O núcleo da Terra pode esconder mais de cinco oceanos no seu interior

Um novo estudo sugere que o núcleo da Terra pode abrigar uma grande quantidade de água no seu interior. Segundo os investigadores, a quantidade pode chegar ao equivalente a cinco oceanos.

Muitos estudos comprovam que, sob os nossos pés, mais fundo do que o fundo dos mares e oceanos, existem grandes reservas de água. Há também evidências de que o elemento líquido está “incorporado” nos minerais do manto, especialmente na zona de transição, entre 400 e 700 quilómetros de profundidade.

A partir deste ponto, a Terra torna-se relativamente “seca”. Porém, um novo estudo garante que haverá mais água dentro do novo planeta, escondida no núcleo, que pode abrigar o equivalente a cinco oceanos no seu interior.

A investigação, liderada por Yunguo Li, investigador associado da Faculdade de Matemática e Física da University College London, publicada em maio na revista científica Nature Geoscience, pode revolucionar o que sabemos sobre a quantidade de água que a Terra abriga e as suas origens.

“Ainda existem grandes incertezas, mas é certo que há mais água abaixo da superfície. O nosso estudo indica que o núcleo é a maior reserva de água da Terra“, disse Li, em declarações ao jornal espanhol ABC, explicando que esse líquido estaria presente nos átomos do soluto, “diluído” no ferro derretido no núcleo.

A principal desvantagem dessa teoria é que, ao contrário do que acontece com o manto, ainda é impossível obter uma amostra do centro da Terra.

“No laboratório, os cientistas tentaram simular o ambiente de formação do núcleo, mas até agora a pressão é muito menor do que essa condição e as conclusões parecem contraditórias”, argumentou Li.

A recriação da origem da formação do núcleo nesse estágio primário pode ser a chave para a presença de água, não só lá, mas também no resto do planeta.

De acordo com os cientistas, a quantidade de água no núcleo depende de dois fatores: o coeficiente de partição de água entre o material do núcleo e o material do manto – ou seja, onde a água “prefere” ir. Há minerais como o ringwoodita, que são bastante solúveis e povoam o manto. Já o ferro líquido localiza-se no núcleo. Por outro lado, também depende da quantidade de água presente durante o processo de separação entre o núcleo e o manto, uma fase que ocorreu no início da criação do nosso planeta.

A equipa calculou a distribuição da água entre ferro e silicato derretido a altas pressões e temperaturas, usando técnicas de dinâmica molecular e integração termodinâmica. “A água prefere a fusão do silicato sobre os minerais sólidos. Noutras palavras, a água também prefere ir para o núcleo em vez de ir para os minerais do manto, como o ringwoodita”, explicou Li.

A equipa determinou que a maior parte da água terá chegado ao núcleo durante a divisão do interior da Terra. “Além disso, as placas de subducção transportam água, que também entra no núcleo”, disse Li. É assim que o estudo mostra que o núcleo deve ter “uma quantidade considerável de água“.

Li e a sua equipa afirmam que as suas investigações indicam que “quando o núcleo se começou a separar do manto na forma de ferro líquido, a maior parte da água presente durante esse processo foi atraída para as bolsas de ferro líquido e afundou-se para formar o núcleo”.

No entanto, a questão de quanta água existe no núcleo continua a ser uma pergunta sem resposta.

“O nosso estudo não consegue dar uma resposta definitiva. Depende do modelo de acumulação da Terra: quanta água tinha chegado à Terra antes da separação entre o núcleo e o manto”, admitiu Li. “Mas, com base nos estudos mais recentes de isótopos e no modelo de acreção da Terra, pode haver mais de cinco oceanos no núcleo“.

Assim, a mesma quantidade de água que circunda os continentes pode estar escondida no interior mais fundo da Terra.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Espero que essa água toda não queira vir pra superfície de uma vez, senão já era os continentes, o mundo seria totalmente inundado.

RESPONDER

Super-vulcão Yellowstone registou 91 terramotos em apenas 24 horas

Os vulcanólogos têm andado atentos ao super-vulcão localizado no Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos. O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) relatou recentemente a ocorrência de 91 terremotos em apenas 24 horas. Estes …

Cartoonista alemão Frank Hoppmann é o vencedor do 15.º World Press Cartoon

O 'cartoonista' alemão Frank Hoppmann, com a caricatura do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, é o vencedor da 15.ª edição do World Press Cartoon, foi hoje anunciado nas Caldas da Rainha, na cerimónia de entrega de …

Pequena e funcional. Assim se carateriza a Tiny House (que ainda evita dores de joelhos)

Esta pequena casa móvel pode ser a solução que procura. Devido à sua arquitetura dinâmica é ótima para pessoas com problemas de articulações e que sofrem com dores joelhos, pernas cansadas ​​ou dores nas costas. Hoje …

Chama-se Elios, é um drone e vai explorar as profundezas das cavernas de gelo da Gronelândia

Elios é o drone que está a ajudar os investigadores a descobrirem mais sobre os mistérios da Gronelândia. Inserido numa estrutura própria, tem explorado as cavernas de gelo, facilitando assim o acesso a locais mais …

Milhares de pássaros migratórios estão (misteriosamente) a morrer no Novo México

Um elevado número de pássaros migratórios está a morrer em todo o Novo México, numa misteriosa mortalidade em massa que está a preocupar os cientistas. Estima-se que o número de pássaros mortos seja de centenas de …

Crianças inspiram Lego a livrar-se de todas as embalagens de plástico

As peças da Lego podem acabar no oceano durante mais de mil anos, mas os fabricantes dinamarqueses estão a tentar tornar a empresa ecologicamente correta. Na sua última promessa, a Lego vai começar a usar sacos …

Uma cidade chamada "amianto" está a tentar mudar o nome (e a discussão tornou-se tóxica)

Há uma cidade no Canadá chamada Asbesto - um material de construção altamente tóxico. Os habitantes da cidade não estão felizes com este nome, mas a sua mudança também não está a ser fácil. De acordo …

FC Porto 3-1 Braga | Entrada de “dragão”

O FC Porto iniciou a defesa do título nacional com uma vitória importante sobre o Sporting de Braga por 3-1. Os minhotos marcaram primeiro no Dragão, por um ex-portista, mas os descontos do primeiro tempo foram …

Barco navega em forma de coração para agradecer aos habitantes da Nova Escócia

A escuna Bluenose II navegou de forma bastante original no último dia da temporada de 2020. A rota seguida criou a forma de um coração no porto de Lunenburg, na Nova Escócia. De acordo com o …

França bate recorde com 13.498 novos casos. Espanha não vai confinar

A França registou este sábado um recorde diário de casos de covid-19, com 13.498 novos infetados nas últimas 24 horas, anunciou a Agência Nacional de Saúde, acrescentando que, no mesmo período, morreram mais 26 pessoas. No …