas doenças relatadas em espécies submarinas num período de 44 anos. A conclusão não surpreende: a saúde dos oceanos está a piorar a passos largos. A compreensão das tendências oceânicas …

Solidariedade e ambiente. Nos EUA, já é possível doar as suas peças Lego

Nunca somos demasiado velhos para brincar com peças Lego. No entanto, se estiver a ficar sem espaço para as arrumar e estiver à procura de uma forma de garantir que os seus blocos acabam em …

Eis os primeiros smartphones pensados e fabricados em África

https://vimeo.com/365789486 No Ruanda nasceram os primeiros rebentos do grupo Mara, que anunciou o lançamento dos seus dois primeiros smartphones. São os primeiros a serem totalmente fabricados em África. Estes são os dois primeiros smartphones totalmente fabricados em …

Siza Vieira recebe Grande Prémio da Academia de Belas-Artes francesa

O arquitecto Álvaro Siza Vieira recebeu o Grande Prémio de Arquitetura da Académie des Beaux-Arts, pelo conjunto do seu percurso, no valor de 35 mil euros. “É uma grande honra, porque é um prémio importante. É …