O Bennu “esconde” diferentes pedaços de outros asteróides na sua superfície

A espaçonave OSIRIS-REx da NASA avistou algumas rochas de cor estranhamente clara na superfície do asteróide Bennu. Depois de algumas investigações, os cientistas descobriram a razão: são fragmentos de um asteróide totalmente diferente e muito maior.

Desde dezembro de 2018, a pequena espaçonave OSIRIS-REx, da NASA, tem observado de perto Bennu, um asteróide próximo da Terra com apenas 500 metros de diâmetro.

Durante as suas investigações a analisar uma série de scans da superfície de Bennu, a equipa do OSIRIS-REx ficou intrigada com umas rochas estranhas. “Encontrámos seis pedras com tamanhos de cerca de 1,5 a 4,3 metros espalhadas pelo hemisfério sul de Bennu e perto do equador”, disse Daniella DellaGiustina, do Laboratório Lunar & Planetário da Universidade do Arizona, em comunicado da NASA. “Estas rochas são muito mais brilhantes do que o resto de Bennu e combinam com o material de Vesta”.

De acordo com os scans feitos pelo conjunto de câmeras da OSIRIS-REx, as rochas pareciam ser dez vezes mais brilhantes do que os seus arredores.

O asteróide Vesta, descoberto há mais de 200 anos pelo astrónomo alemão Heinrich Wilhelm Matthias Olbers, é um dos maiores objetos do cinturão de asteróides, medindo mais de 500 quilómetros de comprimento. Os cientistas prevêem que é responsável por cerca de 9% da massa de todo o cinturão de asteróides.

Ao analisar as leituras do espectrómetro do OSIRIS, a equipa descobriu que as rochas leves provavelmente eram feitas de piroxena mineral – exatamente o tipo de material que tinha sido visto em Vesta e nos seus fragmentos menores – conhecidos como vestóides – que foram soltos quando Vesta foi bombardeado por asteróides mais pequenos.

A equipa concluiu que era improvável que as rochas brilhantes se tenham formado no próprio Bennu, porque a piroxena forma-se em temperaturas extremamente altas.

As rochas de Bennu, que contêm principalmente minerais que contém água, não teriam passado por esse tipo de temperatura. Além disso, um impacto poderoso não poderia ter resultado nessas temperaturas – na verdade, tal impacto teria acabado por separar Bennu.

Graças à descoberta, os cientistas puderam obter detalhes sobre a trajetória de Bennu – a forma como a órbita da rocha é afetada por fatores que incluem forças gravitacionais de planetas próximos e pequenos impactos de asteróides. “Estudos futuros de famílias de asteróides, bem como a origem de Bennu, devem reconciliar a presença de material semelhante ao Vesta, bem como a aparente falta de outros tipos de asteróides”, disse Dante Lauretta, investigador principal da OSIRIS-REx na Universidade do Arizona.

Se tudo correr conforme o planeado, o OSIRIS-REx fará a sua primeira tentativa de recolha de uma amostra em outubro e a levará de volta à Terra em 2023. “Estamos ansiosos para a amostra, que esperançosamente contém pedaços deste tipo de rochas intrigantes”, afirmou Lauretta.

Esta não é a primeira vez que astrónomos avistam pedaços de um asteróide na superfície de outro. A nave espacial Hayabusa 2 da agência espacial japonesa avistou um material mais escuro de um asteróide “tipo S” no asteróide “tipo C” Ryugu, muito mais escuro, em 2018.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Fezes de morcego ajudam a decifrar o passado da humanidade

Uma equipa de investigadores australianos usou fezes de morcego para ajudar a entender uma parte do passado dos nossos ancestrais. Para perceber melhor como é que artefactos antigos são alterados pelo sedimento em que estão enterrados …

"É como fogo". Dezenas de pessoas morreram na República Dominicana após ingestão de álcool ilegal

Depois de dezenas de pessoas morreram por intoxicação nas últimas semanas, as autoridades da República Dominicana acabaram por fechar várias lojas de bebidas alcoólicas. As lojas de bebidas clandestinas situavam-se sobretudo na capital, Santo Domingo, mas …

Eis AlphaDog, a resposta da China para o cão-robô norte-americano Spot

A empresa de tecnologia Weilan, sediada em Nanjing, na China, desenvolveu o AlphaDog, um cão-robô que usa sensores e inteligência artificial (IA) para realizar uma série de aplicações, incluindo entrega de encomendas e orientação para …

E se a vacina contra a covid-19 se chamasse Trumpcine? O "sir" sugeriu e Donald Trump gostou

No fim de semana passado, durante um encontro do Comité Nacional Republicano, o ex-Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que alguém sugeriu que as vacinas disponíveis contra a covid-19 deveriam receber o seu nome. …

O custo da paz mundial é bastante inferior ao custo da guerra

Um recente relatório do Instituto de Economia e Paz (IEP) conclui que o custo dos países com a violência é bem superior ao custo com a paz mundial. O Instituto de Economia e Paz estima que, …

Malta vai pagar aos turistas que visitarem a ilha durante o verão

Numa altura em que pandemia não tem dado tréguas ao setor do turismo, Malta anunciou um conjunto de medidas com o objetivo de encorajar os viajantes a visitarem o país e a ficarem hospedados nos …

Pentágono confirma que filmagens de OVNI em forma de pirâmide são autênticas

Uma nova série de imagens e vídeos de OVNIs (Objetos Voadores Não Identificados) filmados pela Marinha dos Estados Unidos foi agora confirmada como autêntica pelo Pentágono. Enquanto muitas pessoas geralmente se referem a avistamentos misteriosos …

Irão vai aumentar produção de urânio enriquecido em resposta ao “terrorismo nuclear” de Israel

O Irão justificou esta quarta-feira a decisão de enriquecer urânio a 60% como resposta ao “terrorismo nuclear” e à “maldade” israelita, referindo-se ao alegado ataque contra a central de Natanz, no domingo. “A decisão de enriquecer …

Possibilidade de ser reinfetado baixa 84% para quem já teve covid-19

Um novo estudo indica que a infeção prévia por SARS-CoV-2 protege a maioria dos indivíduos contra a reinfecção durante uma média de sete meses As probabilidades de reinfeção não descem até zero, mas um novo estudo, …

Bolsonaro diz que confinamentos transformaram o Brasil num "barril de pólvora"

Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, alertou esta quarta-feira que o país se tornou "um barril de pólvora" devido às medidas restritivas adotadas por governadores e prefeitos para tentar conter a disseminação da covid-19. "O Brasil está …