Apple alerta: Novos iPhones devem estar a 15 centímetros de distância de pacemakers

Apple

A Apple recomenda que os seus utilizadores mantenham os novos iPhones, bem como os acessórios MagSafe, a 15 centímetros de distância de dispositivos médicos implantados, como pacemarkers ou desfibriladores.

A gigante tecnológica atualizou, no final de janeiro, as orientações de segurança sobre os seus produtos, alertando os consumidores que os iPhones têm ímanes que emitem campos eletromagnéticos que “podem interferir” com dispositivos médicos como, por exemplo, pacemarkers ou desfibriladores implantados.

A atualização chama à atenção dos utilizadores especialmente para os ímanes colocados no interior dos quatro modelos de iPhone 12, assim como os acessórios MagSafe, que incluem carregadores sem fios e acessórios magnéticos, como estojos e carteiras que se prendem à parte de trás dos telemóveis.

Reconhecendo que os dispositivos médicos podem conter sensores que reajam a ímanes ou a ondas de rádio próximas, a empresa norte-americana recomenda que telemóveis e acessórios MagSafe sejam mantidos a uma “distância segura” dos dispositivos médicos: 15 centímetros ou 38, quando carregados através de dispositivos sem fios.

A Apple observa que as nova linha de iPhones – mini, Pro, Pro Max – contêm mais ímanes do que os modelos anteriores, mas refere que estes não representam um risco maior de interferência magnética com dispositivos médicos, escreve a CNN.

“Consulte o seu médico e o fabricante do dispositivo médico para obter informações específicas sobre o seu dispositivo médico e sobre a necessidade de manter uma distância segura entre o dispositivo médico e o seu iPhone ou qualquer acessório MagSafe”, escreve a Apple na sua página, acrescentando: “Os fabricantes fornecem frequentemente recomendações para uma utilização segura dos seus dispositivos em produtos sem fios ou magnéticos para evitar eventuais interferências.”

E alerta ainda: “Se o cliente sentir que o seu iPhone 12 ou carregador MagSafe está a interferir com o seu dispositivo médico, deve parar de os usar“.

A emissora norte-americana tentou, sem sucesso, contactar a empresa tecnológica para obter mais esclarecimentos sobre as novas orientações de segurança.

Especialistas alertaram

O portal USA Today conta que o problema foi inicialmente identificado por cardiologistas do Instituto Vascular e Cardiológico Henry Ford, nos Estados Unidos, que alertaram, numa carta publicada na revista médica HeartRhythm, que as baterias utilizadas nos novos iPhones e acessórios MagSafe emitem campos eletromagnéticos que podem desativar ou interferir com dispositivos médicos implantados.

Gurjit Singh foi um dos médicos que assinou a missiva, destacando que em causa está um “importante problema de saúde pública”, uma vez que a nova linha de iPhones “pode, potencialmente, inibir a terapia que salva a vida de um paciente, especialmente quando o telemóvel é transportado no bolso superior do peito”.

A carta insta os fabricantes de dispositivos médicos e médicos a alertar os pacientes sobre o risco potencial associado ao iPhone 12 e a outros dispositivos inteligentes.

As descobertas chamaram a atenção da FDA (US Food and Drug Administration), que regula os dispositivos médicos, da Associação para o Avanço da Instrumentação Médica e, principalmente, da própria Apple, que publicou um alerta na sua página.

Os especialistas de saúde alertam já há muito para os eventuais perigos associados à utilização de telemóveis junto de dispositivos médicos implantados, alertando, por exemplo, os utilizadores para não os guardarem nos bolsos superiores.

  ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. LOL…. fosse isto uma noticia sobre equipamentos de uma qualquer marca Chinesa, caia já o Carmo a Trindade, os Jerónimos, a Torre dos Clérigos…. mas como é da marca que os pseudo-chiques gostam, não há nada a dizer ou fazer. É ficar longe e mai nada….

    Ridículo!!

  2. Magsafe not so safe…

    Só mesmo esta marca de betinhos para sacudir a chuva do capote numa situação destas. Se fosse um carro com problemas críticos de segurança, já tinham obrigado a marca a recolhe-los todos. Neste caso, nem os obrigam, nem eles querem saber. É uma festa!

RESPONDER

A judoca Bárbara Timo

Judoca Bárbara Timo conquista ouro nos -63kg no Grand Slam de Paris

A judoca portuguesa Bárbara Timo conquistou, este sábado, a medalha de ouro no primeiro dia do Grand Slam de Paris, na sua estreia na categoria -63 kg em provas do circuito mundial. Bárbara Timo, de 30 …

Afinal, o início do Universo pode nunca ter realmente existido

Investigador português da Universidade de Liverpool partiu da teoria dos conjuntos causais para pôr em causa alguns dos conceitos mais importantes na complexa evolução do Universo. A ideia de que o nosso universo foi criado através …

Exoplaneta gigante conseguiu sobreviver à morte da sua estrela

Cientistas encontraram um exoplaneta gigante que parece ter conseguido sobreviver à morte da sua estrela, orbitando neste momento uma anã branca. As anãs brancas são o processo final de estrelas e chegam a ser tão densas …

Homem budista a meditar

O tukdam - um estado mental "meio-morto" dos monges budistas - é o novo fascínio da ciência

Os monges budistas conseguem chegar a um estado de meditação tão profunda que não é detectada qualquer actividade cerebral. No Budismo no Tibete, há um conceito mítico conhecido como "thukdam" ou "tukdam". Acredita-se que este é …

Trofense 1-2 Benfica | Águias passam a rasar

O Benfica, da I Liga, venceu hoje o Trofense, da II Liga, por 2-1, no prolongamento, depois do 1-1 no tempo regulamentar, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, e segue …

Como nasceu o mito dos vampiros? Mais doenças e menos Drácula

Os vampiros são um mito com séculos de história e que podem estar associados a doenças como a raiva e a pelagra — e não ao Drácula. O vampiro é uma imagem comum na cultura pop …

Edifícios impressos em 3D pelo exército norte-americano

Exército dos EUA pode agora imprimir edifícios de cimento em 3D em zonas de desastre

O objectivo da tecnologia é facilitar a construção de casas e pontes quando são precisas com urgência em zonas afectadas por catástrofes. O Corpo de Engenheiros do exército norte-americano pode agora imprimir quartéis, bunkers e outras …

Monumento Pillar of Shame, na Universidade de Hong Kong

Pillar of Shame foi, em tempos, um testemunho da liberdade de Hong Kong. Agora, dizem-lhe adeus

Em tempos, a escultura Pillar of Shame, plantada na Universidade de Hong Kong, foi um testemunho das liberdades da cidade. Agora, está a ser removida. Exposta há mais de 20 anos na Universidade de Hong Kong, …

Arquitetura em nome do amor. Homem constrói casa giratória para que a esposa possa escolher a vista

Na Bósnia, um autodidata de 72 anos construiu uma casa invulgar: a habitação gira 360 graus para mudar de vista. Algumas das mais bonitas obras arquitetónicas do mundo nasceram em nome do amor. É o …

Novo SEF deverá chamar-se Agência para as Migrações e Asilo

Afinal, já não vai haver um Serviço de Estrangeiros e Asilo (SEA) para substituir o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), mas sim uma Agência Portuguesa para as Migrações e Asilo (APMA). De acordo com o …