“O Império Romano não é real”. A teoria da conspiração que se tornou viral

5

Uma teoria da conspiração viral defende que o Império Romano não é real, argumentando que não há provas concretas da sua existência.

O Império Romano foi o período da história de Roma que se iniciou com a nomeação de Otávio Augusto no ano 27 a.C. e termina com o fim do Império Romano do Ocidente em 476 d.C. que marca o fim da Idade Antiga e início o da Idade Média.

É assim, muito brevemente, que conhecemos a história do Império Romano. No entanto, há uma teoria da conspiração que tem ganhado cada vez mais adeptos, que argumenta que o Império Romano não passa de um mito e que nunca existiu.

Uma utilizadora no Twitter partilhou uma thread com um vídeo que foi visto mais de 740.000 vezes. No vídeo, Donna Dickens faz afirmações bizarras, incluindo que a cidade de Roma foi uma invenção do Vaticano criada em 1500 e que as antigas moedas romanas são falsificações modernas.

A teoria da conspiração defende que muitos dos feitos, obras e artefactos atribuídos ao antigo Império Romano foram de facto obra de outras culturas, portanto, “Roma”, como a entendemos hoje, é um construto histórico.

A teoria, apresentada com mais destaque pela TikToker @momllennial, gerou uma forte reação no TikTok no final de 2021 e tornou-se novamente assunto no Twitter recentemente.

Vários historiadores e arqueólogos não tardaram a refutar a teoria de Dickens, dando diversos exemplos da existência do Império Romano.

Karen Douglas, investigadora britânica da Universidade de Kent que estuda a psicologia das teorias da conspiração, disse ao The Daily Beast que os indivíduos são atraídos por essas teorias para atender a uma ou mais necessidades psicológicas.

“As pessoas estão com medo e inseguras sobre a pandemia e estão a procurar maneiras de lidar com a incerteza, insegurança e perda de contacto social”, disse Douglas. “De facto, as teorias da conspiração parecem prosperar em tempos de crise”.

O principal argumento de @momllennial é que existem “zero” documentos primários da Roma Antiga. Ela afirma que os textos da Roma Antiga são escritos em grego e que a Roma Antiga era o equivalente moderno da Disneyland, um lugar real, mas não uma potência global real.

Noutros TikToks, Dickens argumentou que uma peça sobrevivente de poesia latina escrita por Gauis Cornelius Gallus foi, na realidade, escrita em grego.

  Daniel Costa, ZAP //

5 Comments

  1. Eu fui obrigada a aprender a história de Roma no ensino secundário, para agora dizerem que o Império de Roma não existiu?
    A escrita Grega foi herdada pelos Romanos e por todos os povos que se seguiram, com alterações “mudam-se os tempos mudam-se as vontades” O último Imperador de Roma, incendiou a cidade para destruir tudo, por isso não existem documentos, mas os monumentos deles ficaram lá, em ruínas! e deixaram bem visível os sítios por onde passaram, nós temos ruínas deles espalhadas por aí! ou vão deitá-las a baixo para poderem confirmar que eles não existiram? Então quem existiu antes de nós?
    Quem foi César Augusto, Júlio César, Otávio, Pompeu e outros…
    Não confundam com a mitologia Grega: os vários Deuses, “A Ilíada e a Odisseia” livro do escritor Homero, baseado em Helena de Tróia “Ulisses” “O Gigante Golias” são histórias, interessantes!

  2. Pelo menos até 1456 o imperio romano existiu com um ziliao de provas do mesmo. Na minha opiniao ainda existe de uma ou outra forma. Esta senhora simplesmente é parva e uma grande idiota.

  3. A internet tem disto, deixa que ignorantes andam à solta a espalhar a sua ignorância apesar de todas as provas em contrário. E permite o proselitismo de pessoas que nunca abriram um só livro, que nunca foram a um só sitio arqueológico, que nunca olharam para um só marco miliário – provavelmente porque no país de onde saem estas alarvidades nunca existiu um só destes, a uma massa ululante de basbaques que não sabem nem querem saber de nada a não ser do ultimo vídeo de um qualquer auto-denominado “influencer” seja lá o que isso é, e o alcandoram ao nível de douto conhecedor…..

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.