Morreram 841 manatins em seis meses na Florida. É um recorde histórico

Pixabay

Números recorde registaram-se num ano em que a espécie foi obrigada a migrar para águas mais quentes após dias de inverno rigorosos que inviabilizavam a sua sobrevivência. A ausência de ervas marinhas na nova localização (um estuário) fez com que muitos manatins, principalmente os mais novos, morressem por escassez de alimentos.

Nos primeiros seis meses de 2021 morreram 841 manatins nas águas da Florida, quase três vezes mais do que no período homólogo do ano anterior. O anúncio foi feito pela Comissão de Conservação de Peixes e Vida Selvagem do estado, que classificou o número como um “recorde histórico”, já que suplanta os 830 exemplares mortos em 2013 como consequência de uma maré vermelha tóxica que ocorreu naquele ano.

De acordo com as informações reveladas pelas autoridades, mais de metade das mortes ocorreu na Lagoa Indian River e nas áreas circundantes — para onde os manatins migraram devido às temperaturas extremamente baixas registadas na costa da Florida em janeiro e fevereiro, apesar de serem áreas com menor profundidade.



Enquanto veterinária da Comissão de Conservação de Peixe e Vida Selvagem da Florida, Martine de Wit considerava a morte de alguns manatins normal — é comum estes mamíferos adoecerem com a pressão extrema exercida sobre os seus corpos sensíveis quando a temperatura desce dos 20 graus centígrados, escreve a National Geographic. No entanto, à medida que o ano avançava, algo lhe pareceu “errado”.

Segundo alguns biólogos citados pelo The Guardian, a poluição poderá ser o motivo para o número histórico de mortes, devido ao seu impacto nos leitos de ervas marinhas na área — principal alimento dos manatins.

“A mortalidade sem precedentes dos manatins causada pela fome foi documentada este inverno e primavera. A grande maioria das mortes aconteceu durante os meses frios, quando os indivíduos migraram para e pela Ladgoa Indian River, onde a maioria das ervas marinhas morreu.”

Mike Walsh, diretor do departamento de saúde de animais aquáticos da Universidade da Florida, revelou que, para se manterem saudáveis, os manatins precisam de consumir diariamente até 10% do seu peso corporal em ervas marítimas ou outras plantas aquáticas.

Para os cientistas, esta diminuição de alimento é provocado, acima de tudo, pela poluição da água. De acordo com a National Geographic, todos os anos são escoados para as lagoas quase 115 milhões de quilos de nitrogénio e fósfero de produtos químicos agrícolas, fertilizantes e fossas sépticas.

Para além da diminuição das ervas marinhas disponíveis, os ataques de barcos são também uma das principais causas de morte dos manatins, estando na origem de 63 só este ano.

Atualmente, os ambientalistas alertam para a necessidade de se classificar os manatins como espécie em perigo de extinção — aumentando, assim, as medidas para os proteger.

ARM, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Avião russo invade espaço aéreo da Estónia pela sexta vez este ano

A Estónia informou na quinta-feira que um avião da força aérea russa violou o seu espaço aéreo, sendo o sexto incidente do género este ano. A intrusão terá ocorrido ao meio-dia de quarta-feira, quando o avião …

Abel montou uma "equipa pequena, a jogar sempre com receio"

Opinião proveniente do Brasil lamenta a forma como o campeão sul-americano se apresenta em campo. É campeão sul-americano, por ter vencido a última Copa Libertadores, está a um jogo de estar novamente na final da Libertadores …

Pandemia com tendência decrescente nos serviços de saúde e na mortalidade

Portugal regista uma situação pandémica de “intensidade moderada”, mas com uma tendência decrescente da pressão sobre os serviços de saúde e na mortalidade associada à covid-19, refere o relatório das “linhas vermelhas” hoje divulgado. Segundo a …

Vacinas da gripe vão ser dadas nos centros de vacinação covid-19

Os centros de vacinação usados para administrar as vacinas contra a covid-19 vão também passar a ser usados para vacinar contra a gripe. Numa nota enviada às redações, a task force anunciou que os centros de …

Irmã de Kim Jong-un diz que acabar com a Guerra da Coreia é uma "ideia admirável"

Esta sexta-feira, Kim Yo-jong, irmã do líder norte-coreano Kim Jong-un, disse que o país está disposto a retomar as conversações com a Coreia do Sul se o vizinho não provocar o Norte com políticas hostis. Ri …

"Que se lixe o Congresso", diz líder do CDS

O líder centrista Francisco Rodrigues dos Santos disse não estar "minimamente preocupado" nem "concentrado em táticas para congressos internos". O presidente do CDS disse esta sexta-feira que não está “minimamente preocupado” com a próxima reunião magna …

Detidos CEO e chairman do grupo HNA, antigo acionista da TAP

Chen Feng e Tan Xiangdon, o chairmain e o CEO do grupo HNA, que já deteve uma participação na TAP, foram detidos esta sexta-feira.  O chairmain e o CEO do grupo HNA terão sido detidos na …

OMS inclui mais dois medicamentos nas recomendações para tratamento

A Organização Mundial de Saúde (OMS) acrescentou na quinta-feira dois medicamentos à lista de fármacos admitidos para tratamento da covid-19 e pediu à farmacêutica que os produz para baixar os preços e levantar as patentes. O …

Puigdemont em liberdade, mas com proibição de sair da Sardenha

O Tribunal de Recurso de Sassari decidiu, esta sexta-feira, deixar em liberdade o ex-presidente catalão Carles Puigdemont. Enquanto decorrer o processo judicial, não pode sair da ilha italiana. Carles Puigdemont saiu em liberdade esta sexta-feira, depois …

Centenas de pessoas protestam em Barcelona contra a prisão de Puigdemont em Itália

Centenas de pessoas reuniram-se próximo do consulado italiano em Barcelona em protesto contra a prisão de Carles Puigdemont. Centenas de pessoas reuniram-se esta sexta-feira próximo do consulado italiano em Barcelona, guardado por um forte dispositivo da …